blog do Roberto Leite

Assuntos de interesses multiplos e atuais.

O Grande comunicador?

O Grande comunicador?

Todos os dias, eu encontro nos jornais ou nas colunas políticas da rede, notícias sobre o grande comunicador Lula.

Em um artigo muito bom do Jabor, este disse que estamos diante de um fenômeno de comunicação que descobriu uma nova fórmula de aplicar os ensinamentos de Maquiavel – Mais refinado – Se isto for possível –

Eu fico então pensando:

“- Devo ser realmente insensível, pois não consigo sentir onde está o convencimento estratégico do Lula ou posso até estar vacinado contra este encantamento das covinhas sorridentes ou contra o medo de sua carranca raivosa.”

“-Devo estar realmente fora da realidade, pois não consigo encontrar nenhuma obra de médio para grande porte, que foi iniciada e terminada em seus governos. Ele já está no poder a mais tempo do que o JK a quem ele gosta de se comparar, mas o JK iniciou e entregou, várias obras de porte gigantesco, incluindo a nova capital, rodovias, usinas hidroelétricas, aeroportos, ETC. E olhe que o JK enfrentou várias crises políticas e oposição ferrenha.”

“- Não devo ser uma pessoa patriótica, pois não encontro nenhuma obra de cunho social, que tenha sido iniciada ou mantida em seu governo, que tenha causado impacto na vida social do meu país.”

O Brasileiro está pagando mais impostos do que nunca, a arrecadação está maior do que nunca e a renda média do trabalhador brasileiro está inferior no momento do que em 1997.

O tamanho e o inchaço do governo é descaradamente o maior da história. Pensando bem, esta é uma obra de grande porte que o governo Lula iniciou, mas que ainda não terminou. – “O inchaço do governo” – Continua crescendo.

Eu pessoalmente não vejo nesta situação nenhum mérito do governo do grande mentiroso. Se em meios as grandes crises internacionais, com uma taxa básica de juros muito maior, para conter e segurar a inflação, o cidadão brasileiro incluindo eu, estava ganhando mais em 1997 do que agora, como pode ser possível que os nossos cidadãos dêem uma avaliação tão positiva ao governo mais corrupto da história brasileira?

64% de aprovação.

Incrível mesmo.

Eu pequeno empresário, estou muito pior agora do que em 1997, e não aprovo este governo de engodos e mentiras.

Estou entre os 36% que desaprovam este governo, e com muito orgulho.

Vejam esta reportagem de hoje em ”Veja on Line” sobre o rendimento da população brasileira

Brasil

Pnad 2007

Renda do brasileiro sobe, mas é inferior à de 97

18 de Setembro de 2008

Com agência Reuters

O rendimento médio do trabalhador brasileiro aumentou em 2007 pelo terceiro ano, com alta de 3,2% frente a 2006, mas ainda não recuperou as perdas acumuladas nos últimos dez anos e está 5% abaixo do nível de 1997. Os dados constam da Pesquisa Nacional de Amostras por Domicílio (Pnad), divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira.

O avanço de 3,2% foi menor que o observado em 2006 (7,5% ante 2005) e em 2005 (4,5% frente a 2004). “Isso pode estar relacionado com o aumento menor do salário mínimo em 2007”, explicou a economista do IBGE Márcia Quinstlr.

Segundo o IBGE, desde 2004 a renda do trabalhador brasileiro ocupado acumula crescimento de 15,6%. Em 2007, o rendimento nominal alcançou 956 reais – valor ainda abaixo do verificado em 1997, que era de 1.011 reais. “Os resultados da Pnad mostram que o patamar de rendimento médio real de 1997 ainda não foi retornado, embora tenha ocorrido ganho, especialmente entre 2004 e 2007”, informou o IBGE em relatório.

A alta do rendimento contribuiu para que o país registrasse em 2007 mais um pequeno avanço no índice de Gini, parâmetro internacional para avaliar as condições de vida da população. O indicador passou de 0,540 em 2006 para 0,528 em 2007. Quanto mais próximo de zero, melhor é a condição de vida de um cidadão. Em 2004, o Gini era de 0,547 e em 2005, de 0,543.

Apesar da melhora, a concentração de renda no país permaneceu bastante aguda no ano passado, segundo a pesquisa. “Os avanços mencionados, apesar de persistentes, são de baixo impacto no que se refere aos rendimentos mais baixos e mais elevados”, avaliou o documento.

Concentração – “A despeito da redução do Gini, se verificou que, em 2007, os 10% da população ocupada com mais baixos rendimentos detiveram 1,1% dos rendimentos do trabalho, enquanto aos 10% com os maiores rendimentos corresponderam 43,2% do total das remunerações”, acrescentou o relatório. Esse comportamento se mostrou praticamente inalterado em relação aos anos anterior.

O Grande comunicador acreditando no casamento gay

Candidata à sucessão do grande comunicador

Eta Brasil……

19 set 2008 - Posted by | CRESCIMENTO ECONÔMICO, ECONOMIA, GOVERNO, POLÍTICA

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: