blog do Roberto Leite

Assuntos de interesses multiplos e atuais.

No Paraíso

 No Paraíso

Um alemão, um francês, um inglês e um brasileiro apreciam o quadro de Adão e Eva no Paraíso.

O alemão comenta:

– Olhem que perfeição de corpos:
Ela, esbelta e espigada;
Ele, com este corpo atlético, os músculos perfilados.
Devem ser alemães.

Imediatamente, o francês contesta :

– Não acredito. É evidente o erotismo que se desprende das figuras:
Ela, tão feminina,
Ele, tão masculino,
Sabem que em breve chegará a tentação.
Devem ser franceses.

Movendo negativamente a cabeça o inglês comenta:

– Que nada! Notem a serenidade dos seus rostos, a delicadeza da pose, a sobriedade do gesto.
Só podem ser ingleses.

Depois de alguns segundos mais, de contemplação silenciosa,
o brasileiro declara:

– Não concordo. Olhem bem:
não têm roupa,
não têm sapatos,
não têm casa,
estão na  m…………..
Só têm uma única maçã para comer.
Mas não protestam ,
só pensam em sexo, e pior,
acreditam que estão no Paraíso .
Só podem ser brasileiros.

25 out 2011 Posted by | ANEDOTAS, Humor | 1 Comentário

Pagamos por que queremos.

Pagamos porque queremos.

 

Outro dia escrevi um caso de um contador que ganhou na loteria e sem saber aplicar o dinheiro, em apenas pouco mais de um ano gastou tudo.

Isto tem uma explicação muito fácil:

  • Ele não sabia aplicar dinheiro simplesmente porque nuca teve dinheiro para aplicar.

Em 1990, morando ainda nos Estados Unidos, e em viagem de visita ao Brasil, conversei com um cunhado meu, que tinha acabado de comprar uma GM Caravan novinha completa, e movida à gasolina.

Ele estava orgulhoso do carro, na época um dos melhores nacionais, e se dizendo com muita sorte de ter conseguido este modelo a gasolina, porque naquele ano a maioria dos carros queimava Etanol. E quando ele me contou o que havia pagado à vista pelo carro, converti a moeda para dólar, e cheguei à espantosa figura de 55 mil dólares.

Em 1987, eu havia comprado um dos melhores e mais completos dos carros americanos, o Lincoln Continental. Paguei também à vista (Dei outro carro de entrada) por 49 mil dólares.

E como equipamento não havia nem comparação, o Lincoln dava de muito no GM Caravan.

Uma GM como esta na época nos Estados Unidos custava uns 13 mil dólares.

Meu cunhado estava errado? Não, porque era o que havia no Brasil na época e se quisesse um destes teria que pagar. Havia uma demanda reprimida e uma reserva de mercado, que faziam uma tremenda elevação dos preços finais com um lucro extorsivo em cima das mercadorias vendidas.

Agora as coisas mudaram, temos carros importados de montes, uma crescente indústria de montagens no país, os preços melhoram!!!!

Ledo engano, os hábitos estão enraizados dentro dos brasileiros, e as montadoras nacionais e as importadoras cobram preços caríssimos pelos seus produtos e os brasileiros pagam porque dentro deles moram ainda hoje, mais de vinte anos depois os mesmos pensamentos de meu cunhado em 1990.

Fato é que um Fiat Pálio, montado em Belo Horizonte, exportado para a Argentina custa no Brasil R$ 32.000,00 e o mesmo carro vendido na Argentina depois do frete e com os mesmos equipamentos custa R$ 18.000,00.

Será apenas questão de impostos? Não, porque na Argentina os impostos incidentes sobre os automóveis, são um pouco mais baixos sim do que os brasileiros. Mas não muito

  • Brasil = 43%

  • Argentina 35%

  • Diferença = 8%

A real diferença final fica entre o carro fabricado no Brasil e o mesmo carro vendido na Argentina em 42%. Retira-se a diferença tributária, e a diferença de preço fica em 34% em favor dos consumidores argentinos.

O lucro das montadoras no Brasil é o maior do mundo disparado, e sabe por que o governo permite isto? Não Sabe mesmo? Ora o ICMS cobrado na venda do veiculo está exatamente 34% mais caro e vai para o estado onde o carro é vendido.  O IPVA sobre os veiculo, é cobrado em uma porcentagem sobre o valor de venda do produto que é mais ou menos dependendo do estado da federação entre 3% a até 7%, e vai para o município onde o carro é vendido.

Assim os respectivos governos saem ganhando sempre com o estupro dos brasileiros pelas montadoras.

E não fazemos nada.

Recebi outro dia de meu amigo Carlos Alberto um email pro movendo uma campanha para que os brasileiros parassem durante um ano de adquirir carro novo. Um ano completo. E assim os preços dos carros passariam a refletir o verdadeiro valor do bem, e os lucros das montadoras entraria em sincronização com o resto do mundo.

O email cita o Carro da montadora Honda, vendido aqui e o mesmo carro, mais bem equipado vendido no México.

Este exemplo está pior do que o Fiat Pálio

 URGENTE É MUITO SÉRIO

SE FICÁSSEMOS UM ANO SEM COMPRAR CARRO ZERO KM, DUVIDO QUE ESSA POUCA VERGONHA E FALTA DE RESPEITO AOS BRASILEIROS NÃO TOMARIA OUTRO RUMO…

 Honda City brasileiro – COMO É POSSÍVEL?

    Honda City brasileiro – VERGONHA!

   Para os patriotas de plantão!!!!

Vai fundo brasileiro pagador de impostos!!!!

Continuem vendo carnaval, BBB 11, futebol e novela, é o que os políticos querem!!!!!!

 – Honda City brasileiro é lançado no México com preço inicial de R$ 25.800 – Como é possível?

A Honda lança no México o novo City. O sedan brasileiro, produzido na fábrica da Honda localizada em Sumaré – SP chega ao mercado mexicano com apenas duas importantes diferenças: a primeira é a entrega com mais equipamentos desde a versão de entrada e a segunda é o preço equivalente a menos da metade do cobrado no Brasil.

No México, todas as versões são equipadas com freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, airbag duplo, ar condicionado além dos vidros, travas e retrovisores elétricos. O motor é o mesmo que equipa a versão vendida no Brasil, ou seja, um 1.5 litro que entrega 116 cv de potência.

Por lá, a versão de entrada será oferecida por 197 mil pesos mexicanos, o que equivale a cerca de R$ 25.800. No Brasil, o City LX com câmbio manual (versão de entrada) que não conta com freios ABS, tem preço sugerido de R$ 56.210.

Mesmo lembrando que Brasil e México possuem um acordo comercial que isenta a cobrança de impostos de importação, fica a pergunta: Como é possível um carro fabricado no Brasil ser vendido, com lucro, por menos da metade do preço em outro país?

Fonte:  http://carplace.virgula.uol.com.br/honda-city-brasileiro-e-lancado-no-mexico-com-preco-inicial-de-r-25-800-como-e-possivel/

E não é só imposto o lucro exorbitante das montadoras no Brasil, alivia as perdas em outros mercados, os trouxas macaquitos pagam para sustentar a vida na Europa, EUA e Japão, continua tudo igual, somos os colonizados, temos que trabalhar e fechar o bico.

SOMOS OU NÃO PALHAÇOS??????

SOMOS PALHAÇOS!?!?

AINDA TEM DÚVIDAS?!?     

TEM UM JEITO MUITO SIMPLES DE DERRUBAR A LONA DESTE CIRCO.

VAMOS  TODOS FICAR UM ANO SEM COMPRAR CARRO ZERO.

GENTE !  APENAS UM ANO E VAMOS VER O REVERTÉRIO QUE VAI DAR .

VAMOS  DIVULGAR AMPLAMENTE ESTA MENSAGEM  E  ADERIR MACIÇAMENTE    A  ESTA PROPOSTA. 

ESTA VERGONHA SÓ CONTINUARÁ SE O POVO BRASILEIRO QUIZER.

SÓ DEPENDE DE NÓS !!!!!!!!

25 out 2011 Posted by | CURIOSIDADES, GOVERNO, lucros | Deixe um comentário

Horário de verão N º II

Horário de verão N º II

A economia da nação com o horário de verão será de aproximadamente 30 milhões de Reais, com o enorme sacrifício de milhares de brasileiros, riscos de vida e acidentes pela manhã, sacrifícios de crianças que terão de interromper o seu sono profundo em favor de economia da pátria madrasta vil, enquanto em um simples ministério dos 39 do atual governo, o começo das investigações apenas arranhou o desfalque contra os cofres do erário.

Encontrei hoje na coluna do Claudio Humberto, esta amostra do tamanho do desastre:

24/10/2011 | 00:00

Esporte: TCU apura superfaturamento
de R$ 33 milhões

Os pregões eletrônicos no Ministério do Esporte viraram um mistério para o Tribunal de Contas da União. A pasta pagou pelo menos R$ 33 milhões a mais em duas licitações recentes, com sobrepreço de R$ 13 milhões para uma empresa americana e R$ 20 milhões para outra, brasileira. O TCU já abriu cinco processos de investigação contra o ministério somente este ano. Um deles corre em segredo de Justiça.

24/10/2011 | 00:00

Tá sobrando

A pasta pagará R$ 80,8 milhões para a Capricórnio Têxtil fabricar camisas e bermudas, R$ 20 milhões a mais que os concorrentes.

24/10/2011 | 00:00

BBB caro

Vencedora de outro pregão, a Johnson-Controls/Dex instalará câmeras de vigilância nos estádios de 2014 por R$ 58 milhões.

24/10/2011 | 00:00

Top secret

Por critérios “técnicos”, o ministério escolheu a americana Johnson. Uma empresa concorrente brasileira cobrava R$ 13 milhões a menos.

Isto é apenas a ponta do iceberg, se todas as falcatruas forem realmente  apuradas, com severidade, poder-se-ia abolir o horário de verão por no mínimo cem anos.

A população agradece.

24 out 2011 Posted by | ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, ÉTICA, ECONOMIA, GOVERNO, Horário de Verão, POLÍTICA | 2 Comentários

Reação humana

Reação humana

Nunca se sabe qual vai ser a reação humana em uma situação inesperada.

Eu pessoalmente conheci um indivíduo que ganhou em uma das loterias, Sena, quina, ou outra qualquer, não me recordo qual delas, dois milhões de reais.

Ele era o contador em uma empresa de autopeças.

No dia seguinte, pediu demissão da empresa, comprou um Opala novo, e começou a gastar dinheiro.

Morava na Ceilândia, que era um bairro de classe baixa em Brasília.

Os lotes por lá eram bem pequenos, então ele comprou os vizinhos dos lados, e os da parte de traz.

Reconstruiu a sua casa totalmente e neste empreendimento ele gastou mais do que uma casa custaria no Lago Sul, bairro nobre de Brasília.

Seu sogro era padeiro lá no Piauí. Ele comprou na esquina de sua casa uma padaria e deu de presente para o sogro. Seu irmão gostava de negociar com carros usados, ele comprou um lote com uns oito carros e deu para o irmão de presente.

Em pouco mais de um ano, havia gastado tudo.

A padaria faliu, pois o sogro não sabia administrar, e o lote de carros do irmão também foi para o brejo pela mesma razão.

O sogro voltou para a terra natal falando mal do genro, que lhe havia comprado uma padaria furreca, e que tinha equipamentos velhos e não valia nada.

O irmão se desentendeu com o cara, pois vendeu todos os carros e gastou o dinheiro, sem investir mais nada, e faliu também dizendo que o irmão havia lhe dado de presente um lote de carros sem condições de sobreviver.

A casa que ele construiu não valia quase nada, pois o local da mansão não era apropriado, e não havia quem queria comprar uma casa destas na Ceilândia.

Quebrado, foi tentar o emprego de volta, mas já tinha outro e não se interessaram por alguém que os havia deixado na mão.

Eu não sei o que aconteceu com este rapaz, mas deve ser a pessoa mais triste do mundo, pois teve uma grande chance, perdeu tudo, ajudou quem não merecia, e quem já provou o mundo da boa vida, nunca esquece e fica sonhando sempre com outra chance que não vai acontecer.

Estou relatando isto, pois recebi uma anedota muito boa hoje, mostrando como pode ser uma reação a uma coisa que pode ser feita com bons interesses e ser muito mal interpretada.

Uma carta dirigida à DEUS

Um dia no correio, os carteiros estavam separando as cartas para enviar.
Uma das cartas estava endereçada para DEUS, e um carteiro falou:
– Como vamos mandá-la para o céu?
… – Já sei, vamos abrir a carta e vamos ver se conseguimos ajudar esta pessoa.
A carta era de um menino e na carta estava escrito:
-Senhor Deus, meu pai esta desempregado, sem dinheiro, e tem que sustentar a minha mãe, minha irmã, e eu. As contas estão vencendo… por favor, nos mande mil reais.
Sentindo muita pena, os carteiros fizeram uma vaquinha e arrecadaram oitocentos reais. Não conseguiram mil reais, mas mesmo assim mandaram a carta de volta para o menino, com os oitocentos reais.
Na outra semana, o menino mandou mais uma carta pelo correio:

DEUS
– Muito obrigado Senhor. Rezarei por várias noites lhe agradecendo, só que da próxima vez, mande em cheque porque os filhos da p… desses carteiros já roubaram duzentos reais!

24 out 2011 Posted by | ANEDOTAS, CRONICAS, CURIOSIDADES, Humor | Deixe um comentário

O horário de verão.

O horário de verão

Existem opiniões conflitantes sobre o horário de verão.

Este horário que em primeira mão foi proposto pelo inventor americano Benjamin Franklin em 1784, com o intuito de economizar a cera das velas, pois não existia ainda o uso de energia elétrica distribuída. A idéia não foi bem aceita na época.

No Brasil, foi implantado pela primeira vez pelo presidente Getúlio Vargas, em 1931, inspirado na economia feita pela Alemanha com este sistema na primeira guerra mundial.

Depois caiu em desuso e foi novamente criado em 1985.

Neste presente ano de 2011, será um horário de verão mais longo devido a coincidência com o carnaval na ultima semana deste horário.

Estima-se que a economia será de 80.200 Mwh de energia ou aproximadamente 30 milhões de reais que o estado economizará pela prática do horário de verão.

Além da economia monetária, dizem os especialistas que um grande benefício se dará com a desconincidência da demanda por iluminação, com o horário em que as pessoas chegam à sua casa e começam a ligar os equipamentos como chuveiros e televisões, etc.

Esta ocorrência acontece apenas em quatro meses do ano, e esta demanda está presente nos outros oito meses, o que não se justifica a parte técnica, pois a disponibilidade de energia deverá existir o tempo todo. Fica, portanto o ganho pecuniário como razão lógica e principal.

Vejamos se vale a pena economizar. Em que será usado este dinheiro? Na saúde? Na Segurança? Na expansão do Sistema? Na educação?

Nada disto, será roubado por um bando de ladrões que tomou posse do governo.

O sacrifício imposto à população por esta medida tem reflexo na saúde, na segurança, na educação, que são as bases de responsabilidade do governo.

Existem opiniões médicas, que ao se levantar uma hora mais cedo, para trabalhar, ou estudar, sujeita o corpo e a mente a um trauma causado pela privação de sono profundo, ocorrente justamente neste período da manhã, e o relógio biológico do corpo fica desregulado, por várias semanas, momento em que o estudante está chegando ao fim do período escolar, necessita de controle para o estresse dos exames finais, as pessoas com idade entre 40 e 50 anos, ficam com estresse aumentando a possibilidade de enfartos (Fato comprovado por estatística médica).

Tudo isto para uma economia porca, que se dividida entre os cidadãos do Brasil (190.000.000), dará uma contribuição de R$0,15 por pessoa para este enorme sacrifício. Em minha casa somos seis pessoas, seria uma contribuição de R$ 0,90 que diluído nos quatro meses seriam  R$ 0,22 por mês. Eu pessoalmente pagaria esta quantia para o governo, mesmo sabendo que seria roubada, para que os meus filhos pudessem ter esta hora a mais de sono nas manhãs de primavera/verão.

Sobre o tema, de roubalheira do dinheiro público, a oportuna leitura do artigo do Carlos Chagas:

“OS GENERAIS PRESIDENTES

“Erros foram praticados durante o regime militar, eram tempos
difíceis. Claro que no reverso da medalha foi promovida ampla
modernização de nossas estruturas materiais. Fica para o historiador
do futuro emitir a sentença para aqueles tempos bicudos.”

Mas uma evidência salta aos olhos.

Quando Castelo Branco morreu num desastre de avião, verificaram os
herdeiros que seu patrimônio limitava-se a um apartamento em Ipanema e
umas poucas ações de empresas públicas e privadas.

Costa e Silva, acometido por um derrame cerebral, recebeu de favor o
privilégio de permanecer até o desenlace no palácio das Laranjeiras,
deixando para a viúva a pensão de marechal e um apartamento em
construção, em Copacabana.

Garrastazu Médici dispunha como herança de família, de uma fazenda de
gado em Bagé, mas quando adoeceu, precisou ser tratado no Hospital da
Aeronáutica, no Galeão.

Ernesto Geisel, antes de assumir a presidência da República, comprou o
Sítio dos Cinamonos, em Teresópolis, que a filha vendeu para poder
manter-se no apartamento de três quartos e sala, no Rio.

João Figueiredo, depois de deixar o
poder, não agüentou as despesas do Sítio do Dragão, em Petrópolis,
vendendo primeiro os cavalos e depois a propriedade. Sua viúva,
recentemente falecida, deixou um apartamento em São Conrado que os
filhos agora colocaram à venda, ao que parece em estado lamentável de
conservação.

Não é nada, não é nada, mas os cinco generais-presidentes até podem
ter cometido erros, mas não se meteram em negócios, não enriqueceram
nem receberam benesses de empreiteiras beneficiadas durante seus
governos.

Sequer criaram institutos destinados a preservar seus documentos ou
agenciar contratos para consultorias e palestras regiamente
remuneradas.

Bem diferente dos tempos atuais, não é?

Por exemplo, o Lulinha filho do Lula era até pouco tempo atrás
funcionário do Butantã/SP, com um salário (já na peixada politica) de
R$ 1200,00 e hoje é proprietário de uma fazenda em Araraquara,
adquirida por 47 milhões de reais, e detalhe, comprada a vista.

Centenas de outros políticos, também trilharam e trilham o mesmo caminho.

Se fosse aberto um processo generalizado de avaliação dos bens de
todos os políticos, garanto que 95% não passariam, até, seria
comprovado destes o enriquecimento ilícito. Como diria Boris Casoy:
“Isto é uma vergonha” e pior, ninguém faz nada.”

 

  O  horário de verão tem influência sobre nossa saúde?

14 outubro, 2011 in !! ConsCiência no Dia-a-Dia !!, Sono & Saúde

  Dr Ricardo Teixeira

 As opiniões sobre as mudanças na rotina com o início do horário de verão são bem divididas: muitos gostam enquanto outros optariam pela manutenção do horário antigo. E qual é a opinião do nosso corpo? Essa mudança faz diferença para nossa saúde?  Um estudo sueco publicado em 2008 pelo respeitado periódico New England Journal of Medicine aponta que a primeira semana do horário de verão está associada a um maior risco de infarto do coração. O efeito é ainda mais significativo entre indivíduos com menos de 65 anos e entre as mulheres. Os pesquisadores avaliaram a incidência de infarto do coração na Suécia entre1987 a 2006.

A melhor explicação para esses resultados é o conhecido efeito da privação do sono no sistema cardiovascular. Pesquisas demonstram que a privação do sono é capaz de aumentar marcadores de inflamação, aumenta o nível de atividade do sistema nervoso autônomo simpático, podendo gerar alterações metabólicas significativas.

 Será que não seria justo oferecer à população uma transição mais flexível na implantação do horário de verão, como por exemplo, poder começar o trabalho uma hora mais tarde nos primeiros dias? Isso poderia ser especialmente relevante na segunda-feira e para aqueles que têm reconhecido risco vascular, pois já sabemos que é na segunda-feira que ocorre o maior número de casos de infarto do coração e derrame cerebral. Esse efeito pode ser explicado pelo estresse de ter que voltar ao trabalho e até mesmo pelos excessos do fim de semana.

Pode ser que no futuro as autoridades passem a implantar o horário de verão com uma maior flexibilização de horário na primeira semana. Na hora de fazer as contas do custo-benefício da mudança, é importante considerar que pesquisas tanto no Canadá quanto nos EUA mostram que na primeira semana da implantação do horário os acidentes de trânsito aumentam cerca de 8%.

 Veja abaixo algumas atitudes que podem ser tomadas 1-2 dias antes da implantação do horário de verão e que podem facilitar a adaptação:

 – Acertar os horários das refeições e de ir para a cama – UMA HORA MAIS CEDO;

 – Aumentar a exposição à luz do dia, especialmente ao sol da manhã;

 – Evitar fatores que possam atrapalhar o sono: cafeína, álcool, alimentação pesada;

 – Atividade física pode ajudar.

E depois da implantação? Será que vale a pena voltar para o horário antigo?

 Defende-se a idéia de que manter o horário de verão indefinidamente pode ser uma forma de promoção de saúde da população simples e sem custos.  Essa seria uma medida que incentivaria mais atividades físicas em ambientes externos, melhorando o bem estar físico e mental e prevenindo doenças. Essa tese parte do pressuposto que as horas de luz depois do trabalho são mais acessíveis à realização de atividade física do que aquelas antes do trabalho.

 Estudos apontam que, no hemisfério norte, nas épocas do ano com dias mais longos, as pessoas adoecem menos, sentem-se mais felizes e com mais energia. Manter o horário de verão pode favorecer as atividades de comércio e turismo, a segurança no trânsito, e pode até mesmo reduzir a incidência de acidentes de trabalho.

24 out 2011 Posted by | ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, ÉTICA, GOVERNO, POLÍTICA, Saúde | Deixe um comentário

Eu e Kadhafi

Eu e Kadhafi

Eu realmente  vivi uma experiência, onde pessoalmente conheci Muammar Kadhafi .

Assim foi:

Corria o ano de 1986, eu trabalhava com gerente internacional de uma empresa norte americana no ramo de exploração e produção petróleo e gás.

O meu trabalho incluía às vezes resolver ou tentear resolver problemas relacionados aos nossos produtos nos campos de exploração ou produção.

Eu estava na Nigéria terminando de resolver um problema enorme em um campo de exploração de gás, onde existia no momento um vazamento em 400 poços produtores de gás.  A tubulação destes poços era de nossa responsabilidade, pois as roscas que uniam os tubos de produção eram de nossa fabricação.

Era um problema antigo, e várias pessoas da empresa haviam tentado solucionar em vão. Neste caso, eu pesquisei, e descobri que os fabricantes das válvulas de produção no fundo, do poço, continham roscas não compatíveis com os nossos tubos e estavam vazando.

Com muito custo, consegui que um dos poços fosse desativado e toda a tubulação de produção testada por vazamentos. Isto foi feito e se constatou que na junção entre as válvulas e os tubos de produção havia realmente um vazamento. Isto tirou a nossa responsabilidade sobre este campo.

Já era Abril de 1986, e eu estava terminado o meu relatório, no hotel em Lagos, capital da Nigéria, quando me telefonaram para ir para a Líbia resolver outro problema semelhante.

Embarquei para Trípoli, no dia 10 de Abri.  Chegando, estava à minha esperai um avião da empresa italiana de petróleo ENI, que me levaria a Ajdabyia que ficava a uns trezentos km de Trípoli.

Cheguei ao aeroporto de Agedabin, que servia à cidade de Ajdabyia.  Neste aeroporto, embarquei em uma caminhonete da empresa Agoco que me levaria ao campo de exploração a uns 400 km ao sul.

Chegando ao acampamento de exploração, consegui uma cabine com um engenheiro belga da empresa Slumberger.

Depois de uma conferência com o encarregado do acampamento sobre o problema de vazamento, comecei a recolher os dados e as referencias para estudar as possíveis causas.

Aproximadamente  uma semana depois de estar neste acampamento, pesquisando o problema existente ouve-se um tremendo ruído de uma grande aeronave, que poderia ser um helicóptero.

 Não era um somente um Helicóptero, mas sim quatro helicópteros militares, de fabricação russa, do modelo MI-5.

Os soldados fardados chegaram e reuniram todos os estrangeiros do acampamento, que eram uns 15, de todas as nacionalidades, e pediram os passaportes. Eu viajava com um passaporte americano e havia neste acampamento mais três engenheiros americanos.

 Fomos  convidados, os quatro a subir em um dos Helicópteros, sem maiores explicações e fomos levados para uma cidade litorânea chamada Brega.

Nossos pertences foram confiscados, e fomos interrogados várias vezes sobre espionagem americana.

Não sabíamos de nada, mas alguns dias antes, houve  um ataque aéreo à cidade de Trípoli, o palácio de Kadhafi havia sido atingido, e parece que havia falecido no ataque uma de suas filhas adotivas.

O ataque supostamente teria sido feito por aviões norte-americanos partindo da Inglaterra.

Teriam sido FB-111.

 Kadhafi então estava reunindo todos os ingleses e norte americanos para interrogá-los. Não nos maltrataram, mas havia um tremendo clima de hostilidade no ar.

Ficamos sem notícias e detidos por uns 15 dias, quando veio a notícia que iriam nos deportar do país e que um avião francês ia nos levar para a Europa. Éramos neste ponto uns 25 americanos e ingleses em Brega que fomos algemados pela primeira vez e postos em caminhões militares de transporte com destino a Trípoli.

Chegando a Trípoli, fomos encaminhados a um Hangar militar no aeroporto.  Este hangar estava danificado por algum bombardeio. Lá chegando encontramos mais uns 35 trabalhadores americanos e ingleses.

Estávamos todos algemados neste ponto. E ficamos esperando todo o dia sem comida ou água e sem permissão para ir ao banheiro.

À noite, chegou um Boeing 747 da Air France, e parou perto do hangar militar onde estávamos.

Fomos então arrastados para fora, e postos em fila deitados de cara para o chão.

Foi então que ele apareceu Kadhafi.  Estava com um dos braços em uma tipóia.

A sua ação, começou com os primeiros da fila que estavam deitados, e imobilizados por dois brutamontes.

Kadhafi de aproximava da pessoa, falava algo em árabe e chutava brutalmente esta pessoa. O individuo então, com muitas dores era arrastado para o avião da Air France.

No pé da escada para o avião, as algemas eram retiradas, e funcionários da Air France ajudavam os feridos a subirem para a aeronave.

O ritual se repetiu com todos os estrangeiros e eu fui um deles que tive três costelas quebradas pelos pontapés de Kadhafi.

Dentro do avião fomos recolhidos carinhosamente por enfermeiras e médicos franceses,  e tratados das lesões. Houve alguns dos prisioneiros, que ficaram gravemente feridos pela ação de Kadhafi. Eles me contaram que os últimos foram os piores, pois Kadhafi ficou cansado de bater, e mandou seus asseclas terminarem o trabalho, e eles eram ainda mais violentos. Neste caso eu me considerei com sorte, pois era dos primeiros da fila. O Avião partiu sem problemas com destino a Paris.

Este foi o primeiro e único encontro que eu tive com Muammar Kadhafi, que faleceu brutalmente hoje nas mãos de seu próprio povo.

De minha parte fico por aqui pensando que ele dois anos mais velho do que eu, morreu violentamente da mesma forma em que viveu.

 Eu continuo vivo, porém com as três costelas que cicatrizaram, mas desalinhadas e tortas, como resultado dos pontapés de Kadhafi.

Outra coisa interessante deste episódio, nada disto foi publicado na mídia. Um mistério.

Recuperando em Paris, eu soube por informação pessoal que houve um acordo mediado pela França e Itália para o retorno dos prisioneiros ingleses e americanos na Líbia. As notícias que eu tive foi que Kadhafi tinha planejado matar estes cidadãos em retaliação ao ataque americano, mas foi convencido a soltá-los, pois as conseqüências poderiam ser muito piores. Nossa sorte que Kadhafi teve juízo neste episódio e ouviu os mediadores franceses e italianos.

No inicio de 1987, devido a uma crise econômica, a empresa onde eu trabalhava foi reestruturada e reduzida em tamanho para tentar sobreviver à crise e eu perdi o meu emprego nesta reestruturação.

21 out 2011 Posted by | CRONICAS | Deixe um comentário

Grande sacada

A grande sacada

No “país dos impostos”, os remédios para nós, seres humanos, são

taxados em mais que o dobro dos produtos de uso

veterinário, o

que originou esta sensacional FRASE de Joelmir

Beting no Jornal

da Band:

      “Se você entrar na farmácia

tossindo, paga 34% de imposto; se

entrar latindo, paga só 14%.” .

 

 

 

 

18 out 2011 Posted by | Humor | Deixe um comentário

FÁBULA

FÁBULA

Recebi hoje de minha amiga Jurema Capelletti uma interessante história.

De acordo com o email, foi escrita por um autor conhecido. O Célio Pezza.

Este relato é apenas uma das visões do governo mais falso, desonesto, mentiroso, hipócrita que já existiu em qualquer lugar na terra.

Ele foi eleito, com um número considerável de votos, debaixo de uma expectativa de moralização, de solução dos problemas não resolvidos no governo anterior, com uma promessa de mudar a expectativa dos brasileiros mais carentes.

O seu programa carro chefe da campanha, o “Fome Zero” foi implantado como pioneiro em 3 de fevereiro de 2003 na cidade de Guaribas no Piauí. Hoje quase nove anos depois, o município de Guaribas está bem pior do que antes do “Fome Zero”.

Tem um artigo muito bom do Augusto Nunes sobre este assunto:

http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/tag/guaribas/

Houve o programa do Biodiesel com o óleo de mamona. A produção do biodiesel hoje é uma realidade, mas com o óleo de soja ou outros óleos vegetais comestíveis que por causa do seu uso como combustível encareceu vertiginosamente, e hoje nos mercados de comida compra-se o óleo de soja que antes do bio- diesel custava entre 0,50/0,80 centavos o litro por R$ 3,00 e ainda mais caro. A mamona, não foi comercialmente viável como anunciada pelo mentiroso e agora pagamos o preço por isto.

Mas a mentira mais perniciosa foi a da ética. Este governo roubou e deixou roubar tão descaradamente, que banalizou o crime, e a casualidade de roubar o erário virou norma de governo. O mensalão, crime onde foram denunciados pelo ministério público os principais cabeças do governo, crime confessado pelo secretário do PT, crime confesso pelo publicitário do PT, de acordo com o Lula não existiu, e é apenas intriga da mídia das elites.

Os programas sociais do governo Lula realmente aconteceram de forma moderada, que realmente eram os programas sociais do governo anterior onde o Lula mudou os nomes. Mas o que realmente aconteceu foi que por um Real gasto com programas sociais, os bancos e empreiteiras ganharam por baixo 1000% sobre estes gastos.

O Lula saiu do governo infinitamente mais rico do que quando entrou, e ainda levou consigo em sua mudança quinze caminhões baú de dentro do Alvorada.

Não deixando de reparar que quando entrou para o Alvorada levava apenas as duas mãos no bolso.

Mas por aí vai e voltamos ao relato do Email:

FÁBULA DO PAÍS DO ÁLCOOL E DA GASOLINA

– Artigo de Célio Pezza, escrito em 13/10/2011 –

*Célio Pezza é escritor e autor de diversos livros, entre eles:

As Sete Portas, Ariane, e o seu mais recente A Palavra Perdida.

http://www.celiopezza.com

 Era uma vez, um país que disse ter conquistado a independência energética com o uso do álcool feito a partir da cana de açúcar. Seu presidente falou ao mundo todo sobre a sua conquista e foi muito aplaudido por todos. Na época, este país lendário começou a exportar álcool até para outros países mais desenvolvidos. Alguns anos se passaram e este mesmo país assombrou novamente o mundo quando anunciou que tinha tanto petróleo que seria um dos maiores produtores do mundo e seu futuro como exportador estava garantido.

A cada discurso de seu presidente, os aplausos eram tantos que confundiram a capacidade de pensar de seu povo. O tempo foi passando e o mundo colocou algumas barreiras para evitar que o grande produtor invadisse seu mercado. Ao mesmo tempo adotaram uma política de comprar as usinas do lendário país, para serem os donos do negócio. Em 2011, o fabuloso país grande produtor de combustíveis, apesar dos alardes publicitários e dos discursos inflamados de seus governantes, começou a importar álcool e gasolina. (Quem é inteligente e competente não fala, FAZ)

Primeiro começou com o álcool, e já importou mais de 400 milhões de litros e deve trazer de fora neste ano um recorde de 1,5 bilhão de litros, segundo o presidente de sua maior empresa do setor, chamada Petrobrás Bio-combustíveis. Como o álcool do exterior é inferior, um órgão chamado ANP (Agência Nacional do Petróleo) mudou a especificação do álcool, aumentando de 0,4% para 1,0% a quantidade da água, para permitir a importação. Ao mesmo tempo, este país exporta o álcool de boa qualidade a um preço mais baixo, para honrar contratos firmados.

Como o álcool começou a ser matéria rara, foi mudada a quantidade de álcool adicionada na gasolina, de 25% para 20%, o que fez com que a grande empresa produtora de gasolina deste país precisasse importar gasolina, para não faltar no mercado interno. Da mesma forma, ela exporta gasolina mais barata e compra mais cara, por força de contratos.

A fábula conta ainda que grandes empresas estrangeiras, como a BP (British Petroleum), compraram no último ano, várias grandes usinas produtoras de álcool neste país imaginário, como a Companhia Nacional de Álcool e Açúcar, e já são donas de 25% do setor. A verdade é que hoje, este país exótico exporta o álcool e a gasolina a preços baixos, importa a preços altos um produto inferior, e seu povo paga por estes produtos um dos mais altos preços do mundo. Infelizmente esta fábula é real e o país onde estas coisas irreais acontecem chama-se Brasil.

A herança deixada pelo Lula para sua pupila é para lá de maldita, é realmente um inferno para administrar.

16 out 2011 Posted by | ÉTICA, GOVERNO, POLÍTICA | Deixe um comentário

Pizzaria Google

Pizzaria Google

 – Pizzaria Google, boa noite! ?  
– De onde falam?

– Pizzaria Google, senhor. Qual é o seu pedido?

– Mas este telefone não era da Pizzaria do…

– Sim senhor, mas a Google comprou a Pizzaria e agora sua pizza é mais completa.

– OK. Você pode anotar o meu pedido, por favor?

– Pois não. O Senhor vai querer a de sempre?

– A de sempre? Você me conhece?

– Temos um identificador de chamadas em nosso banco de dados, senhor.

Pelo que temos registrado aqui, nas últimas 53 vezes que ligou, o senhor pediu meia quatro queijos e meia calabresa.

– Puxa, eu nem tinha notado! Vou querer esta mesmo…

– Senhor posso dar uma sugestão?

– Claro que sim. Tem alguma pizza nova no cardápio?

– Não senhor. Nosso cardápio é bem completo, mas eu gostaria de sugerir-lhe meia ricota, meia rúcula.

– Ricota??? Rúcula??? Você ficou louco? Eu odeio estas coisas.

– Mas, senhor, faz bem para a sua saúde.

Além disso, seu colesterol não anda bom…

– Como você sabe?

– Nossa Pizzaria tem o banco de dados mais completo do planeta. Nós temos  o banco de dados do laboratório em que o senhor faz exames também.
 Cruzamos seu número de telefone com seu nome e temos o resultado dos seus exames de colesterol. Achamos que uma pizza de rúcula e ricota seria melhor para sua saúde.

– Eu não quero pizza de queijo sem gosto e nem pizza de salada. Por isso tomo meu remédio para colesterol e como o que eu quiser…

– Senhor me desculpe, mas acho que o senhor não tem tomado seu remédio ultimamente.

– Como sabe? Vocês estão me vigiando o tempo todo?

– Temos o banco de dados das farmácias da cidade. A última vez que o senhor comprou seu remédio para Colesterol faz 3 meses. A caixa tem 30 comprimidos.

– Porra! É verdade. Como vocês sabem disto?

– Pelo seu cartão de crédito…

– Como?!?!?

– O senhor tem o hábito de comprar remédios em uma farmácia que lhe dá desconto se pagar com cartão de crédito da loja. E ainda parcela em 3 vezes sem acréscimo… Nós temos o banco de dados de gastos com cartão na farmácia. Há dois meses o senhor não compra nada lá, mas continua usando seu cartão de crédito em outras lojas, o que significa que não o perdeu, apenas deixou de comprar remédios.

– E eu não posso ter pagado em Dinheiro? Agora te peguei…

– O senhor não deve ter pagado em dinheiro, pois faz saques semanais de R$ 250,00 para sua empregada doméstica. Não sobra dinheiro para comprar remédios. O restante o senhor paga com cartão de débito.

– Como você sabe que eu tenho empregada e quanto ela ganha?

– O senhor paga o INSS dela mensalmente com um DARF. Pelo valor do recolhimento dá para concluir que ela ganha R$ 1.000,00 por mês. Nós temos o banco de dados dos Bancos também. E pelo seu CPF…

– ORA VÁ SE DANAR!

– Sim senhor, me desculpe, mas está tudo em minha tela. Tenho o dever de ajudá-lo. Acho, inclusive, que o senhor deveria remarcar a consulta que o senhor faltou com seu médico, levar os exames que fez no mês passado e pedir uma nova receita do remédio.

– Por que você não vai à m….???

– Desculpe-me novamente, senhor.

– ESTOU FARTO DESTAS DESCULPAS. ESTOU FARTO DA INTERNET, DE COMPUTADORES, DO SÉCULO XXI, DA FALTA DE PRIVACIDADE, DOS BANCOS DE DADOS E ESTE PAÍS…

– Mas senhor…

– CALE-SE! VOU ME MUDAR DESTE PAÍS PARA BEM LONGE. VOU PARA AS LHAS FIJI  OU ALGUM LUGAR QUE NÃO TENHA INTERNET, TELEFONE, COMPUTADORES E GENTE ME  VIGIANDO O TEMPO TODO…

– Sim, senhor…entendo perfeitamente.

– É ISTO MESMO! VOU ARRUMAR MINHAS MALAS AGORA E AMANHÃ  MESMO VOU SUMIR DESTA CIDADE.

– Entendo…

– VOU USAR MEU CARTÃO DE CRÉDITO PELA ÚLTIMA VEZ E COMPRAR MA PASSAGEM SÓ DE IDA PARA ALGUM LUGAR BEM LONGE DE VOCÊ !!!

 – Perfeitamente…

– E QUERO QUE VOCÊ ME ESQUEÇA!

– Farei isto senhor… …(silêncio de 1 minuto)

– O senhor está aí ainda?

 – SIM, POR QUÊ? ESTOU PLANEJANDO MINHA VIAGEM… E PODE CANCELAR MINHA PIZZA.

– Perfeitamente. Está cancelada. …(mais um minuto de silêncio) – Só mais uma coisa, senhor…

– O QUE É AGORA?

– Devo lhe informar uma coisa importante…

– FALE…………………….

 – O seu passaporte está vencido.

11 out 2011 Posted by | ANEDOTAS | Deixe um comentário

A despedida

A despedida

Recebi por email de minha amiga Pernelle, esta mensagem da ex-esposa de Hugo Chávez.

Pesquisei sobre o assunto para ter a certeza de que a informações recebidas são de fato verdadeiras.

Não encontrei nada em “El Universal” como se refere o Email, mas encontrei em uma revista chilena, uma referência em espanhol desta missiva de despedida precoce.

http://despiertachile.cl/not/469/despedida_de_nancy_iriarte_diaz__su_exesposa__a_hugo_chavez_/

 

Quanto ressentimento por parte de uma pessoa que participou e compartilhou sua vida com alguém.

Impressionante.

 

 

        Hugo, algumas considerações sobre a tua morte que se aproxima:

          Não quero que partas desta vida sem antes nos despedirmos, porque tens feito um mal imenso a muita gente, tens arruinado famílias inteiras, tens obrigado legiões de compatriotas a emigrar para outras terras, tens enlutado um número incontável de lares, aos que achavas que eram teus inimigos os perseguistes sem quartel, os aprisionastes em cubículos indignos até para animais, os insultastes, os humilhastes, os enganastes, não só porque te achavas poderoso, mas também imortal… Porque o fim dos tempos não te alcançaria.

Mas a tua hora chegou, os prazos se esgotaram, o teu contrato chega ao seu fim, teu “ciclo vital” se apaga pouco a pouco e não da melhor maneira; provavelmente morrerás numa cama, rodeado de tua família, assustada, porque vais ter que prestar contas uma vez que das teu último alento, te vás desta vida cheio de angustia e de medo, lá vão estar os padres a quem perseguistes e insultastes, os representantes dessa Igreja que ultrajastes por prazer, claro que te vão dar a extrema unção e os santos óleos, não uma, mas muitas vezes, mas tu e eles sabem que não servirão para nada, mas só para acalmar o pânico a que está presa a tu alma ante o momento que tudo define.

Morres enfermo, padecendo do despejo, das complicações imunológicas, dos terríveis efeitos secundários das curas que prometeram alongar a tua vida, teus órgãos vão se deteriorando, uma a um, tuas faculdades mentais vão perdendo o brilho que as caracterizava, teus líquidos e fluidos são coletados em bolsas plásticas com esse fedor de morte que tanto te repugna.

Diga-me, neste momento, antes que te apliquem uma nova injeção para acalmar as dores insuportáveis de que padeces, vale a pena que me digas que não te possam tirar a dança – ah! – as viagens pelo mundo, os maravilhosos palácios que te receberam, as paradas militares em tua honra, as limusines, os títulos honoríficos, os pisos dos hotéis cinco estrelas, as faustosas cenas de estado… Diga-me agora que vomitas o mingau de abóbora que as enfermeiras te dão na boca, se era sobre isso que se tratava a vida, pois os brilhos e as lantejoulas já não aparecem nos monitores e máquinas de ressuscitação que te rodeiam, as marchas e os aplausos agora são meros bipes e alarmes dos sensores que regulam teus sinais vitais que se tornam mais débeis.

Podes escutar o povo do teu país lá fora do teu quarto?… Deve ser tua imaginação ou os efeitos da morfina, não estás na tua pátria, estás em outro lado, muito distante, entre gente que não conheces… Sim, estás morrendo em teu próprio exílio, entre um bando de moleques a quem confiou entregar teu próprio país, teus últimos momentos serão passados entre cafetões e vigaristas, entre a tua corte de aduladores que só te mostram afeto porque lhes davas dinheiro e poder; todos te olham preocupados e com raiva, nunca deixastes que nenhum deles pudesse ter a oportunidade de te suceder; agora os deixas ao desabrigo e teu país à beira de uma guerra civil… Era isso o que querias? Foi essa a tua missão nesta vida? Esquece-te da quantidade de pobres, agora há mais pobres do que quando chegastes ao poder; esquece-te da justiça e da igualdade quando praticamente lhe entregastes o país a uma força estrangeira que agora teremos de desalojar à força e ao custo de mais vidas.

Tenho a leve impressão que agora sabes que te equivocastes; acreditastes num conto de passagem e te julgastes revolucionário, e por ser revolucionário… imortal; convocastes para o teu lado os mortos, teus heróis, esses fantasmas que também julgavas ter vida, Bolívar, Che Guevara, Fidel, e Marx que nunca conhecestes e que recomendavas a sua leitura… Andar com mortos te levou à magia e aos babalaôs, te metestes a violar sepulturas, e a fazer oferendas a uma corte de demônios e espíritos maus que agora te acompanham… Sentes a presença deles no quarto? Estão vindo te cobrar, recolher a única coisa que deverias valorizar em tua vida e que tão sinistramente atirastes na obscuridade e no mal, a tua alma.

Bem, me despeço; só queria que soubesses que passarás para a história do teu país como um traidor e um covarde, por não teres retificado tua conduta quando pudestes e te deixastes levar por tua soberba, por teus ideais equivocados, por tua ideologia sinistra renunciando aos valores mais apreciados, a tua liberdade e à liberdade dos outros, e a liberdade nos torna mais humanos.

Também no Email que recebi faltou o final que está na publicação chilena:

“El Socialismo solo funciona en dos lugares:

en el Cielo, donde no lo necesitan, y en el Infierno donde ya lo tienen”

Nancy Iriarte Díaz

Que traduzo:

“O socialismo funciona apenas em dois lugares:

No céu onde não se necessita, e no inferno onde é a realidade”

Nancy Iriarte Díaz.

 

09 out 2011 Posted by | ARTIGOS, CURIOSIDADES | Deixe um comentário

PAGAMOS, PAGAMOS E ….PAGAMOS

PAGAMOS,  PAGAMOS  E ….PAGAMOS

Nós estamos sustentando os políticos mais caros do planeta.

O congresso custa R$ 11.000,00 por minuto.

A prefeituras e assembléias estaduais seguem o exemplo, e a câmara distrital do df (minúsculas de propósito) consome mais do que todo o congresso de vários países de porte grande e médio.

Hoje me enviaram um vídeo de uma reportagem do Bom dia Brasil da Rede Globo, sobre os salários dos parlamentares e dá nojo e vergonha estar pagando esta fortuna para estes gaiatos ficarem legislando em Causa Própria,  impunemente rindo na nossa cara.

http://www.youtube.com/watch?v=2ii3mGUD-l4

A proposta de reforma política apresentada pelo deputado gaucho pelo PT Henrique Fontana, somente beneficia os caciques donos dos partidos grandes e a tal lista fechada é uma palhaçada digna de circo.

O digníssimo  deputado teve o descaramento de ir no programa matinal da CBN defender a democracia e alegar fortalecimento desta com um voto em lista fechada.

De acordo com ele, o eleitor seria  democraticamente obrigado a votar duas vezes. Uma em seu candidato e outra em um partido político de sua escolha. O partido então teria uma lista secreta, onde os deputados escolhidos dentro do partido seriam eleitos em segredo.

Isto é uma calamidade pior do que o que temos no momento. É um retrocesso do sistema democrático.

A única maneira de limpar o congresso é tirar de lá os não votados que atualmente é a maioria, sem que povo seja representado por esta corja.

Dos 513 deputados apenas 36 foram eleitos pelo voto direto, os demais ou são suplentes ou são eleitos por legenda. Esta palhaçada vai ficar pior com o projeto defendido pelo PT.

Para começar a moralizar o congresso, tem que haver um voto distrital simples e direto e uma votação voluntária com deve ser em uma democracia.

Depois vem o caso da suplência no senado federal, que deve ser abolida em favor do segundo mais votado.

Isto corrigiria um pouco as distorções existentes.

Agora tem muito mais. Tem que acabar este tal “FORO PRIVILEGIADO”. A minha sugestão neste sentido é que se crie um “Foro Parlamentar”, onde o parlamentar eleito pelo povo  em caso de denuncia pelo MP,  teria um julgamento célere e exemplar, com duração de não mais de 60 dias e com júri popular pois foi eleito pelo povo.

Além disto, se a denuncia for por corrupção e ganhos ilegais, no momento da denuncia seu salário seria suspenso e suas contas bancárias seriam bloqueadas. Sua defesa seria pela defensoria pública, pois ele foi eleito pelo público.

Isto sim seria um avanço em matéria de justiça e ética em política.

E com um congresso mais decente se poderia alcançar reformas tão necessárias como por exemplo uma real reforma tributária tipo o “Imposto Único” do ex deputado e economista da FGV, Marcos Cintra, que já foi examinado pelas comissões apropriadas foi aprovado e engavetado por interesses contrários à modernização do sistema tributário.

Com o imposto único, a arrecadação poderia ser o que é hoje sem isto que está aí em baixo:

IBPT – INSTITUTO BRASILEIRO DE PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO

Percentual de Tributos sobre O Preço Final

PRODUTO % Tributos/preço final

Description: cid:2__=0CBBF384DFD03BC38f9e8a93df93869@mpsa.com

Mesa de Madeira 30,57%
Cadeira de Madeira 30,57%
Sofá de Madeira/plástico 34,50%
Armário de Madeira 30,57%
Cama de Madeira 30,57%
Motocicleta de até 125 cc 44,40%
Motocicleta acima de 125 cc 49,78%
Bicicleta 34,50%
Vassoura 26,25%
Tapete 34,50%
Passagens aéreas 8,65%
Transporte Rod. Interestadual Passageiros 16,65%
Transporte Rod. Interestadual Cargas 21,65%
Transporte Aéreo de Cargas 8,65%
Transp. Urbano Passag. – Metropolitano 22,98%
MEDICAMENTOS 36%
CONTA DE ÁGUA 29,83%
CONTA DE LUZ 45,81%
CONTA DE TELEFONE 47,87%
Cigarro 81,68%
Gasolina 57,03%

PRODUTOS ALIMENTÍCIOS BÁSICOS

Carne bovina 18,63%

Frango 17,91%
Peixe 18,02%
Sal 29,48%
Trigo 34,47%
Arroz 18%
Óleo de soja 37,18%
Farinha 34,47%
Feijão 18%
Açúcar 40,4%
Leite 33,63%
Café 36,52%
Macarrão 35,20%
Margarina 37,18%
Margarina 37,18%
Molho de tomate 36,66%
Ervilha 35,86%
Milho Verde 37,37%
Biscoito 38,5%
Chocolate 32%
Achocolatado 37,84%
Ovos 21,79%
Frutas 22,98%
Álcool 43,28%
Detergente 40,50%
Saponáceo 40,50%
Sabão em barra 40,50%
Sabão em pó 42,27%
Desinfetante 37,84%
Água sanitária 37,84%
Esponja de aço 44,35%

PRODUTOS BÁSICOS DE HIGIENE

Sabonete 42%
Xampu 52,35%
Condicionador 47,01%
Desodorante 47,25%
Aparelho de barbear 41,98%
Papel Higiênico 40,50%
Pasta de Dente 42,00%

MATERIAL ESCOLAR

Caneta 48,69%
Lápis 36,19%
Borracha 44,39%
Estojo 41,53%
Pastas plásticas 41,17%
Agenda 44,39%
Papel sulfite 38,97%
Livros 13,18%
Papel 38,97%
Agenda 44,39%
Mochilas 40,82%
Régua 45,85%
Pincel 36,90%
Tinta plástica 37,42%

BEBIDAS

Refresco em pó 38,32%
Suco 37,84%
Água 45,11%
Cerveja 56%
Cachaça 83,07%
Refrigerante 47%
CD 47,25%
DVD 51,59%
Brinquedos 41,98%

LOUÇAS

Pratos 44,76%
Copos 45,60%
Garrafa térmica 43,16%
Talheres 42,70%
Panelas 44,47%

PRODUTOS DE CAMA, MESA E BANHO
Toalhas – (mesa e banho) 36,33%
Lençol 37,51%
Travesseiro 36%
Cobertor 37,42%
Automóvel 43,63%

ELETRODOMÉSTICOS

Fogão 39,50%
Microondas 56,99%
Ferro de Passar 44,35%
Telefone Celular 41,00%
Liquidificador 43,64%
Ventilador 43,16%
Refrigerador 47,06%
Vídeo-cassete 52,06%
Aparelho de som 38,00%
Computador 38,00%
Batedeira 43,64%
Roupas 37,84%
Sapatos 37,37%

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

Casa popular 49,02%
Telha 34,47%
Tijolo 34,23%
Vaso sanitário 44,11%
Tinta 45,77%
Fertilizantes 27,07%
Móveis (estantes, cama, armários) 37,56%
Mensalidade Escolar 37,68% (ISS DE 5%)

ALEM DESTAR COISAS, VOCÊ AINDA:

1) PAGA DE 15% A 27,5% DO SEU SALÁRIO DE I.R.

2) PAGA O SEU PLANO DE SAUDE, O COLEGIOS DO SEUS FILHOS,  INSS,
      FGTS ETC.

3) PAGA MULTAS DE TRÂNSITO.

4) PAGA  IPTU,

5) PAGA IPVA,

6) PAGA TAXA DE EMPLACAMENTO,

7) PAGA PEDÁGIO,

8) PAGA SUBORNO

9) O PEQUENO EMPRESÁRIUO NO DF, PAGA TAXA DE FISCALIZAÇÃO,

10)  PAGA ESMOLA NOS SEMÁFOROS,

11) PAGA OS JUROS MAIS ALTOS DO MUNDO,

12) PAGA FLANELINHAS

13) PAGA SEGURO (OBRIGATÓRIO E OUTROS NÃO OBRIGATÓRIOS)

14) PAGA IMPOSTOS EM CASCATA E AINDA QUEREM VOLTAR COM CPMF

ISTO TEM QUE ACABAR

06 out 2011 Posted by | ABUSOS LEGISLATIVOS, ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, CPMF, GOVERNO, IMPOSTO ÚNICO, POLÍTICA, REFORMA POLÍTICA | Deixe um comentário

A Gastança

A Gastança

 

Outro dia, foi realmente na sexta feira à tarde no programa da CBN “Fim de Expediente” ouvi um comentário muito interessante, porém cheio de preocupação e tristeza.

Não me recordo quem realmente foi o comentarista, mas o comentário foi o seguinte:

“De cada real que o Brasil produz, o governo capta 48,5 centavos, o que é muito, talvez a maior taxa de recolhimento do mundo. Mas o mais triste é que destes 48,5 centavos que ele recolhe ele gasta 51 centavos, e gasta muito mal, porque nós não vemos resultados positivos da aplicação deste dinheiro”

A gente realmente já sabia disto, mas posto desta forma fica um impacto maior sobre a sanha arrecadatória do governo e como ele gasta tudo isto que recolhe. E ainda gasta mais do que recolhe, ficando com isto endividado todos os anos. A conta não fecha.

Além destes impostos, ainda tem a arrecadação indireta que são as multas, as doações, e outras formas de tirar dinheiro da população.

E como gasta tudo isto tão mal! Querem um exemplo?

Sabem o que seja a Portaria nº 48, de 12/2/2009, do INSS?

Vejam só que lindo:

Esta portaria é do INSS, e se denomina: “Auxilio Reclusão”

Todo presidiário com filhos tem direito a uma bolsa que, a partir de
1/1/2010 é de R$798,30 por filho para sustentar a família, já que o
coitadinho não pode trabalhar para sustentar os  filhos por estar preso.
Mais que um salário mínimo que muita gente por aí rala pra conseguir e
manter uma família inteira.

Ou seja, (falando agora no popular pra ser entendido)
Bandido com 5 filhos, além de comandar o crime de dentro das prisões,
comer e beber nas costas de quem trabalha e/ou paga impostos, ainda
tem direito a receber auxílio reclusão de R$3.991,50 da Previdência
Social.
Qual pai de família com 5 filhos recebe um salário suado igual ou
mesmo um aposentado que trabalhou e contribuiu a vida inteira e ainda
tem que se submeter ao fator previdenciário?
Mesmo que seja um auxílio temporário, prisão não é colônia de férias.

Isto é um incentivo a criminalidade. Que políticos e que governo é esse?????

Não acredita?
Confira no site da Previdência Social.

Portaria nº 48, de 12/2/2009, do INSS
http://www.previdenciasocial.gov.br/conteudoDinamico.php?id=22

Pergunto-lhes:

1. Vale a pena estudar e ter uma profissão?
2. Trabalhar 30 dias para receber salário mínimo de R$545,00, fazer
malabarismo com orçamento pra manter a família?
3. Viver endividado com prestações da TV, do celular ou do carro que
você não pode ostentar pra não ser assaltado?
4. Viver recluso atrás das grades de sua casa?
5. Por acaso os filhos do sujeito que foi morto pelo coitadinho que
está preso, recebe uma bolsa de R$798,30 para seu sustento?
6. Já viu algum defensor dos direitos humanos defendendo esta bolsa
para os filhos das vítimas?

Pois é, isto é apenas um dos gastos estranhos deste governo.

Com a dívida interna, pagando juros a bancos nacionais de 17,5%, o governo consome 48% do que arrecada, e em uma economia que está crescendo abaixo dos 5%, o lucro de bancos como o Bradesco, Itaú, BB, e outros, é de 300% a 400% ao ano.

E sem contar a roubalheira infernal e os régios salários de 35.000 cargos de confiança que o governo sustenta.

Os Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha. Têm em média 3.000 cargos de confiança.

E com isto, não sobra dinheiro para uma educação pública descente, uma segurança consistente, um serviço de saúde que se tenha orgulho.  

E ainda tem ministros que se preocupam em tentar tirar a Gisele Bündchen do ar, para justificar seu abastado salário. Acreditam?

 

 

 

02 out 2011 Posted by | ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, ÉTICA, GOVERNO, POLÍTICA | 1 Comentário

   

%d blogueiros gostam disto: