blog do Roberto Leite

Assuntos de interesses multiplos e atuais.

Reação humana

Reação humana

Nunca se sabe qual vai ser a reação humana em uma situação inesperada.

Eu pessoalmente conheci um indivíduo que ganhou em uma das loterias, Sena, quina, ou outra qualquer, não me recordo qual delas, dois milhões de reais.

Ele era o contador em uma empresa de autopeças.

No dia seguinte, pediu demissão da empresa, comprou um Opala novo, e começou a gastar dinheiro.

Morava na Ceilândia, que era um bairro de classe baixa em Brasília.

Os lotes por lá eram bem pequenos, então ele comprou os vizinhos dos lados, e os da parte de traz.

Reconstruiu a sua casa totalmente e neste empreendimento ele gastou mais do que uma casa custaria no Lago Sul, bairro nobre de Brasília.

Seu sogro era padeiro lá no Piauí. Ele comprou na esquina de sua casa uma padaria e deu de presente para o sogro. Seu irmão gostava de negociar com carros usados, ele comprou um lote com uns oito carros e deu para o irmão de presente.

Em pouco mais de um ano, havia gastado tudo.

A padaria faliu, pois o sogro não sabia administrar, e o lote de carros do irmão também foi para o brejo pela mesma razão.

O sogro voltou para a terra natal falando mal do genro, que lhe havia comprado uma padaria furreca, e que tinha equipamentos velhos e não valia nada.

O irmão se desentendeu com o cara, pois vendeu todos os carros e gastou o dinheiro, sem investir mais nada, e faliu também dizendo que o irmão havia lhe dado de presente um lote de carros sem condições de sobreviver.

A casa que ele construiu não valia quase nada, pois o local da mansão não era apropriado, e não havia quem queria comprar uma casa destas na Ceilândia.

Quebrado, foi tentar o emprego de volta, mas já tinha outro e não se interessaram por alguém que os havia deixado na mão.

Eu não sei o que aconteceu com este rapaz, mas deve ser a pessoa mais triste do mundo, pois teve uma grande chance, perdeu tudo, ajudou quem não merecia, e quem já provou o mundo da boa vida, nunca esquece e fica sonhando sempre com outra chance que não vai acontecer.

Estou relatando isto, pois recebi uma anedota muito boa hoje, mostrando como pode ser uma reação a uma coisa que pode ser feita com bons interesses e ser muito mal interpretada.

Uma carta dirigida à DEUS

Um dia no correio, os carteiros estavam separando as cartas para enviar.
Uma das cartas estava endereçada para DEUS, e um carteiro falou:
– Como vamos mandá-la para o céu?
… – Já sei, vamos abrir a carta e vamos ver se conseguimos ajudar esta pessoa.
A carta era de um menino e na carta estava escrito:
-Senhor Deus, meu pai esta desempregado, sem dinheiro, e tem que sustentar a minha mãe, minha irmã, e eu. As contas estão vencendo… por favor, nos mande mil reais.
Sentindo muita pena, os carteiros fizeram uma vaquinha e arrecadaram oitocentos reais. Não conseguiram mil reais, mas mesmo assim mandaram a carta de volta para o menino, com os oitocentos reais.
Na outra semana, o menino mandou mais uma carta pelo correio:

DEUS
– Muito obrigado Senhor. Rezarei por várias noites lhe agradecendo, só que da próxima vez, mande em cheque porque os filhos da p… desses carteiros já roubaram duzentos reais!

24 out 2011 - Posted by | ANEDOTAS, CRONICAS, CURIOSIDADES, Humor

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: