blog do Roberto Leite

Assuntos de interesses multiplos e atuais.

Perguntas respostas e lorotas.

Perguntas respostas e lorotas.mais-marolinha-1

Encontrei este artigo na coluna da Miriam Leitão. Este foi seu comentário hoje na CBN.

Achei muito bem balanceado e verdadeiro, além de óbvio. Eu continuo perguntando novamente, porque é que as pessoas em geral não conseguem enxergar o rumo que este idiota está levando o Brasil?

Leiam a coluna da Mirian:

É hora de mais seriedade

O presidente Lula adotou uma nova metáfora para falar da crise. Disse que ela não passa de uma gripe, e que brasileiro “cabra macho” não pode deixar de trabalhar por conta disso. O presidente deveria, primeiramente, se lembrar das mulheres, já que grande parte da força de trabalho do país não é composta de “cabras machos”.mais-marolinha

A declaração é politicamente incorreta e é economicamente equivocada. Não estamos passando por uma gripe, o Brasil teve uma queda muito forte de produção industrial e ainda sofreu uma retração de 3,6% do PIB.

O grande problema dessa análise populista do presidente é que ela subestima a crise. E quando você subestima uma crise, você não se prepara para ela, o diagnóstico está errado. Falando em português claro, para que o presidente compreenda, se o paciente tem uma pneumonia e o médico receita remédios para gripe, é certo que ele vai piorar.

A crise é forte e é preciso remédios fortes. Como qualquer infecção, ela é oportunista e vai atrás das fragilidades do organismo. E o Brasil tem várias fragilidades, entre elas um governo que gasta demais e tributa demais todos os setores da economia.

Melhor seria dizer: “a crise é grave, mas vamos trabalhar para vencê-la”. É preciso confiança, mas com um discurso que tempere a gravidade da situação para a população.

É hora de mais seriedade, presidente. Vamos trabalhar, mas isso não significa subestimar a crise. Essa é a função do líder.brasil-no-lixo

O meu amigo Maninho me enviou por e-mail, um Power-Point com várias perguntas. Como este programa fica muito grande e difícil de colocar no Blog, reverti AM formato DOC e vou responder a estas perguntas.

1. Por que o presidente do povo usa terno Armani?

Resposta: – como mandatário principal, que recebeu 60 milhões de votos, seja ele do povo ou não, deve sempre se apresentar de maneira impecável, para que os outros países vejam o presidente como uma figura de destaque. Até aí bem esta é a razão da existência do fato que gerou a pergunta. Mas o Lula tem um problema, o Armani nele parece que saiu de um espantalho, ou de outra pessoa porque ele não tem nenhum porte para usar ternos ou coandoosacooutra roupa de mais luxo. lula-mostrando-o-cerebrolulaO Armani no Lula parece um diamante no rabo de um bode. Puro desperdício.

2. Por que o presidente do povo pode ter ensino fundamental incompleto e um gari necessita de ensino fundamental completo?

Resposta: – Não existe em nenhuma lei, nenhum requisito para que o candidato tenha que ter ensino superior ou médio ou qualquer outro, apenas para que não seja analfabeto, o que o Lula apenas cumpre. Eu nunca vi nada escrito por ele, e ele detesta ler qualquer coisa até jornal de esporte, como ele admitiu. Quem não gosta de ler, é um analfabeto funcional. Quanto ao gari, o concurso para o cargo exige ensino fundamental, então tem que ter.o-livro-do-lula

Eu já postei vários artigos com uma mudança política onde qualquer cargo político ou contratação política, como ministro ou secretários, deva ter um diploma de educação política, ética e administração pública. Sem estes requisitos, não poderia ser candidato. Se existisse algo assim, o Lula não estaria aí envergonhando tudo e todos.

3. Por que o presidente do povo acumula aposentadoria por invalidez, aposentadoria de dep. federal, pensão vitalícia de ‘perseguido político isento de Imposto de Renda, salário de presidente de honra do PT e salário
de presidente da república?

Resposta: – O Brasil é o país da lei de Gerson, onde algumas pessoas incluindo o presidente têm que tirar proveito de qualquer ocasião e como o Lula não acredita emfora-a-etica ética, e a lei permitindo, ele nada de braçada engordando o patrimônio. Tem que haver mudanças na lei para coibir este tipo de coisas. Mesmo sendo contra a lei, eles incluindo o presidente vão continuar agindo, mas pelo menos existe a oportunidade de ser pego.

4. Por que o presidente do povo é perseguido político, sendo que passou apenas UMA noite no DOPS?

Resposta: – Outra vez os furos na legislação permitem então ele esbanja. Mas não é somente ele, o seu irmão mais velho, o tal Frei Chico que não é nem frei nem Chico, passou 15 dias preso por baderna e desacato às autoridades, e recebeu uma indenização e um salário vitalício mensal. Até o Cony, recebeu, o Ziraldo, a Zélia, é tudo uma festa. O advogado das indenizações, que pega 20% dos ganhos, não é outro que o Greenhalg, sabe quem é? Foi ele que ajudou a enterrar o caso do Celso Daniel e foi ele que defendeu e soltou o José Rainha, assassino e líder dos sem terra.

E corrigindo a pergunta, o Lula passou 31 dias preso, mas com muita mordomia, e nunca foi torturado. Durante a sua prisão, a sua mãe faleceu e ele foi solto para comparecer ao velório.

5. Por que o presidente do povo comprou um avião da concorrente da Embraer?

Resposta: – Eu já expliquei esta em alguns artigos no blog, mas vou fazer um resumo. A compra do AB 319, uma aeronave fora de linha e defasada, foi arranjada pelo compadre do Lula, o Roberto Teixeira, que está no ramo da aviação. Se um jato da Embraer fosse comprado, haveria mais transparência e as comissões e superfaturamentos ficariam mais difíceis. E então. Entra o Dirceu, o Okamoto, e o Compadre arruma tudo. Compra-se uma aeronave antiga e defasada, por um preço muito mais caro, e divide-se a comissão e o suborno pelos arquitetos da maracutaia.aerolula A desculpa de que se necessitaria de uma aeronave moderna para poder ir de Brasília à Europa sem reabastecer, é lorota. O AF51, não consegue levantar de Brasília, que está a 1000 metros de altitude com o tanque cheio. Então tem que fazer escala no Rio de Janeiro, nível do mar para poder levantar com toda a carga de combustível. E tem mais, o antigo sucatão, um Boeing 707, é muito mais avião do que o AF51. Na época da compra eu pesquisei e por 12 milhões de dólares, poderia modernizar totalmente o sucatão com motores tubo-fan, os mesmos do Airbus, só que quatro, em vez de dois, com maior velocidade e autonomia do que o atual Airbus. A empresa que faria as conversões tem páginas na internet, e existem vários destes aviões voando sem nenhum caso de acidente. Mas as comissões e suborno seriam bem menos.

6. Por que o presidente do povo se aposentou por invalidez apenas por ter um dedo a menos e hoje trabalha como presidente do Brasil?

Resposta: – Ele não trabalha e nem nunca trabalhou em sua vida. Sempre foi um jeitinhoas-qualidades-do-lula para cá, ou para lá e ele sempre se acomodou sem trabalhar. Ele realmente não é chegado. Quanto à aposentadoria, é novamente a legislação que permite e pronto lá vai o Lula tirando todas as vantagens.

7. Por que o presidente do povo protege seus amigos comprovadamente corruptos e nunca aconteceu nada com ele?

Resposta: – Porque a gente deixa, não existe oposição, e a legislação é muito fraca. Apenas o PT, motivou as massas e conseguiu os caras pintadas para saírem às ruas e fazer pressão para o impedimento do Collor. Este foi expulso por muito menos do que o Lula fez. Aparte disto, o FHC mudou a lei do impeachment durante o seu governo e ficou realmente mais difícil se expulsar um presidente.

8. Por que o presidente do povo se vangloria de não ter estudo e ser filho de mãe analfabeta e acha normal ter filhos estudando fora do Brasil?

Resposta: – Eu acredito que o Lula, seja mais uma vítima da precariedade do ensino no Brasil. Ajuntando esta precariedade com a falta de força de vontade para estudar, deu no que deu e temos um presidente que nos enche de vergonha. Quanto aos seus filhos estudarem no exterior, tendo as oportunidades é válido. O Roberto Teixeira, que ficou muito rico com os contratos superfaturados nas prefeituras do PT no ABC paulista, e em Ribeirão Preto com o Palocci, mostrou um pouco de gratidão, e pagou os estudos dos filhos do Lula.

9. Por que o presidente do povo quando do seu mandato de Dep. Federal, não participou da vida parlamentar do Congresso?

Resposta: – Esta é fácil, ele não sabia o que fazer e para continuar enganando, ficou de longe, apenas observando. De vez em quando, quando tinha certeza que não seria interrompido e nem argüido ele fazia algum discurso inflamado, sem nenhum nexo aparente e cheio de erros gramaticais e concordância. No Youtube aparecem alguns destes

10. Por que o partido do presidente do povo tem ligação com as FARC e ninguém comenta isto?

Resposta: – Comentam sim, existem vários blogs que comentam e mostram os fatos. Mas entra novamente a legislação brasileira, onde para se investigar qualquer destas ligações tem que se pedir muita permissão, e no primeiro mandato, o Lula convidou para o ministério da justiça, que manda na Polícia Federal, um brilhante advogado criminal, que soube tirar vantagens dos furos legais e parou qualquer investigação que poderia atingir o presidente ou o seu partido.

O Dr. Márcio Thomas Bastos, quase se estrepou no caso Palocci e logo depois se afastou. Para não ser atingido pelos respingos daquele caso foi muito difícil.

11. Por que a mulher do presidente do povo não faz absolutamente nada?mudancas

Resposta: É a mesma coisa, ela é totalmente incompetente e coitada ela é apenas uma baranga que casou com um líder sindical que virou presidente. Ela costurou a primeira bandeira do PT. Coisa de baranga. Depois, com a estrela vermelha habitando o seu cérebro, não pode produzir mais nada. Tentou destruir um patrimônio tombado, desfigurando um dos jardins do Burle Max, com uma estrela vermelha.estrelanojardim Corrigiram este problema e depois disto foi somente fazer caipirinha e curar as ressacas do Lula.

12. Por que o presidente do povo não sofreu impeachment como o Collor sofreu?

Resposta: – Esta eu já respondi acima. Houve uma mudança na legislação desta competência no governo FHC.

13. Por que a candidata Heloísa Helena foi expulsa do PT e o José Dirceu (dep. cassado) e Antonio Palocci (indiciado por quebra ilegal de sigilo bancário e outros crimes) não o foram?

Resposta: – Esta é novamente uma diferença em ideologia. A Tuma da Heloisa e do Babá, queriam a maneira radical e ideológica da esquerda tradicional. O estado mandando em tudo, estatizando tudo de volta, não pagando compromissos. Não havia em seus planos tirar vantagens pessoais nem ficarem ricos. Como a turma do Lula não entrou na deles, eles começaram a boicotar votações, e criarem dificuldades para a turma do mensalão. Aí na teve jeito, tiveram de se livrar deles

14. Por que o presidente do povo nunca soube das coisas do partido e do governo dele, MAS SABE DE TUDO SOBRE OS GOVERNOS ANTERIORES?

Resposta: – Ele sabe melhor do que ninguém. Sabe de tudo. Sabe tudo sobre a morte do Celso Daniel. Sobre a morte do Toninho do PT, sabe tudo sobre o mensalão, sabe de tudo sobre o dinheiro dos aloprados, sabe de tudo sobre a compra do Aero lula, e dos governos anteriores, ele não sabe quase nada. As asneiras que ele diz sobre o JK ou o Getúlio Vargas podem encher de vergonha até os ignorantes como ele. Acontece que durante debates e alguns discursos escritos por outros, ele é ligeiramente instruído a dizer coisas de efeito sobre governos imediatamente anteriores aos dele. Como por exemplo, chamar o governo do FHC de herança maldita.

15. Finalmente, a pergunta mais difícil de todas: Por que tantos intelectuais, cientistas, professores universitários, reitores e outros membros da nata do país continuam apoiando o presidente do povo?

Resposta: – Fanatismo, ignorância ou cumplicidade

25 mar 2009 Posted by | ABOBRINHAS, ÉTICA, CRESCIMENTO ECONÔMICO, CRISE ECONÔMICA, ECONOMIA, EDUCAÇÃO, GOVERNO, POLÍTICA, Respostas | 5 Comentários

Peleguismo

Peleguismo.

perleguismo

Eu fico impressionado com a capacidade do Lula em convencer as pessoas de que ele é a salvação do Brasil, e um exemplo para o mundo.

Ele nunca me convenceu.

Eu sempre vi no Lula um retrato do Sindicato Brasileiro, que diferente de outros sindicatos, usa uma taxa compulsória para existir, faz muito pouco para os sindicalizados, e não tem que prestar contas.

Este terreno fértil para proliferação da desonestidade, do peleguismo, e para vantagens em uso próprio foi a escola do Lula.

Ali ele aprendeu a mentir, usar as pessoas certas, e a roubar o dinheiro do sindicato para ajudar em suas ambições pessoais e políticas. Daí para ser presidente e fundador de um partido político foi um pulo pequeno e este partido tem como alicerce os fundamentos sindicais, onde todos os fundos são para uso dos dirigentes que não têm que prestar contas.

Foi esta singeleza de atitude para com o dinheiro público ou da tesouraria dos sindicatos ou partidos políticos, que alimentou as peripécias do mensalão e outros escândalos, que apenas por ser o Lula, o imigrante pau de arara que chegou lá, foram tolerados pela população durante tanto tempo.

A bonança causada por seis anos ininterruptos de crescimento global também ajudaram a tolerar as peripécias do Lula.popularidade

Mas como tudo no mundo, tudo tem um fim e a sorte do Lula tomou uma quinada para pior com esta crise. Como tudo foi festa durante seis anos, festa e mentiras, o Brasil não se preparou para uma eventualidade como agora e a turma do barulho, está sem rumo.

Não existe nenhum plano para tirar o Brasil desta crise.

Para os que não acreditam nos problemas do futuro podem se atualizar no artigo abaixo:

Encontrei isto hoje na coluna da Miriam Leitão:

http://oglobo.globo.com/economia/miriam/

Coluna Panorama Econômico

Nau sem rumo

A crise já atingiu o Brasil há meses, mas o governo ainda não formulou qualquer resposta à altura. Se o governo tivesse mantido suas despesas com pessoal e previdência em proporção do PIB, no patamar de 2003, teria R$ 75 bilhões a mais para investir. As decisões tomadas nos últimos anos limitam a resposta governamental, a tendência de subestimar a crise é um complicador a mais.

A conta acima foi feita pelo economista político Alexandre Marinis, da Mosaico. Os gastos com pessoal subiram de 4,2% para 5% do PIB, as despesas previdenciárias, em parte pelos aumentos reais do salário mínimo, subiram de 5,9% para 7,2% do PIB. Como são despesas que não podem ser reduzidas, o governo não tem muita margem agora para fazer política contracíclica. E há mais gastos em andamento.

— Apenas para 2009, o Orçamento da União prevê que o Executivo [sem o Judiciário e Legislativo] contratará mais 30.879 servidores, a um custo anual de R$ 1,8 bilhão. Além disso, prevê a substituição de mais 19.423 terceirizados, a um custo de R$ 678 milhões. Como o governo Lula aumentou o quadro de servidores civis e militares em 298.232 servidores, podemos dizer que as contratações custaram R$ 17,2 bilhões por ano aos contribuintes. Como a maioria das contratações foi efetuada a partir do ano eleitoral de 2006, temos um impacto total nas contas públicas de R$ 51,7 bilhões — diz Alexandre Marinis.

Números estarrecedores, que mostram exatamente o peso que o estado brasileiro assumiu para os próximos anos e décadas e que, neste momento, limita a ação do governo.

Os aumentos salariais são outro peso.

— Só em 2008, conforme dados do Ministério do Planejamento, a reestruturação de cargos e carreiras teve impacto de R$ 30,5 bilhões nos gastos de pessoal — conta Marinis.

Isso impactará, no médio e longo prazos, os gastos da previdência pública, que já tem déficit anual de R$ 43 bilhões em 2009.

— Em síntese, os dados mostram que o governo Lula cometeu um tremendo erro de estratégia fiscal ao contratar um número excessivo de servidores e reajustar seus salários em demasia. Este erro custará caro ao país, já que agora não tem recursos para enfrentar o tsunami mundial que já varre emprego e crescimento no Brasil — conclui Alexandre Marinis.

Além da estratégia errada nos tempos do boom, o governo não tem estratégia agora para enfrentar a crise. Foram tomadas medidas tópicas, o Banco Central acudiu as emergências bancárias que estouraram em outubro, quando secou o crédito externo. O presidente Lula suou de palco em palco, desde o início da crise, em discursos em que apostava no improvável: o Brasil não seria atingido.

Um líder não pode dizer que o país será derrotado. Mas basta comparar com o que os outros presidentes dizem: todos admitem a gravidade da crise, todos avisam que esse é um ano terrível, todos alertam para os perigos, e a partir destas constatações é que passam a convocar o país para a superação da crise. Assim faz presidente Barack Obama o tempo todo. Assim faz o presidente da França, o primeiro ministro do Reino Unido. Mas para ficar num exemplo mais emergente, até o primeiro ministro chinês, Wen Jiabao, de um país conhecido pela absurda capacidade de censurar as informações até na web, disse claramente, ao abrir a reunião anual do Congresso, que este seria “um dos anos mais difíceis da história da China”.

A crise é grave, chegou há meses ao Brasil. Só nos últimos dias, o país soube que a produção industrial de janeiro caiu 17%, que o PIB teve queda de 3,6% no último trimestre de 2008, que o governo arrecadou R$ 10 bilhões a menos do que previa no primeiro bimestre, que o Ministério do Trabalho registrou quase 800 mil empregos perdidos de novembro a janeiro, que a Fiesp contou 235 mil postos de trabalho eliminados de outubro para cá. Ninguém precisa de um novo número para saber que a crise está entre nós. Cabe ao governo ter uma equipe que lide com o problema com seriedade, que se antecipe aos fatos, que saiba em que direção está indo. Não há uma ação que resolva tudo. Portanto, o plano habitacional que está sendo aguardado há meses, se for bem formulado, será uma parte da resposta. Mas não toda ela.

O governo Lula teve duas vantagens. Primeiro, recebeu de herança uma economia que tinha feito avanços importantes, como a estabilização, as metas de inflação, o câmbio flutuante, a Lei de Responsabilidade Fiscal e a autonomia do Banco Central. Segundo, o país passou a ser extraordinariamente favorecido pela onda internacional de crescimento, provocada em grande parte pela bolha de crédito americana. A alta das commodities metálicas, o boom de comércio de alimentos, o aumento do fluxo de comércio, a explosão do fluxo de capitais de toda a natureza.

Estar preparado para aproveitar uma boa onda é tão importante quanto saber que ela é temporária leva a decisões sensatas. Foi o que alguns países fizeram, como o Chile, ao montar um fundo para acumular o excesso de receitas dos bons tempos. O governo Lula tomou algumas decisões certas, como a de manter o superávit primário, acumular as reservas, aumentar os gastos com os muito pobres. Mas ele desperdiçou o bom momento ao interromper o ciclo de reformas que preparariam o país para tempos mais duros e ao aumentar de forma extravagante as despesas que não pode cortar.

O improviso diário do presidente, as apostas do ministro da Fazenda, o ensaio de campanha da ministra da Casa Civil não vão resolver a crise. Podem aprofundá-la.

transformacao

15 mar 2009 Posted by | AUTORITARISMO, ÉTICA, Cinismo, CRESCIMENTO ECONÔMICO, CRISE ECONÔMICA, GOVERNO, POLÍTICA | 3 Comentários

Acordei invocado.

Acordei invocado.garfield

Esta é uma das frases preferidas do Lula, quando se encontra em algum problema e não tem alguma resposta apropriada.

Realmente, ele não tem resposta para quase nada, gosta de fazer metáforas idiotas, como a do “SIFU”, ou a do J. Bush, onde disse que acordou invocado e ligou para o Bush.

Pode ser que para alguns de seus eleitores com pouca educação isto possa parecer verdade, mas a realidade é que para ligar para o Bush, primeiro tinha que falar inglês o que o Lula não fala, e nem o bush fala português. Aí a mentira cai por terra ou caiu antes de ser anunciada.

Mas algo o Lula está fazendo certo, não sei bem o que será, mas 85% de aprovação de seu governo está duro de engolir.

Hoje lendo o Blog da Adriana, (http://www.prosaepolitica.com.br/) encontrei este artigo do Chico Bruno que está muito bem escrito e atual de verdade.

Leiam o Texto do Chico:

ppernas-curtasÉ por isso que acordei invocado

Por Chico Bruno

Hoje acordei invocado, como diz o presidente que nos guia. Passei uma vista d’olhos nas primeiras páginas dos jornalões e fiquei mais invocado ainda.

É que as manchetes dos paulistas Folha e Estadão e do carioca JB tratam de dar vazão a megalomania lulista. Nosso Guia, como diz o Elio Gaspari, antes de tomar o Aerolula arrotou um monte de bravatas para cima do presidente dos EUA.

Ora, todo mundo que tem juízo, sabe que Lula fala da boca para fora, que ao ficar frente a frente com Obama vai se comportar como manda o figurino de todos os presidentes de todos os presidentes brasileiros que bateram as portas da Casa Branca.

No popular, vai colocar o galho dentro ou o rabo entre as pernas. É assim que as coisas funcionam.

A nossa metamorfose ambulante saiu do país ciscando para dentro e quando chegar a Casa Branca vai ciscar para fora. Vale frisar, que o verbo ciscar foi reintroduzido pelo Collor no linguajar diário do país, no momento em que ele era reintroduzido no noticiário graças ao perdão de Lula aos seus antigos desafetos. Interessante que a cada dia essa lista só cresce.

A jornalista Mônica Bergamo publicou que o Lula anda descendo a ripa no camarada Fidel pelo tratamento dado a dois ministros exonerados pelo Raul Castro. Isso é apenas uma amostra da megalomania que atinge a nossa metamorfose ambulante.

A última piada do governo é a criação da carteirinha do torcedor, o que me deixou muito irritado, por que descobri que a idéia foi vendida ao Orlandinho, aquele que é ministro do Esporte por obra e graça do PC do B, por um lobista de uma empresa que fornece torniquetes e cartões magnéticos para universidades e colégios particulares só permitirem o ingresso as aulas de quem esteja em dia com as mensalidades.

Imaginem quando esse pessoal vai faturar e quando vai render para a próxima campanha eleitoral.

A sacanagem vai funcionar assim:dando-instrucoes

Cada torcedor vai se cadastrar e receber uma carteirinha. De posse do “documento” ele vai comprar o ingresso (cartão magnético) em qualquer casa lotérica, que carregará eletronicamente, como ocorre com um telefone celular, o dito cujo.

Como a divisão do bolo é grande, o cartão magnético será de uso obrigatório para todas as pessoas que quiserem frequentar estádios com capacidade superior a 10 mil a partir do Brasileiro de 2010, valendo para as séries A e B, pois abaixo disso não valerá a pena.

Agora, imaginem se isso não é abolir o direito de ir e vir aos estádios.

É por essas e outras sacanagens, como a insistência da VEJA em misturar alhos com bugalhos no que tange a Operação Satiagraha, como esclarece o jornalista Leandro Fortes, em matéria (abaixo) na Carta Capital, que acordei invocado e com vontade de distribuir bordoadas a torto e a direito.

É mole ou quer mais! Se quiser veja o vídeo.

Memória: Visita de Lula a Bush não rendeu nada

O primeiro encontro do presidente Lula com o então presidente dos EUA George W. Bush, em 20 de junho de 2003, terminou sem resultados concretos.

O Brasil prometeu “cooperar para a conclusão exitosa” da Alca (Área de Livre Comércio das Américas) até 2005, o que não aconteceu, e pediu apoio para obter uma vaga permanente no Conselho de Segurança da ONU, que nunca se concretizou.

Bush disse a Lula que os dois tinham de mudar sua imagem: “Você, de esquerdista que não entende de economia, e eu, de fanático que não tem interesse pelo social”. O brasileiro foi o primeiro presidente de um país a se opor à Guerra no Iraque a encontrar Bush após a invasão.

Lula disse a ele que a relação entre os países poderia “surpreender o mundo” e o convidou a visitar o Brasil, que, “além de Carnaval e futebol, tem coisas maravilhosas”. Bush riu e afirmou que Lula tinha “um grande coração”. (Folha de São Paulo)

conversa-com-obama

15 mar 2009 Posted by | ABOBRINHAS, AUTORITARISMO, ÉTICA, Cinismo, GOVERNO, POLÍTICA | Deixe um comentário

Problema de Educação

Problema de Educação


Ou falta dela?


Outro dia, assisti a um programa de televisão sobre o desagradável hábito do macho brasileiro de urinar em qualquer lugar, bastando para isto ter vontade.

No programa a repórter entrevistou várias pessoas depois de um show, mulheres principalmente, que disseram como é desagradável ir a algum show em lugar público e passarem o tempo todo desviando de urina que escorre pelo chão, desviando a vista de homens urinando em qualquer lugar. Uma coisa bem desagradável.urinando-nas-ruas2

Este hábito deve ser coibido em casa, com exemplos e ensinado nas escolas, para que visitantes e turistas possam se sentir mais à vontade quando em turismo pelo nosso Brasil.

Um dos exemplos a ser seguido deve vir das autoridades, dos mandatários, e muito principalmente de um presidente que dizem ter uma aprovação de 90% dos eleitores.

Se este popular presidente der um bom exemplo, muita gente será compelida a seguir, e se pelo contrário der um mau exemplo, também poderá ser um incentivo a ser seguido.

E o nosso apedeuta, como não tem nenhuma educação formal, não se esmerou em aprender comportamentos civilizados, os exemplos que emanam dele são os piores possíveis como este terrível ato de urinar em público.

lulax-mijando-no-jardins-da-granja-do-torto1

13 mar 2009 Posted by | ÉTICA, EDUCAÇÃO, exemplos | 1 Comentário

O Lula, o Câncer e o Tsunami.

O Lula, o Câncer e o Tsunami.uma-bonita-historia

Outro dia, lendo com sempre faço as repercussões e o pulso da mídia geral encontrei um artigo do coronel, (http://coturnonoturno.blogspot.com/) muito bem escrito e apropriado para a atual situação.

O Blog do Coronel tem sido chamado de “Apócrifo”, pois o autor é apenas parcialmente identificado como Coronel e se proclama professor.

Seria muito bom que ele se identificasse totalmente para dar mais transparência aos seus bons artigos como este que vou reproduzir abaixo.

O Roque Sponholz , sem nenhum medo se identifica totalmente e suas criticas ao governo são realmente pesadas e muito bem feitas.

Lula e o câncer.pego-na-mentira

Lula disse ontem a empresários que a “coragem” do vice-presidente José Alencar deve servir de “inspiração” para vencer os obstáculos da crise. Na sua luta contra o câncer, Alencar recentemente passou 27 dias internado por conta de uma cirurgia no abdôme para retirar nove tumores cancerígenos.A seguir, Lula narrou a volta de Alencar ao Planalto, sorridente e bem-disposto. “O caso dele deve me inspirar, inspirar os ministros e toda a iniciativa privada”, disse. Se para Lula o Brasil está com câncer, ele não foi contraído nos últimos seis meses, mas sim nos últimos seis anos em que o aparelho petista está no comando do país. Não podemos esquecer que enquanto o câncer roía a economia por dentro, Lula comemorava a ausência dos seus efeitos, espalhando aos quatro ventos o famoso “nunca na história deste país”. O remédio lulista contra o câncer que aí está sempre foi anestésico ou de uso tópico. A Bolsa Família. Os empréstimos consignados. O empreguismo dos 200 mil companheiros. O mensalão. O loteamento do país com os corruptos do PMDB. A roubalheira dos fundos de pensão. Os juros estratosféricos. A dívida pública interna impagável. O deficit público que cresce 10% mais do que o PIB. E, por último, um coquetel de drogas denominado PAC. Mesmo com o câncer se espalhando por todo o corpo, Lula continua tratando o doente com o remédio do populismo e do curandeirismo político. Não vem aí a casa de graça para o moribundo? O câncer petista está levando o país para um estado terminal. Ao contrário de Alencar, que tem o Sírio-Libanês, o povo brasileiro tem apenas a fila do SUS. Desejamos que, pelo menos lá, os 84% finalmente descubram quem vem há seis anos matando o país. O nome deste câncer é Luiz Inácio Lula da Silva e extirpar este imenso tumor é a única chance de sobrevivência.

Postado por Coronel às 08:07:00eleitores-do-lula

Eu tenho criticado em vários artigos as coisas mencionadas no artigo do coronel, a falta de transparência, a falta de programas, o PAC, uma grande enganação, a falta de ética e honestidade, e principalmente a falta de capacidade de administrar o país.

Enquanto a coisa ia de carona na maré mansa do crescimento global, o Brasil ia de carona, e aproveitando a marola positiva. Se houvesse um pessoal competente para administrar a boa onda, em vez de estatizar tudo novamente, em vez de se concretizar dando esmolas, em vez de falar tantas mentiras, em vez de criar um programa mentiroso como o PAC onde os investimentos agendados nada mais são do que o que se haveria de fazer normalmente com os projetos de longo e médio prazo da Petrobras, que são 70% dos investimentos do PAC, o Brasil estaria bem melhor, e em situação de encarar esta crise olhando de cima para baixo em vez de se sentir acuado, e sem nenhum plano diretor para gerenciar esta crise.

O Grande enganador, primeiro chamou a crise de marolinha, depois ameaçou ligar para o Bush e mandar-lo cuidar de seus problemas sem envolver o Brasil, depois disse que o Natal deveria ser dos melhores já visto pelo povo brasileiro que deveria gastar sem dó nem piedade porque a crise não se instalaria no Brasil. Este discurso foi depois da CVRD a Vale ter despedido mais de cinco mil trabalhadores. Ele disse que esta ação era falta de cidadania por parte da Vale. Ah bom, os impostos que a Vale paga ao governo e os dividendos que o governo tira, de lá de dentro, são conseguidos com uma administração enxuta e coerente, não com cabide para empregos como era antes.

Os fornecedores internacionais cancelaram todas as ordens futuras e o Magnânimo gostaria que a Vale continuasse minerando apenas para que não houvesse desemprego.

Por causa disto é que as estatais não podem dar certo.

O mesmo discurso foi feito depois que a Embraer, sem nenhum pedido novo e com os antigos cancelados despediu 4.000 funcionários.

E ainda o único plano para contornar esta crise foi fazer de conta que ela não existe.

E seu competente ministério, para puxar saco bateu em cima desta tese aclamando uma previsão de crescimento de 4/5% ao ano para 2009. O MMM, ou seja, Ministro Mantega Mentira, quando confrontado com a verdade pelos repórteres sobre as previsões de menos de 1%, saiu com esta pérola: lula-e-deus

– “A nossa meta continua sendo 4% de crescimento para 2009, se existem previsões diferentes, é problema das previsões, eu garanto que não vamos nos afastar de nossas metas”.

Que beleza ministro que beleza…..

No Estadão de hoje encontrei um bom artigo:

http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090313/not_imp338121,0.php

o Autor , *Dionísio Dias Carneiro, economista, é diretor da Galanto Consultoria e do IEPE/CdG

terminou com um parágrafo interessante, e que poderia servir de modelo para os incompetentes que andam falando abobrinhas por todo o congresso e ministérios:

“O Brasil precisa de um diagnóstico realista. A exemplo de outros países, há um excesso de marketing político (“ a crise é dos ricos, eles que resolvam”, agora eles precisam do Estado”). Mas não há marketing bem-sucedido se não houver produto a vender. No caso da política, sem capacidade de processar os conflitos e encontrar uma estratégia nacional a partir de um diagnóstico adequado, não há como convidar empresários e consumidores a surfar uma onda que pode ser um tsunami.”

tsunami4

13 mar 2009 Posted by | ABOBRINHAS, CRESCIMENTO ECONÔMICO, CRISE ECONÔMICA, GOVERNO, POLÍTICA | Deixe um comentário

Resposta à Johnny

Resposta à Johnnyinterrogacaoppg

Em um post antigo, (https://rleite.wordpress.com/2007/04/06/sera-falta-de-informacao/)

Publicado no dia 6 de abril de 2007, recebi o comentário abaixo:

caro amigo só queria te perguntar uma coisa
o que prefere presidentes que falam abobrinhas e faz do nosso pais um pais digno lá fora e aqui dentro , um presidente que mudou a cara do brasil , um presidente que melhorou a exportação e que deu uma guinada no nosso país ou um que n fale abobrinhas e que somente afunde o nosso brasil como foi o presidente anterior fhc ?

( despreze as letras minúsculas )

um fraterno abraço
obs: n sou de nenhum partido e tenho apenas 18 anos
obridago !!!!

Respondo:farca-do-inacio

Caro Johnny,

Em primeiro lugar quero agradecer sua visita, e o seu tempo gasto com seu comentário.

E agora quero responder ao seu comentário:

Quando você nasceu, a inflação no Brasil inflacaoalcançou um nível nunca visto de mais de 200% ao ano, causado principalmente pelo fracassado “Plano Collor”, comandado pela Drª. Zélia Cardoso. Depois o Itamar Franco, na época Vice-presidente do Collor, assumiu a presidência e chamou o Chanceler FHC para ser o ministro da Fazenda e comandar um plano para acabar com a inflação.

Foi uma grande responsabilidade, sem a menor possibilidade de erro, pois o Brasil não agüentaria outro plano mirabolante que não poderia funcionar.

grafico_inflacaoO FHC formou uma equipe de economistas sérios principalmente da PUC/RJ, comandados pelo economista Pedro Malan.

Foi criado então o plano real que passou a tratar a economia com uma diferença básica, passando por um sistema intermediário chamado URV.

No regime inflacionário, as contas do Brasil, eram pagas com dinheiro impresso sem nenhum lastro, o que instantaneamente promovia a inflação. inflacao-e-moeda

Os contratos com o governo eram todos superfaturados, pois para sobreviver, as empresas, que seriam pagas com dinheiro sem lastro, colocavam em seus contratos o preço da inflação. Os assalariados, não recebiam esta diferença no salário e apenas uma vez ao ano eram reajustados e seu poder aquisitivo diminuía sempre. Era um regime muito injusto onde as empresas cresciam e os funcionários decresciam. Isto estava acontecendo desde o início dos anos 70.

Com a formação do novo plano, acabou o dinheiro sem lastro, e neste caso faltou dinheiro para o governo pagar as suas contas. Foi então necessário elevar drasticamente os impostos pagos pelo povo para se ter dinheiro para cumprir as obrigações assumidas.

Os impostos que estavam na casa dos 25% do PIB, em pouco tempo estavam em 36% do PIB, o que era e continua sendo muito alto.

Ainda com esta elevação, foi necessário privatizar muita coisa que no momento desta mudança era apenas cabide de emprego e sempre deficitário.

E foi criado, já no Governo FHC, o projeto de privatização onde foram privatizados com muita polêmica, a Vale, as teles, e muitas outras pequenas empresas do governo que não serviam para nada útil.privastizacoes

A elevação dos impostos, e as privatizações, foram severamente criticadas pelo PT e os políticos do PT inclusive o Lula constantemente iam ao plenário pedir o impedimento do FHC.

Os bancos brasileiros, que somente operavam com a inflação ficaram desorientados com o novo regime e começaram a falir, e então foi criado pela equipe econômica o PROER, que quando o banco falia, pagava os pequenos depositantes até 10.000 reais e o governo assumia os ativos do banco e processava os donos. Esta prática foi severamente criticada pelo Lula, e os políticos do PT.

Este programa foi extinto em 2001, com um saldo positivo de seis bilhões de reais.

Com este programa, os bancos sérios brasileiros ficaram mais fortes, nenhum depositante tomou calote, e os bancos pilantras foram eliminados e os donos processados.

A justiça brasileira que precisa de uma reforma urgente, ainda não resolveu os casos e estes processos vão ser encerrados por tempo.

Com as vendas das estatais, a inflação sob controle, os impostos teriam que ser gradativamente diminuídos, para alcançarem um patamar de 20% do PIB ao ano possibilitando com isto um crescimento contínuo e sustentável.

Somente não aconteceu durante o governo FHC, por causa de três crises internacionais muito severas, a da Ásia, a crise da Rússia que declarou concordata e a pior para o Brasil foi a crise da Argentina que é o maior parceiro do Brasil.

Com estas crises, não foi possível diminuir os juros que em seguia diminuiriam os impostos.

Em 2002, com a aproximação das eleições e com a possibilidade de se eleger o Lula que em sua campanha, falava em re-estatizar tudo, declarar moratória, acabar com o “Superávit Primário” (dinheiro para garantir o pagamento dos juros) houve um temor por parte dos empresários e bancários que retraiu o dinheiro e causou uma inflação artificial de 12% ao ano, e que estava neste patamar quando o Lula assumiu o comando da nação.

Não foi feito nada de drástico nos seis primeiros meses e o Lula contratou o Meireles, que era do partido do FHC e um grande economista formado em engenharia mecânica e civil, para comandar o plano Real. Com isto, houve tranqüilidade por parte dos empresários e a inflação foi novamente para baixo ficando nos patamares atuais.

Durante o governo Lula, foram criadas mais 37 estatais, e contratados 300.000 funcionários públicos, foram criados os planos de distribuição de renda sem nenhum propósito para finalizar, (esmola) e desta forma o custo de governar alcançou níveis nunca vistos no Brasil. Os impostos que deveriam ir abaixando gradativamente foram subindo, e no momento estão a mais de 42% do PIB, em uma nova forma de medir inventada pelo IBGE, aparelhado para isto pelo governo.

Pela medida antiga que vigorava no governo FHC a porcentagem tarifária seria atualmente 44% do Pib, uma das mais altas do mundo, sem nenhuma contra partida.

A saúde está igual ou pior do que quando o Lula assumiu, a educação está visivelmente pior e a segurança pública não se pode nem falar, pois está muito pior do que no governo FHC.

Se houvesse um governo sério após o FHC, que tivesse aproveitado a bonança do crescimento global sem nenhuma crise, baixado os juros, e as tarifas e impostos, o Brasil teria crescido muito mais, e talvez nesta enorme crise que não é nenhuma marolinha com, diz o Lula, estivéssemos em uma posição para assumir o comando econômico do mundo. O que está segurando os bancos brasileiros, incrível ou não foi o PROER tão criticado pelo Lula durante o governo FHC.

O Lula há pouco tempo em uma de seus acessos de ignorância chegou a oferecer para o Bush o PROER para resolver a crise bancária americana (E que não resolveria, pois não foi desenhado para isto, mas o Lula que nunca entendeu não poderia saber).

Durante a campanha eleitoral o Lula prometeu o “Fome Zero” que morreu, a reforma tributária, pois não se poderia sobreviver com impostos tão altos, e aumentou mais ainda, disse que a reforma previdenciária era falta de vontade política e sua solução foi mandar para fila os velhinhos para provar que estariam vivos, prometeu  o programa primeiro emprego que morreu, aproveitou o programa assistencial de Dna. Ruth Cardoso que era o “Bolsa Escola” com tempo determinado e contrapartida programada, e mudou para “Bolsa Família” sem tempo determinado e sem contrapartida, em outra palavras uma esmola permanente que tira qualquer incentivo para melhorar o desempenho familiar.crusadinha

E querido Johnny, eu me sinto envergonhado por este desperdício, por esta alta taxa de impostos, e mais ainda pelas ignorâncias destiladas pelo Lula. Sinto muito mais vergonha da falta de ética do governo, tornando descaradamente multimilionário o seu filho Fábio Luiz, a sua filha ilegítima Luriam, os gastos desenfreados da primeira dama com cartões corporativos, e sinto vergonha de ao ler os jornais estrangeiros ver o seu presidente ser alvo de piadas e de constrangimentos constantes como dormir na reunião da ONU, de aproveitar os aplausos dirigidos ao presidente da ONU Cofie Anan e dizer que foram para ele. E outras coisas assim, que emanam de seu governo como o asilo político a criminosos ficando diplomaticamente inferior a paises antes nossos aliados.

Por sua idade declarada você apenas viveu desde os 11 para 12 anos, início de sua idade cognitiva na era Lula que está permeada de mentiras.

Em sua tenra idade, investigue estas posições apresentadas acima e poderá ver, sem nenhum fanatismo que o Brasil perdeu durante o governo do Lula uma ótima oportunidade de ficar infinitamente melhor do que está.

Para apenas não falar mal quero dizer que o maior mérito do governo Lula está em manter a política econômica que foi implantada a duros custos e durante duras crises no governo FHC e que também foi duramente criticada por ele durante este mesmo tempo. Eu sinto vergonha deste cinismo por parte do dirigente da nação.

Você pelo que parece vai votar na próxima eleição e deveria aproveitar para entender um pouco antes de exercer a escolha que poderá afundar ainda mais o Brasil.

Tenha um bom dia e muito sucesso em sua vida.pibinho

Roberto Leite

11 mar 2009 Posted by | ÉTICA, CRESCIMENTO ECONÔMICO, CRISE ECONÔMICA, ECONOMIA, EDUCAÇÃO, GOVERNO, POLÍTICA, Respostas | Deixe um comentário

LULA/CLINTON

regresso

Eu estava navegando pelas notícias e encontrei esta nota no blog do coronel

http://coturnonoturno.blogspot.com/

Lula dá, o próximo que tire.

Vejam a malandragem do programa habitacional que Lula vai lançar para tentar eleger Dilma em cima da promessa de um milhão de casas. As famílias na faixa até dez salários mínimos contarão com um Fundo Garantidor, que terá cerca de R$ 500 milhões do Tesouro e vai bancar prestações dos mutuários que ficarem desempregados. Os mutuários com renda até três salários mínimos poderão suspender o pagamento das prestações por até 36 meses, mas terão de quitá-las ao fim do contrato. Para a faixa de até cinco salários, o Fundo honrará até 24 meses; no grupo até dez mínimos, 12 meses. E mais: é tudo sem entrada, sem taxas, sem nenhum custo até o recebimento das chaves. Ou seja: Lula dá, o próximo presidente que cobre ou tire a casa do pobre. O SFH, com muito mais exigências, deixou um rombo de R$ 200 bilhões para o país.

Postado por Coronel às 08:10:00

Antes de continuar, quero enfatizar que apesar de interessante, o blog do Coronel é apócrifo, deixando sem identidade o autor do mesmo. O autor, que já se identificou parcialmente dizendo-se professor e militar, deveria assinar com seu nome verdadeiro seus artigos o que demonstraria mais seriedade no que ele escreve. Não pode ser medo de ser processado porque, se o MP quiser, pode identificá-lo facilmente.

Aqui fica o apelo ao autor do “Blog do Coronel”, identifique-se e deixe para lá os fanáticos que estão em toda a rede acusando o blog de ser apócrifo.

Voltando ao assunto deste post:virando-o-brasil

Será que a memória deste governo é mesmo deficiente?

A atual crise que começou nos EEUU com o problema imobiliário, foi causada principalmente pela desregulamentação das exigências de comprovação do crédito para compra de imóveis. O ato desta prática foi feito no final do governo Clinton, que deixou de herança para o Bush, que por falta de competência deixou correr solto. O que aconteceu então foi que João sem nenhum crédito e sem reais condições de pagar, realizou o sonho da “Casa Própria”, comprando sem ter como pagar. Não que ele fosse desonesto, mas, na verdade de uma irrealidade, ele pensava que de dentro de sua residência seria mais fácil conseguir um bom emprego e assumir definitivamente as dívidas. Milhares de pessoas como João, fizeram o mesmo, inflacionando todo o mercado financeiro. Com esta prática de comprar sem crédito, faltou residências para muita gente, e as que existiam ficaram com os preços inflacionados. Então João e os outros milhares de primeiros compradores de casas sem garantia de crédito, perceberam que suas compras estavam muito valorizadas, em alguns casos até 1000% do preço pago. Sempre visando uma melhoria de estilo de vida (educação de berço nos EEUU), João vende sua casa, que com seu financiamento baixo já exigia muito de seu salário, e compra uma casa bem mais cara, com financiamento mais longo, e em uma área mais moderna. Assim fizeram milhares de pessoas iguais ao João. Esta história se repetiu inúmeras vezes, e com o mercado imobiliário superaquecido, as construtoras estavam construindo casas em números alarmantes e fazendo tudo em crédito, garantido por títulos de empréstimos sem garantias.medico-legista

Bastou que uma delas não honrasse algum compromisso para soar o alarme, e os bancos e seguradoras, dentro e fora dos EEUU, abarrotadas com títulos sem garantias, e a inadimplência aumentando, deu no que deu.

E pela notícia divulgada no site do coronel, o Lula vai criar aqui, uma crise em menor escala do que a americana, com o único propósito demagogo, à moda do peleguismo sindical de sua origem, apenas para tentar eleger seu sucessor que depois de eleito vai dar com a cara na parede e Lula vai ficar bonito no pedaço, que nem o Clinton.

Como disse o artigo do coronel, o SFH, com todas as exigências de garantias está deficiente em muitos bilhões, imagine esta mamata em fundo perdido.

No país da “Lei de Gerson”, todo mundo vai querer tirar vantagem da mamata e ninguém vai pagar apenas os contribuintes (idiotas) vão ficar com as contas.

As construtoras vão superfaturar tudo, os materiais usados serão de terceira categoria, as casas vão ter pouca duração, e no momento em que as coisas apertarem, serão abandonadas como tudo acontece em nosso pobre país.

Eta Brasilvergonha-dos-pagadores

10 mar 2009 Posted by | ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, ÉTICA, CRISE ECONÔMICA, GOVERNO, POLÍTICA | Deixe um comentário

Mais crise

Mais crisefalando-merda


Se o Lula tivesse um pouco de cultura, qualquer quantidade, poderia enxergar muita verdade no conselho abaixo. A frase fez parte de um discurso de Roosevelt. Franklin Delano Roosevelt o mesmo que o Lula citou quando na emana passada tentou explicar  a anatomia da crise atual e suas possíveis soluções

“A liberdade de palavra não tem qualquer utilidade para

um homem que nada tem a dizer” (Roosevelt)


Depois de desdenhar a crise atual, chamando-a de marolinha, entre outras boçalidades, e ante o fato inegável de que a crise realmente está batendo forte às nossas portas, o apedeuta começou a entender que teria que mudar o discurso, levando em conta a seriedade do problema que se aproxima célere.

E mudou escolhendo para isto, o momento histórico (Segundo ele) na semana passada durante a posse dos novos diretores do SEBRAE.

E assim disse o Lula:inteligencia-privilegiada

“Temos que reconhecer que a situaçãoé delicada, que essa crise é possivelmente maior que acrise de 29 e temos que reconhecer que o Roosevelt sóconseguiu resolver a crise de 29 por causa da Segunda GuerraMundial. Como não queremos guerra, queremos paz, nós vamo ter que ter mais ousadia, mais sinceridade, mais inteligência porque eu não admito que uma guerra para resolver um problema econômico tenha 6 milhões de mortos”.

Deu para entender? Faltou pontuação?

Nada disto, a manifestação da ignorância, é o resultado da falta de conhecimento que poderia vir com um pouco de estudo que o cretino do Lula não tolera e ler para ele é um martírio. Em que ele errou? Em tudo que disse.

Lula perdeu uma ótima oportunidade para ficar calado.bom-de-governo

1º – A segunda guerra mundial, que durou de 1939 a 1945, nada teve a ver com a crise econômica americana, nem com sua solução, embora quando entraram na guerra os EEUU estavam se recuperando da crise e o movimento patriótico ocorrido com a entrada dos EEUU no conflito ajudou a sanar os efeitos da crise e promoveram um grande progresso no pós-guerra. O Lula confundiu tudo e misturou os fatos.

A Alemanha foi levada para a guerra por fanatismo do partido nazista, que nasceu dentro do partido trabalhista alemão. As condições impostas pelos aliados à Alemanha após a primeira guerra, pelos vencedores deram força ao partido dos trabalhadores, de se organizar em um movimento patriótico refazer o exercito alemão e invadir os países vizinhos começando com a Polônia.

O apedeuta fundou o partido dos trabalhadores, ouviu o galo cantar e sem nenhuma pesquisa, mudou a história de acordo com sua mente distorcida, para tentar refazer a sua primeira opinião sobre a crise que não existia.

Em seu afã de mostrar quanto conhecia, confundiu o holocausto com as casualidades da guerra, e destilou mais asneira. A segunda Guerra mundial a que se referiu em seu discurso, ocasionou mais de 52 milhões de mortos, e dentre estes se encontram os seis milhões de judeus que foram exterminados e que se chamou de holocausto.


Provavelmente, a sua assessoria o informou dos fatos corretos, mas, também provavelmente, sob os efeitos da “Marvada” e sob a influência da ignorância compulsiva a que se submete, recusando a se ilustrar, o imbecil ficou com as calças na mão tentando se apresentar muito conhecedor da história.

Em 1929, toda a economia do mundo era localizada, e isolada, separada por oceanos e etnias, nunca se ouvindo falar em globalização como hoje.

E se o Lula imbecil tivesse tido o trabalho de apenas ler sobre a solução da crise de 29, teria aprendido que a solução da crise passou por contenção drástica de despesas do governo, redução de custos e impostos, e que é exatamente o oposto de que o apedeuta e seus ministros gastostrapalhões estão fazendo.

Pelo conteúdo de seu discurso, o apedeuta está sugerindo que a solução da atual crise deve passar invariavelmente por uma guerra mundial, mas que ele, muito inteligentemente e magnanimamente pacifista vai evitar a qualquer custo, e vai encontrar outra solução.

E para concluir, o autor deste comentário ainda acha difícil que um imbecil destes possa ter 84% de aprovação em seu governo.

Se por acaso, a CNT sensus, uma empresa do Clésio Andrade, ex sócio do Marcus Valério e cntsensusatolada até os cotovelos no mensalão estiver correta, o Brasil “SIFU”. Eu sinceramente acredito que esta pesquisa foi muito preparada e sem validade, pelo bem do futuro do Brasil

Não é possível que 84% dos pesquisados não consigam enxergar que o governo do PT não governa o Brasil. Que o governo do PT, é apenas uma máquina suprapartidária para tirar no menor tempo possível todas as vantagens que as maracutaias dentro do congresso e dos ministérios possam proporcionar.

obras-do-pac

fora-ladroes

05 mar 2009 Posted by | ABOBRINHAS, CRISE ECONÔMICA, EDUCAÇÃO, GOVERNO, POLÍTICA | 3 Comentários

   

%d blogueiros gostam disto: