blog do Roberto Leite

Assuntos de interesses multiplos e atuais.

O resumo da verdade:

O resumo da verdade:lula o sábio

Foi em junho de 2007, que eu comecei este blog, com o enfoque do “Voto Nulo”.

Depois que o Ministro Marco Aurélio Mello mudou a interpretação do voto nulo, em cima de jurisprudência sobre o mesmo assunto que legitimava a anulação do sufrágio caso mais da metade dos votos fossem votos nulos, a minha luta perdeu o sentido.

Então o foco do blog passou a ser falar sobre os absurdos na política brasileira, sem se apegar em nenhum partido ou corrente política. E escrevi vários artigos, sobre vários assuntos. Às vezes quem lê o blog, pensa que eu sou contra o atual governo, que sou contra o Lula, que sou contra o PT.

Não é verdade, eu escrevo contra o que eu considero fora da ética, fora das noções morais, fora das carências do Brasil. Não se pode negar que o governo do PT, é um prato cheio destas matérias e, portanto fica parecendo que estou contra o PT. Desde o mensalão que muita gente começou a ver a verdadeira cara do PT.

Mas até hoje tem gente que acredita que o mensalão não existiu.

Eu não apago nenhum comentário e existem pessoas que ficam indignadas com meus artigos e escrevem dizendo o refrão:

“Deixa o homem trabalhar”.uma obra por dia

Eu fico pensando quanto engano este presidente tão popular conseguiu disseminar por um país tão grande!

Ele conseguiu até incutir nas mentes de algumas pessoas que ele realmente trabalha.

E ele mente mesmo, com a maior cara de pau, como se mentira fosse a virtude e a verdade o vício.

Ele inaugura obras que existem há cinqüenta anos. Manda fazer uma reforminha, às vezes apenas pintura, e vai lá, na maior cara de pau e inaugura como obra de seu governo.

corte no dedoVive embriagado, como recentemente, que caiu com o copo de cristal na mão e sofreu uma feia lesão onde levou cinco pontos cirúrgicos. Isto aconteceu na Dinamarca, em uma suíte presidencial em um Hotel cinco estrelas.

Para a mídia, ventilou uma notícia que a torneira do banheiro estava pingando e ele foi tentar arrumar, e cortou a mão.

Os meus críticos querem que eu acredite no seguinte:

1.  Hotel cinco estrelas tem vazamento na suíte presidencial.

2.  Não existe equipe de manutenção em hotel cinco estrelas.

3.  O Lula sabe consertar torneiras dinamarquesas.

4.  Mesmo que soubesse iria fazer uma coisa destas.

5.  Qualquer torneira dinamarquesa tenha arestas afiadas para desafiar hospedes incautos.

6.  Que o Lula não bebe

Vamos ser coerentes pelo menos nesta história recente, esta desculpa foi terrível e não cola.

Podem me chamar de bobo, mas não sou ainda débil mental.

Bem continuando, será que os meus críticos vão quere que eu fique batendo palmas para a inauguração do acampamento de luxo em Pernambuco, onde até hoje foram feitos 15% da obra de transposição das águas do Rio São Francisco.campanha antecipada

Um acampamento com comida servida em mesas de luxo, com talheres de prata, copos de cristal, camas King Sise, ar acondicionado, para inaugurar o que?

A única coisa que poderia ter sido celebrada neste acampamento, com justiça, seria a atuação do TCU, que paralisou o repasso de verbas para a obra por que está faltando prestar conta de 90% do dinheiro gasto até o momento.

Um bilhão de reais e que o Lula disse ser uma merreca:

“Temos que fazer, em vez de ficar discutindo merreca de

dinheiro” Presidente Lula, que, depois de sete anos no governo,

acha “bilhões” uma merreca

feliz aniversário

Pois bem, outro dia recebi um email de meu amigo o Dr. João contendo um artigo interessante, de autoria de Jorge Luiz Lima.

Procurei mais informação sobre o autor, mas não encontrei.

Este artigo resume tudo que escrevi no blog em quase três anos.

E é um artigo interessante. Vou publicar na íntegra, e vou arrematar com a última coluna do Augusto Nunes, que coincidentemente completa este artigo:

Não Vá ao Teatro

A era social que atravessamos reflete os seguintes fatos:

Os programas assistencialistas, urbanos e rurais, não possuem contrapartidas que encaminhem os beneficiários e seus dependentes ao crescimento cultural e retorno a uma vivencia digna.

A proibição incabível de não permitir que o adolescente menor de 14 anos de idade possa ter uma ocupação de trabalho, remunerada ou não.  Também, a permissão que os maiores de 14 e menores de 16 anos de idade, somente possam ter uma ocupação remunerada se contratados sob os auspícios de regras em demasia e encaminhados por entidades que arrecadam horrores por essa intermediação.

O ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente, somente é do conhecimento público porque protege o menor criminoso em detrimento de suas vítimas.

A vida em família está deteriorada, nos remetendo ao tempo de Sodoma e Gomorra.diplomas

A faixa de pedestre que tentam imbuir como parâmetro de

país de primeiro mundo arrecada muito e mata mais ainda.

Quando nada resolve uma condição, o nome é alterado

em uma tentativa de empurrar o imbróglio para debaixo do

do tapete, tanto é que, lepra passou a ser chamada de

hanseníase em favelas de comunidades.

Os hospitais e escolas não têm médicos e professores

suficientes para atenderem a demanda, e ainda constroem

mais Postos de Saúde, mais escolas e mais cursos de curta

duração, que não servem para nada: os pacientes são

cobaias dos médicos residentes e dos aprendizes de

enfermagem; os professores fingem que ensinam e os

estudantes fingem que aprendem.

O objetivo dos jovens na faixa dos 20 anos de idade é fazer cursinhos específicos para prestarem, e prestarem, e prestarem concursos públicos, pois é lá que se ganha sem trabalhar.

A UNE – União Nacional dos Estudantes, há anos não se pronuncia sobre os assuntos que nortearam sua fundação, servindo apenas para emitir carteirinhas que dariam o direito ao pagamento da meia-entrada nos cinemas e teatros, estes já aplicando os preços ajustados de tal forma que os 50% já é o preço da inteira.

A OAB – Organização dos Advogados do Brasil, sempre participou de maneira incisiva na defesa de nossa democracia, mas, desde as “Diretas Já”, permanece em hibernação.

O etanol, depois o biodiesel, recentemente era a menina dos olhos desse país, como, aliás, já foi o álcool que nada mais é do que o etanol em linguagem mais atual. Agora é o Pré-sal! Isso nomeando apenas os grandes, pois existem incontáveis atinhos (pequenos atos) e um próximo grande ato logo virá. Podemos chamar essas cortinas de fumaça de jogo de cena, uma peça teatral em que os atos são criados para deixar os babacas sempre dependentes do próximo, tudo com dupla intenção: desviar atenções e criar cacifes eleitoreiros, não permitindo que haja a salutar renovação dos mandatários.nosso petróleo

Os movimentos dos excluídos (paradas gays, marcha dos sem terras, dos sem moradias, dos índios, dos negros, dos inquilinos e dezenas de outras invencionices), são coordenados e financiados a custo zero, quero dizer, à custa do povo, através dos órgãos públicos e seus braços ocultos. O resultado dessas políticas enganosas é a bagaceira que se vêem, sem-terras recebem dinheiro, bolsas de vários nomes, terras que não produzem; negros têm cotas para estudar (porque não os amarelos, os mestiços, ou quem sabe os POBRES…?); ONGs inventam uma bandeira qualquer e arrecadam vultosas quantias sem prestação de contas; o mesmo acontece com os chamados projetos culturais financiados para os maiorais das artes em que os acertos rolam anos nos tribunais e caducam; proprietários de terras adquiridas com o suor do trabalho ou mesmo recebidas de herança são desapropriados de forma incontinente.

O resultado do trabalho de milhões de pessoas é desviado para atos escusos. Nós, trabalhadores e empresários, que também são trabalhadores, é quem somos os escravos do poder central! Nós somos os excluídos!

O excesso de leis com cláusulas propositais que levam a várias interpretações e o emaranhado de impostos desvirtuam seus próprios objetivos, que seriam os de normatizar arrecadações e suas aplicações em prol da sociedade.

Em democracia seria a representação do povo, mas o ser “político” tornou-se uma das profissões mais almejadas, senão a mais ambicionada, por ser excessivamente vantajosa em termos de poder e dinheiro, e acessível a qualquer espécie de individuo, principalmente os imorais, antiéticos, bandidos e analfabetos.mamata final

A política e, principalmente, os governantes desse país, estão possuídos pelo espírito do Rei Sol, acham-se e conseguem ser os donos de todas as vontades. Nada somos! Apenas marionetes nas mãos sujas dos três poderes da república, que fazem o que querem, manipulam e se locupletam a custa da nossa ignorância. Os sábios, grandes e pequenas empresas, a mídia, organizações corporativas e não corporativas (ONGs), todos dependem financeira e politicamente do poder central. O povo brasileiro está inerte, dominado inconscientemente por essa corja.

Quando vamos nos revoltar contra essa situação?

Por que nossos sábios e os que têm a capacidade de influenciar as massas não conseguem mover essas massas? É óbvio que estão estáticos e também usufruindo desse momento. Já tivemos dessas pessoas no governo e nada fizeram para mudar o caminho da nação, agora definido e solidificado pelos tiranos detentores de enormes poderes de persuasão.

Infelizmente estamos condenados a esperar uma nova geração ou alguém que desperte do berço esplêndido e nos tire desse marasmo, ou que os militares implodam o esquema desses dinossauros da sem-vergonhice.

É melhor voltar ao ponto de partida e recomeçar do YOD, do que enveredar por esse caminho depravado.formando o time

Vamos fechar essas cortinas! Cimentá-las! Encerrando do lado de lá todos os que tratam o bem público como seu, e que conspiram contra a moral das relações humanas.

(Jorge Luiz Lima, 28/09/2009)


Coluna do Augusto Nunes

PAC da Conversa Fiada

29 de outubro de 2009

“Agora desgraçou tudo, porque agora os home tão ficando nervoso porque nós tamo inaugurando obra”, desandou o presidente Lula num palanque no Rio, espancando a língua portuguesa com especial selvageria. ”Calma, que nós ainda nem começamo a inaugurár o que nos temo para inaugurá nesse país. Tem muita coisa pra acontecêr e tem muita coisa que nós vamo fazê ainda pra frente.” Sempre à frente de uma comitiva de bom tamanho, não vinha de inauguração nenhuma, não estava a caminho de algum canteiro de obras nem aparecera no Rio para inaugurar alguma. Vinha da Procissão dos Pecadores do São Francisco, estava em território carioca para outro comício e, de lá para cá, só inaugurou pela segunda vez uma quadra usada na Mangueira.

Pelo andar da carruagem, Lula corre o risco de terminar o segundo mandato sem ter deixado pronta uma única obra física efetivamente relevante. A transposição do Rio São Francisco, as grandezas do pré-sal, as hidrelétricas do Rio Madeira, pontes, rodovias ─ tudo vai demorar. Acossado pelo tempo cada vez mais curto, o maior dos governantes culpa o Tribunal de Contas da União, o Ibama, o fiscal da esquina, o cartório, qualquer coisa. Quer inaugurar qualquer irrelevância. Até quadras de segunda mão.comício

Incapaz de criar, o governo não cuida direito nem do que existe, confirmou nesta quarta-feira o levantamento da Confederação Nacional dos Transportes sobre a situação das estradas do país. O estudo abrangeu quase 90 mil quilômetros de rodovias pavimentadas. Desse total, quase 70 % foram  reprovados. A rede federal é a mais devastada. Segundo a CNT, a recuperação da malha rodoviária exige investimentos que somam R$ 32 bilhões. Seis vezes mais do que o governo Lula gastou em 2008. O PAC vai acabar programando outra operação tapa-buraco para 2010. E o chefe já prometeu outro PAC para 2011, com prazo de validade até 2015.

Por enquanto, só avança em bom ritmo o PAC da Conversa Fiada.

Encontrei no blog do Zé:

blog do Zé:

http://zefonseca.com/blogs/ze/

“Um governo grande o suficiente para lhe dar tudo o que você deseja é forte o suficiente para tomar tudo o que você tem.”
– Thomas Jefferson

30 out 2009 Posted by | ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, ÉTICA, GOVERNO, POLÍTICA, Uncategorized | 1 Comentário

   

%d blogueiros gostam disto: