blog do Roberto Leite

Assuntos de interesses multiplos e atuais.

A saúde do Lula

A saúde do Lulabebendo-vinho-com-o-dedinho.jpg

 

A CPMF foi criada para fortalecer a situação da saúde no governo FHC.

Com este dinheiro, o ministro Adib Jatene tinha uma meta ambiciosa de:

1. Erradicar a dengue

2. Reduzir drasticamente a ocorrência da Malária.

3. Valor das consultas no SUS.

4. Reduzir drasticamente a mortalidade infantil.lula-depois-da-pinga.jpg

Estas metas não foram atingidas, mas foram gastos e mal gastos, em 10 anos um mundo de dinheiro na saúde brasileira. Somente depois que a CPMF começou a vigorar, foram injetados na saúde R$ 12.000.000.000,00 por ano em média e corrigidos pelos valores atuais. Isto dá em 10 anos corrigidos, 120 bilhões para o período.

Vários países mais desenvolvidos do que o Brasil, e que têm um sistema de saúde pública invejável, gastam menos do que isto proporcionalmente, ou seja, por cabeça.

O Brasil está gastando aproximadamente R$7,00 por cabeça por ano em saúde.

O Canadá gasta aproximadamente R$ 5,00 por cabeça, e o atendimento à saúde da população de lá é muito melhor do que no Brasil.

E as metas que deram origem ao imposto do roubo?

Como andam?

1. Dengue – Os casos registrados aumentaram. Não venha o governo Lula dizer como sempre faz, de que o aumento registrado é que em seu governo, a atenção à saúde aumentou a visibilidade e casos anteriores que passavam despercebidos agora fazem parte das estatísticas. Esta não cola. As estatísticas na saúde estão e sempre foi a mesma muito antes do governo Lula. O aumento foi significativo nos casos e casualidades da dengue. De 183.800 casos em 2006, foi para 345.000. Os números de casos dobraram e as casualidades triplicaram com um número em 2006 de 76 mortos pela doença. E atualmente, dentro de um período de seca, onde a incidência do mosquito é bem menor, existe em formação a maior epidemia de dengue que se tem notícia no Brasil.

2. Os casos de malária aumentaram em 24% de 441.000 em 1996 para 549.000 em 2006.

3. O valor pago aos profissionais para as consultas no Sistema Único de Saúde, ou SUS era realmente muito pouco para a realidade atual. Era de R$ 5.00 por consulta. Houve um consenso na época da votação da CPMF de que em cinco anos este valor iria subir gradativamente até atingir o Valor acordado como decente de R$10,00 por consulta. Este valor em 10 anos foi aumentado para R$ 7,60 por consulta. A meta não apenas não foi atingida em cinco anos como apenas chegou a 50% do valor acordado como decente no dobro do tempo em foco.

4. As metas para redução da mortalidade infantil, que em 1996 era de 41 por 1000 nascimentos foi melhorada em 2006 para 30 óbitos por mil nascimentos. Uma das razões para a votação da criação da CPMF por dois anos foi a de se chegar ao número aceitável de 20 óbitos por 1000 nascimentos. Esta meta também furou.

Eu me lembro muito bem o dia em que o ministro da saúde do governo FHC Adib Jatene foi ao plenário da câmara defender a instalação da CPMF com a alíquota de 0,25%, dizendo que este imposto temporário seria extinto se depois de 2 anos estas metas não estivessem em queda ou caminhando na direção certa. Houve polêmica sobre o assunto, e o PT votou contra dizendo que este dinheiro não iria fazer diferença nenhuma na situação da saúde.

O Senador Aloísio Mercadante, fez um discurso inflamado dizendo que este dinheiro arrecadado seria usado para campanhas políticas dos partidos aliados principalmente o PSDB e o PFL.

Com bastante dificuldade este imposto provisório foi aprovado para ser usado na saúde.

A CPMF passou a vigorar em 23 de janeiro de 1997, baseado na edição da Lei nº 9.311, de 24 de outubro de 1996. A contribuição foi extinta em 23 de janeiro de 1999, tendo sido substituída pela IOF até seu restabelecimento em 17 de junho de 1999. Sua alíquota, que era originalmente de 0,25%, foi elevada na época de seu restabelecimento para 0,38% e posteriormente abaixada para 0,30% em 17 de junho de 2000 e novamente para 0,38% em 19 de março de 2001. Atualmente, está em votação sua prorrogação até 2011.

Vamos então verificar se a seriedade está sendo considerada na prorrogação da CPMF.

1. As metas não foram atingidas, portanto não funcionou como deveria e foi vendida no congresso portanto deveria ser extinta.

2. Conforme informação acima, ela foi extinta, e substituída pelo IOF que continua a valer nas operações financeiras.

3. O dinheiro que deveria ser gasto na saúde foi desviado e mal versado como nas operações Sangue Suga e outras da Polícia Federal.

4. Como foi vendido originalmente, era um imposto experimental e temporário e como tal deveria ter sido extinto depois de dois anos pois não estava cumprindo o que se propunha.

5. Depois de comprovadamente ser encontrado fraudes e mal utilização nos recursos arrecadados este imposto em qualquer situação ética, deveria ser extinto.

6. Principalmente no governo Lula onde de acordo com ele, a ética continua a ser sua principal bandeira e em matéria de ética o seu governo não perde para nenhum antes dele.

Além das razões técnicas e morais para extinção deste imposto indecente, existem as razões constitucionais com dupla tributação e tributação em cascata que são banidas pela constituição.

E as razões do governo para a continuação desta imposto indecente?

1. O governo não pode abrir mão deste imposto.

2. Os programas sociais vão ficar descobertos sem este imposto.

3. É um imposto pequenininho, e não onera ninguém em quase nada.

4. Serve para o controle do pagamento de impostos e contra a sonegação.o-vava.jpg

Para responder às razões do governo ético, não se precisa ser nenhum gênio:

1. Pode como deve abrir mão porque é dinheiro sujo e roubado das classes médias. Usando estes recursos, o governo Ético do Lula está agindo como receptador de produto roubado, e pedindo para o congresso aprovar este imposto totalmente inconstitucional, não apenas está aprovando o uso de produtos roubados como gostou de usufruir do dinheiro fácil, produto de um roubo, como agora está querendo ir contra a constituição, a carta magna, e institucionalizar o roubo.

2. Para começar, os programas sociais deveriam ter sido planejados com o dinheiro arrecadado legalmente e constitucionalmente. Construir qualquer coisa com dinheiro roubado e ilegal, é o mesmo que comprar um carro roubado para ir trabalhar e quando apanhado pela polícia dizer que não pode abrir mão do carro roubado por não ter como se locomover ao seu trabalho.

3. Não é um imposto pequeno não, os quase 40 bilhões arrecadados, dão um pancada na economia da classe média. E roubo é roubo. Grande ou pequeno está irregular e tem de acabar.

4. Se a idéia for a de controle sobre a arrecadação formal e a lavagem de dinheiro, a alíquota deveria ser de 0,01%, que ainda estaria ilegal, mas poderia ser justificada como na expressão de Machado de Assis, poderia ser considerada uma “Pia Fraude”.

 

E se a CPMF servisse para controle de dinheiro e controle contra a lavagem e uso irregular de dinheiro, teria encontrado os donos dos 1,7 milhões dos aloprados, que continua em poder da PF, sem possibilidades de se encontrar os donos.

Dizem até que a ameaça que o Renan Calheiros fez contra o Senador Mercadante, é de falar sobre os donos e usuários deste dinheiro e que implicaria diretamente o Senador Mercadante.


Eu que sou um pequeno empresário, dependurado em cheque especial, com impostos atrasados, tenho tempo de pesquisar e de escrever sobre as razões e as irregularidades da aprovação da extensão deste imposto, o Lula com seus aspones muito bem remunerados, TEM a OBRIGAÇÃO moral e decente de recolher a medida provisória que estenderia este imposto roubado da sociedade sofrida que o elegeu.

Mas ele sabe disto tudo que escrevi e da mesma forma que tentou e ainda tenta empregar o Mangabeira Unger depois que este o chamou de corrupto de público, ele está gostando de gastar este dinheiro roubado.

Como no caso do Mangabeira onde se tivesse vergonha na cara teria processado este senhor por difamação, esta edição da medida provisória para continuar roubando o nosso dinheiro é um certificado pós-graduado da falta de vergonha na cara do nosso presidente dono da ética.as-qualidades-do-lula.jpg

E os parlamentares, todos comprados com cargos ou dinheiro mesmo provavelmente provenientes da CPMF, que estiverem fazendo campanha para a aprovação deste dinheiro tão nocivo à continuação da recuperação econômica do Brasil, deveriam ser julgados por faltas de ética e moral e como cúmplices de um assalto aos brasileiros deveriam ser julgados e condenados, pois as provas contra eles são muito fortes.

Prova principal:

O produto do roubo que está flagrante e evidente e que este ano já soma em oito meses 24 bilhões de reais e que ao fim do ano quando deverá ser extinto somará 40 bilhões de reais.

Cadeia para esta cambada de não representantes e visam um pedaço do roubo ao votar a prorrogação desta medida indecente.

O povo é que se F……..

 

 

29 set 2007 Posted by | ABOBRINHAS, ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, ÉTICA, CPMF, CRESCIMENTO ECONÔMICO, GOVERNO, POLÍTICA | 6 Comentários

A propaganda cínica do Mantega.

A propaganda cínica do Mantega.guido-mantega.jpg

 

O cinismo é mesmo alarmante neste governo hipócrita e idiota, que contrata uma pessoa do ex- governo FHC, o Henrique Meireles, par ser presidente do Banco Central, e que conduz a política econômica, da mesma maneira que o Pedro Malan fez no governo anterior e fica cantando de galo, como se os méritos do sucesso da economia fosse das decisões imbecis e das abobrinhas comandadas pelo Lula.

dentro-da-cabeca-do-lula.jpg lula-e-mangabeira.jpg

Não bastasse isto, agora vem o Ministro da Fazenda, o Mantega, que aparentemente a única coisa boa que fez foi sua filha, dizer para a gente que o imposto nojento como a CPMF, é um pequenino imposto de apenas 0,38%.

marinamantega4.jpgmarinamantega1.jpg

Viva Marina e fora CPMF

marinamantega2.jpg

Viva Marina e fora CPMF

marina-mantega3.jpg

Viva Marina e fora CPMF

Como é que um pequeno imposto destes chega a 40.000.000.000 de reais?

É que não é apenas isto, 0,38% é o que retiram de nossas contas bancárias todas as vezes que pagamos coisas como IPTU, IPVA, Imposto de Renda, o que torna este imposto totalmente ilegal, pois estamos sendo taxados ao pagar outros tributos.

 

Mas isto não par por aí.

Quando vamos ao shopping e compramos um xampu por R$ 10,00, e pagamos com o cartão de débito, o que é a coisa mais natural do mundo, pagamos também as tarifas bancárias para manter o cartão, pagamos R$0,38 de CPMF o que é pouco, e pagamos embutido no preço do xampu, R$ 0,2 de CPMF.

Neste pequeno exemplo, mostra a hipocrisia do Mantega, onde o preço que pagamos pela existência da CPMF, em uma compra de R$ 10,00 é de 2,38% de CPMF.

Agora em um item maior como um automóvel Toyota Corola que custa R$50.000,00

Você paga:

1. 42% de carga tributária, ou seja, R$ 21.000,00 de imposto.

2. Direto da sua conta bancária sai:

a. R$ 21.000,00 de imposto, do qual você paga pelo privilégio de pagar imposto R$ 80,00 de CPMF.

b. R$ 29.000,00 do preço que a montadora vende para obter lucro. Pequeno Lucro.

c. Destes 29.000,00 estão embutidos R$ 1.700,00 de CPMF, distribuídos em Matéria prima, beneficiamento da matéria prima, transformações de partes e equipamentos, montagem, transporte, e venda ao consumidor totalizando 2,40%.

d. Então neste exemplo, você que pagou da sua conta bancária aproximadamente R$ 200,00 de CPMF em uma compra de R$ 50.000,00, o que proporcionalmente é pouco.

e. Este carro paga mais ou menos R$ 1.500,00 de IPVA e desta quantia você paga mais R$ 6,00 de CPMF.

f. Então você pagou a mais nesta compra 1.700,00 embutidos no carro + 80,00 pelo privilégio de pagar imposto do carro,+ 120,00 pelo CPMF do preço do carro sem os impostos e mais 6,00 de CPMF quando foi emplacar o carro, totalizando R$1.906,00 de CPMF nesta compra.

g. 3,8% de CPMF e não 0.38% – 10X mais

3. Então ministro Mantega o que o Senhor pensa disto? Que ainda somos todos idiotas?

A afirmação do Lula de que não se pode governar sem os 40 bilhões da CPMF, é a expressão da verdade.

Não se pode mesmo neste tipo de governo, que não tem o menor respeito pelo dinheiro do contribuidor, que gasta mais e pior do que qualquer outro governo anterior, que deixa sem investigação e parados no PF os 1.7 milhões dos aloprados, que faz uma obra inútil de 6,2 bilhões de reais e entrega para o agatunado gerenciar, e que não fez o dever de casa com as reformas da previdência e reforma política e reforma tributárias como prometido em campanha, e que contratou nos dois governos 200.000 aspones com um salário médio de R$5.000,00.

Tivesse sido feitas estas reformas, poderia abrir mão da CPMF sem o menor problema e que ainda iria sobrar dinheiro para gastar.

Em vez de privatizar os bancos estatais com problemas, este governo compra estes bancos e incorpora no Banco do Brasil. Está agora querendo comprar o BRB.

Isto serve para cabide de emprego para os aspones do PT.

A Petrobrás, está crescendo, comprando pequenas petroquímicas e melhorando as moedas de troca política.

Mesmo com todas estas compras, o valor da Petrobrás é menor do que o da CVRD devido ao tamanho do investimento que é maior e pelo troca-troca político, que tira valor das ações da Petrobrás devido à desconfiança dos investidores.

E os petralhas estão falando em re-estatizar a CVRD.

Sabe quanto ela vale?

300bilhões de reais, ou seja, 12% do PIB. Mais ou menos nove anos de CPMF.

Eta Brasil……

 

caso-renan.jpg

porta-do-plenario.jpg

29 set 2007 Posted by | ABOBRINHAS, ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, ÉTICA, CPMF, POLÍTICA | Deixe um comentário

O trauma do “Fome Zero”.

 

O trauma do “Fome Zero”.

fome-zero.jpg

No primeiro mandato do Apedeuta, o principal programa de governo era o “FOME ZERO”.

Em suas primeiras viagens ao exterior, Lula se empenhou em divulgar esta tremenda idéia de que em seu governo, todas as pessoas teriam pelo menos comida todos os dias.

Eles teriam um café da manhã decente com pão e leite, um almoço decente com carne, vegetais e comida toda balanceada, e o mesmo para o jantar.

Divulgou isto como uma idéia sua e do PT e que iria implantar custe o que custar.

Esta euforia durou pouco. Com pouco mais de seis meses de governo, uma pesquisa do IBGE, que no momento ainda era sério e não estava aparelhado, mostrou que o maior problema no Brasil não era a fome como na África e sim a obesidade.

Então parou. O “FOME ZERO” morreu. Não estou seguro que morreu oficialmente como o “PRIMEIRO EMPREGO”, mas está morto.

O IBGE foi devidamente aparelhado e serviu para mudar a maneira de calcular o PIB, para ajudar o Brasil a crescer no papel, mas fazer nova pesquisa sobre a fome pegaria mal. Não foi feita nenhuma pesquisa sobre este assunto.

sponholz-01-abr-2007.JPG

Verdade é que o IBGE agora todo aparelhado poderia fazer uma verdadeira pesquisa sobre os gastos no Palácio, e mostrar a todos como depois de eleito o Lula se preocupa com o bem estar de seus subordinados.

Isto poderia ser mal entendido pela Zelite, mas mostraria o zelo e cuidado do presidente com os seus mais próximos.

Pensando assim, e para mostrar que eu não tenho ressentimentos contra o governo, fiquei impressionado com um email que recebi de meu amigo o José Ronaldo, e que mostra os números das ordens de compra e tudo dos mantimentos e suprimentos feitos pelo Palácio, em nome do bem estar do presidente e de seus auxiliares mais próximos.

Aqui está a lista de compras….

E haja fome!!!!!!carro-de-compras.jpg

 

Observem que muito supermercado não consegue vender este volume de
produtos! Independente da sua preferência política, algumas
coisas precisam ser mostradas!!!
Está tudo no Diário Oficial da União, com número de licitação e tudo.

DESPESAS DO GABINETE PRESIDENCIAL:
1995 – FHC – R$ 38,4 milhões.
2003 – Lula – R$ 318,6 milhões.
2004 – Lula – R$ 372,8 milhões (R$ 1,5 milhões por dia útil de trabalho).
Quer saber mais?

NÚMERO DE FUNCIONÁRIOS NO PALÁCIO DO PLANALTO
Itamar Franco – 1,8 mil
FHC – 1,1 mil
Lula – 3,3 mil
PS: No Palácio da Alvorada, existem 75 empregados. O ano passado Lula
assinou um decreto, de número 5.087, aumentando de 27 para 55 seus
assessores especiais diretos.
FOME ZERO No Palácio do Planalto, o programa ‘Fome Zero’ funciona. Fome e
sede zero. Todos querem, literalmente, se entupir de comida e bebida.

Vejam estes números:
O processo de licitação de número 00140.000226/2003-67, publicado no Diário
Oficial da União, previu a compra de 149 itens para o Palácio. Dentre eles
constam: – sete toneladas de açúcar;
duas toneladas e meia de arroz; 400 latas de azeitona; 600 quilos de
bombons; 800 latas de castanhas de caju; 900 latas de leite condensado
Tudo altamente calórico.
O pior é que pelo prazo da licitação, tudo isso deverá ser consumido em 120
dias. Mas tem mais. Constam ainda:
dois mil vidros de pimenta; dois mil e quinhentos rolos de papel alumínio;
quatrocentos vidros de vinagre; quatrocentos e sessenta pacotes de sal
grosso e ainda seis mil barras de chocolate.
Se você, caro leitor, apanhar uma calculadora, vai concluir que a turminha
de Lula está consumindo por dia: quilos de açúcar (ou dona Marisa faz muito
bolo ou Lula toma muita caipirinha); 22 quilos de arroz; 50 barras de
chocolate; 15 vidros de pimenta……….pimenta???
Como a repercussão dessa compra foi negativa, Lula mandou tirar do site
oficial do governo o processo de licitação, que já havia sido publicado na
edição número 463 do Diário Oficial. Lula é assim: num dia esconde o que
faz, no outro camufla o que compra.

E a coisa vai mais longe: em outra licitação (00140.000217/2003-36) dá para
perceber que Lula gosta de festa. O Gabinete da Presidência comprou um
pouco de tudo para beber. Entre os itens:
129 mil litros de água mineral (consumo: mais de mil litros por dia); duas
mil latas de cerveja; 35 mil latas de refrigerante; 1344 garrafas de sucos
naturais; 610 garrafas de vinho (consumo de cinco por dia); 50 garrafas de
licor. A sede dos deslumbrados vai além, mesmo com muita gente morrendo
por falta de água no sertão, que Lula diz que conhece bem.

Em outra licitação, (00140.000228/2003-56), o nosso Presidente, que devia ser
exemplo, mandou comprar para seu Palácio: 495 litros de suco de uva; 390
litros de suco de acerola; o mesmo tanto de suco de maracujá, laranja,
tangerina e manga. Outra compra diz a respeito a 2.250 quilos de pó de
café. Numa conta simples, este valor resulta em 2145 cafezinhos por dia.
Desse jeito Lula vai acabar perdendo o sono.

Mas a farra não termina por aqui. Numa outra compra
(00140.000126/2003-31) Lula prova que é bom de estômago: três
toneladas e meia de batata: duas mil dúzias de ovos; duas toneladas de
cebola e uma tonelada de alho porró. Na mesma compra tem mais: 2400
abacaxis; uma tonelada e meia de banana;
outro tanto de ameixa e ainda uma tonelada de caqui.

Pelo que se entende de outra compra (00140..000227/2003-10), dona
Marisa Letícia anda cozinhando pra fora, servindo marmita. Foram
comprados para serem
consumidos em 120 dias: dez botijões de gás de dois quilos; 170 botijões
de 13 quilos; 20 cilindros de 45 quilos e mais 45 toneladas de gás a
granel. Continha simples: 24 botijões por dia consumidos.

Quer mais farra?
Então aqui vai: O gabinete da presidência mandou comprar: dois mil CDs para
gravação, com as respectivas caixinhas, e 20 mil disquetes.. Estaria Lula
montando uma gravadora pirata?

E alguém tem idéia de quanto se paga de
roupa lavada no Palácio, em 120 dias? 54 toneladas – ou 13 toneladas e
meia por mês, ou ainda, 450 quilos de roupa por dia. Lula torna feliz
qualquer tintureiro.
Talvez a justificativa para a lavanderia seja outra compra, a de
número 00140.000143/2003-78: 300 colchas; 330 lençóis; 300 fronhas; 50
travesseiros; 66 cobertores (cobertor em Brasília é grave, hein?); 15
roupões; 20 jogos de toalha; 20 toalhas de banho e 120 colchões… 120
colchões!!! Quando Lula pra lá se mudou, também tratou de providenciar
todo conforto possível. A presidência comprou: dois fogões; duas
cafeteiras; quarto fornos de microondas; quatro geladeiras – oito
ventiladores; seis aparelhos de ar condicionado; dois bebedouros; sete
televisores; dois aparelhos de CDs; três liquidificadores; uma sanduicheira;
um frigobar.

bio-gas.jpgo-general-do-bando.jpg

E Depois digam se o “FOME ZERO” é ou não é um sucesso?

No Palácio…….. sem dúvida.

Nota do redator Roberto Leite sobre esta lista de compras:

o-congresso-coberto.jpg

Não encontrei nesta completa lista de compras nem um só rolo de papel higiênico.

Como pode ser possível comprar tanto para comer, e se esquecer de comprar algo para se limpar?

Deve haver mais listas de compras com estes itens tão necessários como sabonete, xampu, papel higiênico etc.

Ou será possível que estes itens venham desviados de outros órgãos do governo?manutencao-de-falcatruas.jpg

corrupcao.jpg

viajando-lula.jpg

E tem mais sobre estes gastos do governo em:

 

https://rleite.wordpress.com/2007/04/20/o-dono-do-brasil/

 

 

 

 

28 set 2007 Posted by | ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, ÉTICA, GOVERNO | 1 Comentário

O preço da verdade.

O preço da verdade.

A jornalista Salete Lemos,salete.jpguma excelente jornalista, diga-se de passagem, foi despedida no mês de julho da TV cultura, por falar a verdade.

A verdade sobre os bancos.

http://podevideo.blogspot.com/2007/09/comentrio-de-salete-lemos.html

http://www.youtube.com/watch?v=vsfg3iUR5sA

Sobre principalmente o Bradesco e a Caixa e as perdas do cidadão para o plano Bresser.

Falta realmente seriedade e vontade no povo para fazer uma limpeza geral e mudar as regras deste jogo sujo e indecente no qual quem perde sempre é o cidadão que paga os impostos.

Os bancos, por meio de uma legislação especial e privilegiada, pagam em média menos do que o simples que é um imposto feito para incentivar o progresso das pequenas empresas.

Somente pra se entender como os bancos ganham dinheiro fácil, a legislação atual permite o uso das tarifas que os bancos quiserem cobrar.

Isto, como dizem os legisladores, é para incentivar a concorrência.

Somente que não funciona assim. Os bancos formaram um cartel, ( A FEBRABAN) e as tarifas cobradas por eles são sempre as mesmas. Para se evitar uma investigação, eles mudam os valores de umas tarifas. Em um banco, a tarifa de emissão de cheques é maior do que em outro banco. Mas em compensação a dos outro banco é menor para compensar cheque de baixo valor.

Mas a média é a mesma sempre e não tem como evitar pagar o que eles querem.

Com os juros é a mesma coisa, um banco cobra mais no cheque especial e menos no cartão e o outro inverte para parecer diferente. A média é sempre a mesma

Em 1995, a tarifa bancaria pagavam 80% da mão de obra dos serviços bancários. Em 2006, ou seja, em 10 anos, a folha de pagamento bancário é apenas 20% do ganho com as tarifas. Isto é parte por um enxugamento sistemático da folha de pagamentos devido ao uso de caixas eletrônicos e somado ao preço das tarifas.

E o pior é que está tudo no Brasil intimamente ligado a bancos, em uma promiscuidade total entre Poder Monetário, Poder Executivo, Poder Legislativo, e até o Poder Judiciário.

 

Todos estes poderes estão em uma orgia infinda comandados pelo principal poder e principal corruptor, o Poder Monetário, que é comandado por sua vez pelo cartel dos bancos particulares e estatais oficiais.

A FEBRABAN.

Uma vergonha que precisa ser atendida com urgência.

A economia brasileira está se debatendo para crescer 5% ao ano, e os principais bancos do país, vêm ano após ano com um crescimento de 30% ao ano.

Existe algo de inconsistente e destoante nesta conta e que provavelmente é a legislação favorável que estas instituições estão comprando com os seus lobbies no Congresso, no palácio do Planalto e no palácio da Justiça.

E finalizando, não podemos deixar que os jornalistas corajosos como a Salete Lemos e outros sejam perseguidos e prejudicados por falar a verdade.

Que vergonha.

Eta Brasil…….

Outra coisa que cresce em dissonância com o crescimento nacional é a arrecadação de tributos que em um ano cresceu 13%.

E o PIB? 4,5%

25 set 2007 Posted by | ABUSOS LEGISLATIVOS, ÉTICA, CRESCIMENTO ECONÔMICO, ECONOMIA, GOVERNO, Justiça, POLÍTICA | 2 Comentários

Melhor do que um sonho

Melhor do que um sonho


Têm coisas na vida que te enchem de prazer.

Não há dinheiro no mundo que possa comprar a felicidade de ler de vez em quando algo bem bolado e bem escrito por alguém por quem você tem enorme carinho e admiração.

Estes momentos na vida de uma pessoa são as ilhas de felicidades na vida atual onde diariamente os veículos noticiosos trazem notícias que envergonham e fazem ter vergonha de compartilhar a raça humana com esta canalha da política, dos lobistas do cinismo, com os invasores de terra, com os impunes, com os crápulas, com os Renans, com os Jaders, com os Malufes da atualidade.

O meu sobrinho José Melo,  http://traveler.com.br/blogs/ze/ teve esta idéia de um encontro entre o Hugo Chávez e o Gorbachev. Um encontro fictício evidentemente, mas baseado na história atual, e nas possíveis conseqüências da política venezuelana. Comentou comigo esta idéia e queria que eu escrevesse, mas recusei e dei toda a força e realmente achei a idéia excelente.

Encontrei hoje no meu email esta história, que foi escrita por ele, com pesquisa feita por ele e que poderia realmente ter acontecido, da exata maneira descrita por ele.

Quero compartilhar com vocês:

 

Um encontro de peso

Por José Melo

Era uma manhã tranqüila, todos no porto de Vladivostok começavam sua rotina – fiscais, pescadores, estivadores, patrões e funcionários, tudo funcionando como uma máquina.

Exatamente às 8:30, Gorbachev percebe a chegada pontual de seu ilustre convidado à mesa de café da manhã. Há muito tempo o último líder Soviético vinha observando a movimentação política de Hugo Chavez na América Latina e decidiu convidar o presidente Venezuelano para um bate-papo bem longe do calor latino.

Eis que o destino me proporcionou acesso exclusivo a esse memorável encontro e aquí lhes ofereço, com exclusividade, uma transcrição fiel do que vi e ouvi.

– “Bom dia, comrade Gorbachev, como está o Senhor?”

– “Bom dia, estou bem, obrigado. Sente-se, Chavez. Não vamos perder tempo – vou direto ao assunto : quero lhe falar sobre o que você está fazendo na Venezuela. Meu governo não me pediu para termos este encontro, é iniciativa minha, e nada do que eu lhe disser reflete a posição da Rússia.”

Acostumado aos floreios típicos de encontros de presidentes latinos, Chavez viu-se perplexo diante da abordagem sem rodeios do velho líder comunista.

– “O Sr. Gorbachev não me convidou para um sermão, foi?”

– “Não é bem um sermão, Chavez. Eu lhe chamei para tirar algo que trago no meu peito há um bom tempo, me persegue, em minha mente, é preciso que lhe fale do que vejo na América Latina e lhe dar um parecer histórico do que penso. Não se ofenda, é para lhe sugerir, sim, uma mudança de curso.”

– “Bem, nesse caso, não tenho tempo para isso Sr. Gorbachev. Reconheço sua estatura política e respeito seu prestígio em todo o mundo, mas sinceramente, o Sr. já viu em 2 eleições que seu povo não lhe quer mais, se sentem traídos, e veja o que meu povo diz sobre mim, comrade. Tenho 60% de aprovação, fúi re-eleito pela maioría e continuo resistindo às pressões dos Estados Unidos como o Sr. talvez não tenha resistido. Peço licença mas devo voltar aos trabalhos.”

– “Que trabalhos, Chavez? Vai devolver a Venezuela à 1917 e fingir que nós já não tentamos o que você está fazendo em seu país? E sobre as eleições, meu povo votou, ou deixou de votar em mim, após um período de 72 anos de partido único. Temos nossos problemas na Rússia, como você tem em seu país, mas não compare a dimensão das coisas. O não-voto em mim significava a desaprovação da forma brusca com que a abertura se deu, fora de meu controle. Meu povo não me odeia, olhe em volta de você, há apenas um agente me protegendo e ando assim por todo meu país. A abertura fugiu de meu controle, mas eu não fúi culpado por tudo. Há alguns dias morreu um dos verdadeiros culpados pela abertura brusca na Rússia, a Yeltsin, sim, você poderia ter dito o que tem a dizer sobre a abertura violenta que vivemos em 1991, não a mim. Você atendeu a meu convite, e eu lhe agradeço. Acho que não devia perder a viagem. Mas se quiser, vá em paz.”

Os dois fizeram um curto silêncio, como se medissem a estatura de cada um. Chavez viu-se diante de um ex-presidente de super-potência, Prêmio Nobel da paz, que o convidara para uma conversa pessoal, reservada. Chavez não podia virar as costas e retirar-se do encontro. E Gorbachev não escondia sua inquietação, ele quase literalmente bateu com o sapato na mesa.

Antes que Chavez respondesse, Gorbachev prosseguiu, calmamente. Como quem dá uma aula a um aluno precipitado. Pausadamente, a cada palavra detinha-se com olhar fixo em Chavez, para ver se o Venezuelano iria embora do encontro.


– “Eram outros tempos. Tínhamos outra visão do mundo, estávamos decididos a mudar o mundo como ninguém jamais havia tentado. Desafiamos o Czar, a Igreja Católica, os Judeus, os Protestantes, questionamos a existência do Estado, desafiamos o poder da Rainha da Inglaterra e todos seus territórios, de fato desafiamos todas as Coroas, questionamos o Capitalismo, o Fascismo e o Nazismo – tudo de uma vez só. O movimento Bolchevique russo foi o mais atrevido da história, ninguém ousou mais que nós. Eu nasci após a revolução, fui o último líder Soviético e o primeiro deles a ter nascido após a 2a revolução em Outubro de 1918. Eu não conheci Lênin, e talvez por isso tive uma visão diferente de meus antecessores. Eu sabia já entre meus 20 ou 30 anos de idade que era preciso mudar algo, mas eu nunca soube ao certo o que mudar.”

O presidente da Venezuela sentou-se em meio à fala de Gorbachev. E apenas ouviu, com expressão sóbria e concentrada, um raro momento público em que não se mostrava sorridente ou comunicativo.

– “Quando ingressei no Partido Comunista da União Soviética, em 1952, eu tinha 21 anos. Eu criticava veladamente a dureza do regime de Stalin, apenas a amigos mais próximos, porém jamais duvidei de que estávamos no caminho certo e que o ocidente estava completamente errado. No ano seguinte explodimos nossa primeira bomba-H e a URSS tornou-se uma superpotência nuclear. Era um motivo de orgulho para todos nós saber que não podíamos mais ser destruídos pelo poder militar americano. Éramos soberanos, éramos, afinal, uma potência mundial.”

“Foi então nos escalões do sistema político Comunista que comecei a fazer certas críticas a nossa burocracia. Éramos menos ágeis que o ocidente. Precisávamos copiar determinadas tecnologias do ocidente, em especial os rápidos avanços na informática, sem os quais ficaríamos atrás dos americanos e teríamos imensa dificuldade com a formação de nossa juventude no futuro. Manter-nos atualizados no ramo de tecnologia era essencial. E foi uma luta, uma verdadeira guerra fria. Interceptávamos lotes de chips Intel que haviam sido deliberadamente adulterados pela empresa em parceria com o serviço secreto dos EUA, tínhamos que fazer engenharia reversa de tudo para construir algo útil com aqueles chips. E o embargo financeiro! Isso sim me leva ao assunto do dia: Cuba.”

“Fidel Castro é um homem decente. É autêntico. Advogado, desportista, Fidel teve uma formação de elite, porém viu que seu País estava afundando sob Fulgêncio Batista. E decidiu que a luta armada era o caminho. Ele não era um Comunista de formação, penso que sequer por convicção. Mas meu antecessor, Nikita Khruschev, teve por Fidel um carinho e uma consideração que Kennedy não teve. E foi assim que a Revolução Cubana de 1959 se uniu a nós, e tornou-se um espinho para os EUA. Nós enviamos a Cuba o que tínhamos de melhor em termos bélicos, em termos de engenharia e em termos de endosso político. Atacar Cuba significava atacar a Rússia, pode haver um endosso político maior que esse? Nós enviamos a Cuba nossos melhores pilotos e nossos mísseis mais poderosos.”

Chavez apenas concordava, hora acenava, hora tomava um pouco de seu café. Falando do ambiente como um todo o que mais me impressionava era o respeito do líder Venezuelano pelo Prêmio Nobel da Paz de 1990, me impressionou como Gorbachev domou a situação com dignidade e sem ofender a Chavez. A coisa tomou jeito de aula, o velho falava e Chavez ouvia.

Gorbachev hora expressava-se com as mãos, hora as mantinha juntas – sempre sério, sempre com a convicção com a qual se dirigia a Ronald Reagan ou a George Bush Sr. Mas sua figura já velha mais lembrava a de um avô que gostaríamos de ter e ouvir, não aparentava ameaça qualquer. Ambos estavam sentados em cadeiras brancas, de ferro fundido em formas de flores, cobertas com 2 finas almofadas, diante de uma farta mesa de desjejum na varanda de um simples hotel na Rua Fokin. A cadeira de Gorbachev estava alinhada na direção de Hugo Chavez. Até a linguagem corporal do líder russo já mostrava seu domínio da situação, e é isso que anotei em minhas observações.

Gorbachev não esconde seu ufanismo, demonstra orgulho da Rússia a cada frase, a cada trecho histórico que relata. O que percebo é que este homem pode ter perdido algumas batalhas políticas com seu povo, mas ele jamais deixou de amar a Rússia.

– “Chavez, a revolução de Fidel foi autêntica. E foi autêntica justamente pelo período histórico em que ocorreu. Em diversas ocasiões após o fim da chamada Guerra Fria, eu pensei comigo mesmo : ‘quantos exageros cometemos em nome da supremacia’. Meu antecessor invadiu o Afeganistão e coube a mim, quase 7 anos depois, arcar com o ônus político de bater em retirada. Podíamos ter destruído completamente as guerrilhas treinadas pelos EUA, mas nossa situação política era frágil em casa. Eu havia iniciado os trabalhos com a Glasnost e Perestróica, havíamos liberado o uso de máquinas Xerox em Moscou, os estudantes de jornalismo começavam a fazer jornalismo de verdade! Pela primeira vez abri o Pravda e li uma crítica a nós. Sempre fomos intocáveis, sempre fomos perfeitos e lá estava um estudante nos criticando e afirmando que ou fazíamos reformas profundas ou nosso império entraria em colapso. A previsão fatídica, feita por mais de 1 estudante, se revelou verdadeira.”

“Minhas reformas foram como uma reação nuclear impossível de se interromper. As filas para obter o pão e leite estatais se tornaram cada vez mais ridículas conforme as imagens dos Target, Kmart e WalMart americanas se tornavam disponíveis para nosso povo. Estávamos lutando para liberar o uso de máquinas fotocopiadoras e o mundo ocidental já proporcionava a seu povo editores de texto caseiros que tornavam possíveis a publicação de livros sem sair da casa.”

“Os excessos de alguns de nossos fundadores também se tornaram públicos, assim como a realidade econômica que muitos de meus companheiros de Partido jamais gostariam de ter visto divulgadas. Os números indicavam que nosso gigante Soviético estava falido. Sabíamos que os EUA também estavam em profundas dificuldades financeiras devido à política Reagan. A verdade é que a Guerra Fria trouxe grande prejuízo financeiro para todos.”

“E hoje, qual o sentido de promovermos uma nova Guerra Fria? Fiz críticas abertas ao sucessor de Yeltsin, disse em entrevista recente que Putin está retrocedendo no caminho à democracia plena na Rússia. E por que eu falo isso? Porque amo meu povo e meu país. Sei que a abertura de 1991 foi dolorosa, e não foi no ritmo que eu queria. Mas ela era necessária. Foi um mal necessário, foi uma ruptura necessária com uma ideologia na qual nosso povo já não tinha fé como antes. No fim estávamos promovendo ídolos e fé, igualzinho às instituições que nos propomos a destruir. Foi a hora certa de admitirmos nossos erros, e o povo fez o resto. Eu não impedi a queda do muro e as repetidas declarações de independência com nosso poderio bélico como fizeram os Chineses. Eu deixei o povo reinar.”

“Chavez, você tem que saber que nosso sonho Comunista jamais morreu. Mas hoje é preciso saber que o fim não justifica os meios. Não podemos realizar o sonho comunista à custa das vidas de milhões de pessoas.”

“Você compra nossas armas, mas deve saber que nós as tínhamos em 1953 na Coréia, nós tínhamos o sistema antiaéreo mais moderno da história quando os EUA tentavam sobrevoar nosso território com aviões A12 e U2, inclusive derrubamos um. Em 1972 nós acreditávamos termos rompido o balanço estratégico de destruição mútua assegurada, a União Soviética tinha o maior arsenal bélico jamais acumulado por qualquer império. E de que nos serviu? Fomos aos poucos corroídos pela política. Jamais nos deram um só tiro, nunca sofremos um disparo, e toda nossa estrutura teve que ser mudada pelo simples fato do povo não aceitar mais passar por tantas restrições em nome de uma ideologia.”

“Chamei-te aqui hoje para te dizer que não importa quantos AK-47 você compre, não importa quantos meios de censurar seu povo você…”

Mikhail Gorbachev é subitamente interrompido por Chavez.

– “Espere Senhor, há aí um julgamento de minha política que não está de acordo com o que estamos fazendo. Nós estamos educando médicos, fortalecendo nossas forças armadas, estamos nacionalizando aquilo que pertence ao povo da Venezuela. Não estamos nos armando para um confronto com os EUA ou qualquer outro país, mas sim para garantir a soberania Venezuelana.”

– “Eu entendo. O anseio por um País soberano e que pode se defender é legítimo” – respondeu Gorbachev

“No entanto suas ações vão à contramão disso que você procura para seu país. O caminho que decidiu tomar não levará à soberania Venezuelana, e sim ao confronto inevitável com os EUA, e com as Nações Unidas e todos os órgãos criados para evitar que um país tenha poder discricionário para intimidar o mundo..”

– “Nós não queremos intimidar ninguém, nem poderíamos, é questão de defender…”

– “Defender seu povo seria você estabelecer um prazo finito para seu mandato, dar poder ao legislativo e ao judiciário, que devem ser sempre independentes. Defender seu povo seria fortalecer sua posição nas Nações Unidas e deixar de lado a retórica ofensiva que tem adotado contra os Estados Unidos.”

“Em 72 anos de União Soviética nós tivemos poder para destruir os Estados Unidos, e talvez nos auto-destruirmos no processo, durante 28 anos. Algumas vezes os EUA ficaram sem comando durante algumas horas, como no assassinato de Kennedy. Não nos aproveitamos disso, pelo contrário, o assassinato de John Kennedy foi péssimo para a União Soviética. E nesses 28 anos vivemos tensões imensas, políticas e militares. Hoje a Rússia está num caminho mais seguro, mantendo suas forças estratégicas porém buscando uma discussão política. Você pode ver um desentendimento político entre Putin e Bush, mas não verá baixaria de qualquer lado. É questão de sobriedade hoje saber que Bush e Putin tem poder limitado para mudar o curso de seus países. Não se pode chamar o Bush de demônio e esperar algo construtivo disso.”

“Você não fará na Venezuela uma revolução como a de Fidel, pelo simples fato de já estarmos meio século além dos tempos da Revolução Cubana. Hoje as coisas são muito diferentes, estamos vivendo tempos diferentes. Eu ajudei a fundar o partido Social-Democrata na Rússia, porque o partido Comunista não mais refletia os anseios do povo russo no século XXI. Temos problemas para criar uma cultura democrática mais forte na Rússia, o povo precisa se acostumar após 72 anos de um partido único no poder. Mas estamos firmes nessa direção. Temos nossos problemas, mas repito, estamos firmes nessa direção.”

“Desejo a você muita sorte, e para seu povo muita paz e progresso. Eis o que tinha para lhe dizer. Não embarque em ilusões revolucionárias em pleno século XXI. Cultive o trabalho e a paz, e seu povo sairá adiante. De outra forma, tenho certeza que a Rússia ficará muito feliz em lhe vender bilhões de dólares em armamentos, mas saiba que já trilhamos esse caminho e você terminará, como disseram de nós, debochadamente, nos anos 70 : um país que tem forças armadas de primeiro mundo numa sociedade de terceiro mundo.”

Não aparentando nem um pouco convencido, ou sequer tocado pela longa conversa com Mikhail Gorbachev, Chavez limitou-se a uma lacônica despedida. A impressão que deixou é que não mudará nada em sua política em função desta conversa.

– “Eu agradeço sua intervenção Presidente Gorbachev. Certamente levarei comigo suas palavras, e terei enorme cuidado ao avaliá-las, e medi-las de acordo com a realidade de meu País.”

– “Eu conheço a realidade de seu País. Você não está isolado do mundo.”

– “Novamente, obrigado pela intervenção Senhor Presidente. Meus cordiais cumprimentos e votos de paz para o Senhor Com sua licença.”

Chavez levantou-se, desviando sutilmente do agente da FSB, extinta KGB, que faz parte da proteção pessoal do ex-líder Soviético. Chavez, por sua vez, acompanhado de comitiva que incluía vários seguranças e assessores, limitou-se a acenar, de forma geral e impessoal, para as 5 ou 6 pessoas que assistiram ao encontro.

A não ser pela presença do agente de quase 2 metros de altura, Mikhail Gorbachev estava sozinho, ele era sua própria equipe.

Este encontro foi, e será mantido em segredo. E você não lerá sobre ele na imprensa.


Foi-me dada permissão para transcrever esta conversa fictícia e publicar neste blog. Qualquer semelhança dos atores é mera invenção minha.

 

 

 

 

 

24 set 2007 Posted by | ARTIGOS | 2 Comentários

Mais razões para o meu sonho.

Mais razões para o meu sonho.

futuro-presidebnte.jpg

A seriedade no Brasil está mesmo em baixa.

O presidente viaja para passear como de praxe, e o Brasil vai se preparando para as cobranças políticas para que o povo pague pelos favores dentro de nossa casa de representação onde não temos nenhuma alternativa senão ficar observando e lendo nos jornais e veículos informativos sobre os nossos políticos e sobre as suas cínicas decisões e soluções para “melhorar o Brasil”

Depois da absolvição do crápula Calheiros, onde ficou com esta decisão que mentir para o público não é quebrar a ética profissional no congresso, os outros crimes que o acusam devem cair no esquecimento.

Os Senadores deveriam ter cassado o mandato do Canalha apenas por mentir e o MP deveria se encarregar do resto do problema, pois sem proteção parlamentar os outros crimes comuns poderiam ser investigados e julgados pelo MP.

Mas não, salvaram o crápula para ganhos pessoais, como as matérias publicadas abaixo nos informam.

E é por esta razão que o meu sonho de revolução ética fica vivo e com esperança que possa acontecer.

Para melhorar e limpar o congresso somente entrando na marra e tirando a podridão lá de dentro.

E o PAC?

Além de empacado, está gerando problemas operacionais de corrupção, dentro dos moldes do congresso, onde a falta de ética parece ser a tentativa de retirar de lá os políticos corruptos e corruptores.

Eta Brasil……

escola-no-brasil.jpg

E do Blog Prosa e política (http://pep-home.blogspot.com/) retirei uma matéria interessante hoje que quero publicar:

Por Giulio Samartini

Nessa segunda feira passada o banco Northern Rock, quinta instituição financeira da Grã-Bretanha entrou no ponto de aguda crise, com os correntistas fazendo filas para salvar o seu como pudessem, o que levou as bolsas européias a uma forte queda, especialmente as de Londres, Milão, Zurique, Paris e Amsterdan.
Os presidentes e primeiros ministros desses paises de pouca importância e subdesenvolvidos , pedira socorro ao grande e poderoso Luiz Inácio Lula da Silva, que em sua imaginação mentecapta, deve ter acordado invocado e por telefone dado um esporro em Bush. Este assustadíssimo mandou que a Fed (Federal Reserve dos Estados Unidos, algo como o Banco Central) fez uma redução dos juros em 0,5% assim as bolsas voltara, depois de uma alta, à situação de normalidade.
O Grande Lula nem precisou fazer a impossível “travessia” do oceano, para mandar Bush tomar um providência. Êta presidente porretão esse do Brasil, salvou a economia dos paises mais ricos do mundo.
Diz
Carlos Chagas: “Como justificar Lula anunciando que irá aconselhar o presidente Bush a cuidar sozinho da crise econômica gerada pelas especulações imobiliárias nos Estados Unidos?
Se insistir nessa inconveniência, poderá ouvir que, além de não ser a sua praia, qualquer crise econômica verificada acima do Rio Grande afeta o mundo inteiro. Fosse o presidente Bush um homem de cultura e ainda poderia corrigir o presidente brasileiro, esclarecendo que o Oceano Atlântico separa os Estados Unidos da Europa, não os Estados Unidos do Brasil, como Lula afirmou, esquecendo de que integramos o mesmo continente.”
O destempero do presidente brasileiro passará em branco, haja vista que, por sorte, Bush e Lula se equivalem, isto é qualquer um dos dois trocado por um balde de merda perde quem dá o balde.

Tribuna da Imprensa online

nao-vendo-nada-errado.jpg

TCU pega o PAC da irregularidade

Tribunal de Contas da União aponta 29 obras que custam R$ 2,99 bilhões com indícios de problemas

BRASÍLIA – Principal instrumento do governo federal para tentar promover o crescimento econômico do País, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) teve nada menos do que 29 de suas obras incluídas ontem pelo Tribunal de Contas da União (TCU) no relatório de obras públicas com indícios de irregularidades graves paralisantes. Ao todo, essas obras do PAC envolvem recursos de cerca de R$ 2,99 bilhões.

A inclusão na lista faz com que as obras tenham seus recursos orçamentários bloqueados e seu andamento paralisado por decisão do Congresso até que as irregularidades apontadas pelo Tribunal sejam sanadas. O Congresso não é obrigado a seguir as indicações feitas pelo TCU, mas historicamente tem aplicado integralmente as recomendações recebidas sobre obras com problemas.

O relatório do ministro Benjamin Zymler foi aprovado ontem pelo plenário do TCU e detectou um total de 77 obras com irregularidades graves paralisantes e outras 102 com irregularidades graves, mas em menor grau, que não exigem paralisação e bloqueio dos bens.

Apenas 52 obras da União foram consideradas regulares em um universo de 231 fiscalizações feitas, num valor equivalente a cerca de R$ 5 bilhões. Na sua maioria, os problemas encontrados pelo Tribunal de Contas tratam de irregularidades nas execuções dos convênios, superfaturamento de preços, alterações indevidas de projetos e problemas no processo licitatório, entre outros.

O ministro Benjamim Zymler constata que o alto percentual de irregularidades descobertas vêm se mantendo desde a década passada, em torno de 30% a 40% das fiscalizações feitas. Este ano, o percentual chegou a 33,3%. “Esse número é absurdo. Esse número choca. Nós já perdemos a sensibilidade com esse número”, afirmou Zymler, durante a leitura de seu relatório.

“Não há como tapar o sol com a peneira. Uma parte dessas irregularidades deve ser debitada à corrupção”, acrescentou mais tarde. No caso do PAC, estão incluídas obras como a construção do trecho Sul do Rodoanel, em São Paulo, de responsabilidade do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit).

Segundo o relatório, foram encontradas irregularidades graves na execução do convênio. Obras do PAC para infra-estrutura, especialmente em rodovias, também aparecem na lista das obras com maior gravidade de problemas, como nas rodovias BR 101, no trecho de Pernambuco, na BR-476, no Paraná, na BR 163, na divisa entre Mato Grosso do Sul com o Mato Grosso.

Todas essas obras são de responsabilidade do Dnit. O Departamento é justamente o órgão do governo federal que aparece com maior incidência no número de irregularidades, com 38 obras entre as 77 que o TCU recomenda que sejam paralisadas e tenham recursos bloqueados.

Estado de São Paulo

Quarta-feira, 19 setembro de 2007

NACIONAL

Aliados aproveitam para cobrar cargos

Coalizão tenta usar votação da CPMF para garantir indicados às vagas remanescentes, como a cobiçada presidência da BR Distribuidora

João Domingos, BRASÍLIA

Partidos que formam a coalizão de governo vão transformar a votação da emenda constitucional que prorroga a CPMF na última trincheira importante para cobrar os cargos prometidos pelo governo e ainda não preenchidos. “Pelo que tenho ouvido, o governo vai sangrar muito”, disse o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP).

A lista do passivo do governo é grande. Vai de cargos em estatais muito importantes, a exemplo da presidência da BR Distribuidora, ou das diretorias Internacional e de Abastecimento da Petrobrás, a cargos federais em cidades do interior. O certo é que, importante ou não, este é o grande momento para que os partidos arranquem do governo o pagamento de todas as promessas. A lista entregue ao ministro das Relações Institucionais, Walfrido Mares Guia, é ampla.

Um dos cargos reivindicados tanto pelo PMDB quanto pelo PT chama a atenção, pois tem ocupante. O PMDB de Minas Gerais exige para a Diretoria Internacional da Petrobrás a nomeação de João Augusto Fernandes, funcionário de carreira da estatal. O PT bate o pé pela manutenção de Nestor Cerveró, apadrinhado do senador Delcídio Amaral (PT-MS).

Na véspera da votação do processo de cassação do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), na semana passada, surpreendentemente, Cerveró passou a ser defendido tanto pelo presidente do Senado quanto pelo senador José Sarney (PMDB-AP). Um parlamentar do PMDB de Minas suspeita que seu nome entrou na negociação que absolveu Renan.

Para a Diretoria de Abastecimento da Petrobrás, o PP indicou Paulo Roberto Costa. Há 20 dias, o partido conseguiu emplacar em duas diretorias do Ministério das Cidades os nomes de Leodegar Ticoski e Luiz Carlos Bueno. O partido já tem o ministro, Márcio Fortes.

O líder do PTB, Jovair Arantes (GO), disse que seu partido não pretende “pôr a faca no pescoço” do governo por causa da CPMF. “Somos da base. Nossa opção é ser governo. Não precisamos que paguem nenhum passivo”, disse ele. Jovair está numa situação boa em relação a outras siglas. Embora seu partido reivindique também uma diretoria da Petrobrás, os pedidos do PTB já foram quase todos atendidos. Há 15 dias o presidente Luiz Inácio Lula da Silva nomeou Armando dos Santos Júnior para a presidência da Superintendência de Seguros Privados, indicado por Jovair.

“Claro que ainda há muito a ser resolvido e o passivo do governo com os partidos é grande. Mas vamos votar a CPMF. Se o governo não nomear os indicados agora, vamos continuar lutando por isso”, afirmou o líder do PR, Luciano Castro. O partido quer as diretorias do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transporte (DNIT) de Santa Catarina, São Paulo e Sergipe, a diretoria de Operações de Furnas, diretoria da Agência Nacional do Petróleo (ANP) e cargo no setor de energia para o ex-governador do Ceará Lúcio Alcântara. Mares Guia já disse ao PR que Alcântara só será nomeado após a volta de Silas Rondeau ao Ministério de Minas e Energia.

Há briga por cargos pequenos também. O deputado Marco Aurélio Ubiali disse que há meses tenta nomear um aliado para um posto federal em Franca, mas o PT não deixa. Briga semelhante ocorre na Bahia. O deputado Colbert Martins (PMDB-BA), vice-líder do governo, tentou nomear o superintendente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) na Bahia. Encontrou resistência no deputado Walter Pinheiro (PT-BA), também vice-líder do governo. Foi se queixar ao ministro Mares Guia.

Ao contrário dos parceiros da coalizão, o PV não quer cargos. “Queremos redução na alíquota da CPMF”, disse o líder do partido, Marcelo Ortiz (SP). Ele disse que o PV não tem o ministro da Cultura, Gilberto Gil, na cota do partido. “Não fomos nós que o indicamos.”

Situação semelhante vive o PDT. O secretário-geral do partido, Manoel Dias, disse que, quando Lula convidou a legenda para fazer parte do governo, foi dito que a participação se limitaria a cargos que poderiam ajudar o PDT a levantar suas bandeiras. “Até agora, só o Ministério do Trabalho nos bastou”, disse Dias sobre o titular da pasta, Carlos Lupi

 

cpmf-de-novo.jpg

20 set 2007 Posted by | ABUSOS LEGISLATIVOS, ÉTICA, GOVERNO, O SONHO, POLÍTICA, REFORMA POLÍTICA | 1 Comentário

O congresso está fedendo.

O congresso está fedendo.

Para esta matéria de hoje, e para desopilar um pouco a mente vou citar dois autores cujas lembranças podem servir à atual história que se está desenrolando no Brasil.

A primeira é uma estrofe de Patativa do Assaré.

Mais sobre Patativa: http://www.facom.ufba.br/pexsites/musicanordestina/patati.htm

patativa.jpg

Tudo muito simples e muito lindo:

O que mais dói não é sofrer saudade
Do amor querido que se encontra ausente
Nem a lembrança que o coração sente
Dos belos sonhos da primeira idade.

 

Não é também a dura crueldade

Do falso amigo, quando engana a gente,
Nem os martírios de uma dor latente,
Quando a moléstia o nosso corpo invade.
O que mais dói e o peito nos oprime,
E nos revolta mais que o próprio crime,
Não é perder da posição um grau.
É ver os votos de um país inteiro,
Desde o praciano ao camponês roceiro,
Pra eleger um presidente mau.

A segunda menção como não poderia deixar de ser, é antiga, mas atual do

Rui Barbosa.

“Eu peço a luz e os nobres senadores querem as trevas ; eu peço a justiça e os nobres senadores querem a dúvida; eu peço a verificação da verdade e os nobres senadores querem a confusão.”

Rui Barbosa

E o meu comentário sobre os acontecimentos de hoje é:dia-para-nao-esquecer.jpg

A reputação e a honra do senado estavam doentes, há muito tempo.

Desde quando senadores que compram o mandato, como este vergonhoso cabeludo, Wellington Salgado existem.wellington-salgado.jpg

A origem de seu primeiro nome é anglo-saxon e significa algo como cidade do poço e juntando o seu sobrenome traduzido para o bom português ficaria assim:

A cidade do poço salgado. Seria uma cidade fantasma. Não serviria para nadacidade-fantasma.gif

Assim como o seu nome a sua representatividade, não serve para coisa alguma neste mundo a não ser para distribuir infelicidade e amarguras.

Foi empossado como relator para arquivar o processo do Renan, e não agüentou o tranco e com apenas seis horas de mandato renunciou ao cargo.

Em sua infeliz declaração de hoje, disse que a democracia e a vontade do povo provaram sem sombra de dúvidas a inocência do Renan.

Ora seu imbecil de meia tigela, o povo não foi representado hoje no Senado Federal.sessao-secreta.jpg

O povo foi ridicularizado por pessoas como você que sem ter um único voto, se considera sem nenhum pejo um legítimo representante da democracia.

A sua imbecilidade não deixa você ver que em um sistema onde, os votos são comprados como a sua suplência por 1,7 milhões de Reais, não é uma democracia e sim uma plutocracia.

Um sistema dominado pelo poder do dinheiro.

O povo certamente não fez uma vaquinha para comprar a sua suplência.

O seu pai pagou.

Ou o seu pai ganhou honestamente ou roubou descaradamente, mas de qualquer forma, apesar de fazer parte do povo, o seu pai não é o povo. Ele é apenas um voto.

Se você tiver a coragem de se candidatar como o fez o Tilden José Santiago que foi candidato e perdeu para o Helio Costa por uns poucos 500.000 votos, veria que a vontade do povo para com você seria muito pouca, mais ou menos uns cinco votos, e sendo assim para tentar se tornar um representante da plutocracia o seu papai teve de comprar a sua suplência por R$ 1.700.000,00 e com isto roubar descaradamente o lugar que de direito pertenceria ao Santiago pela vontade do povo.

Isto seria democracia.

Eu não conheço o Professor Tilden, não sei sobre a sua posição política, sei que foi candidato pelo PT mas mesmo assim sou capaz de apostar que votaria pela cassação do Canalha Calheiros, como o fez o Senador Suplicy do PT e o Senador Paulo Paim também do PT e o Brasil provavelmente não ficaria condenado a ouvir as suas abobrinhas e asneiras em defesa do cinismo e da roubalheira. Porque penso assim? Porque qualquer pessoa com um pouco de decência e realmente representando o povo faria isto e o professor Tilden por sua biografia tem mais do que um pouco de decência. O voto do Tilden espelharia a vontade do povo quanto ao seu voto espelhou a vontade do Renan e da corja a qual você pertence.

E como eu disse no começo de meu comentário de hoje, o Senado e a sua reputação estavam doentes há muito tempo e precisavam de um remédio do tipo que foi dado pela comissão de ética.a-pipa.jpg

Esta mesmo onde você também falou e disse um monte de asneiras, mas foi voto vencido. Onde você ridiculamente sugeriu que os relatores é que deveriam ser cassados por mentiras. As mentiras a que você se referiu e não provou foram os documentos apresentados pelos peritos da PF, onde o Renan Canalha apresentou sua defesa. Todos cheios de furos e incoerências e que gerou a opinião dos senadores relatores decentes. O outro relator o Senador Almeida Lima, legítimo representante do estado do Sergipe, mas também do seu timinho de m… Foi o único relator que não viu nada de errado nas ações do Renan. Este sim poderia ser considerado cúmplice e ser cassado e com isto sair ganhando todo o estado do Sergipe.

E sabem quem é este Senador?

Não se lembram dele?almeida-lima.jpg

Foi durante o mensalão, ele anunciou com todo o estardalhaço que lhe é peculiar, uma prova bomba contra o José Dirceu e que iria apresentá-la na segunda feira no congresso. Foi uma atenção tremenda e ele todo pomposo apresentou uma pequena notícia da coluna do Claudio Humberto. Foi vaiado dentro do plenário e saiu cabisbaixo. Depois disto andou sumido e reapareceu agora.

De duas uma ou é doido e falou besteira para aparecer, ou foi ameaçado e ou comprado para mudar a história da notícia bomba.

De qualquer maneira se comportou como deveria comportar como um membro do clube dos canalhas.

E como eu ia dizendo, a primeira dose do remédio certo que foi dado ao congresso para tirá-lo da UTI, pelo Conselho de Ética, foi trocado hoje no plenário do Senado por um frasco de cicuta e matou de vez a reputação do Senado e do Congresso Nacional.

Hoje nas notícias vespertinas a reputação do congresso estava morta e fedendo a céu aberto.

E vai ficar fedendo por muito tempo, pois não vai aparecer ninguém para enterrar dignamente este defunto.

Uma lástima.

Quem perde é o Brasil.fudendo-o-senado.jpg

Hoje em meio de muitas notícias ruins sobre a podridão que assola a nação

“POANA” também teve algo de bom.

Uma das coisas boas que aconteceram foi a porrada que o Gabeira desferiu no Tião Viana que queria impedir os parlamentares de entrar no plenário.

Ele se desculpou e até beijou o Tião Viana, mas a porrada ficou.

Uma das outras coisa engraçadas de hoje foi um email que o meu amigo o Dr. João Madeira me enviou sobre “As injustiças da língua portuguesa (Brasileira)”

Quero compartilhar com vocês:

Injustiças da Língua Portuguesa (Brasil)

A Sociedade Feminina Brasileira se queixa do tratamento machista existente na
gramática portuguesa (com razão). Veja só alguns exemplos:

Cão : o melhor amigo do homem
Cadela = puta

Vagabundo ……………. Homem que não trabalha
Vagabunda = Puta

Touro ……homem forte
Vaca = puta

Pistoleiro : homem que mata pessoas
Pistoleira = puta

Aventureiro ……………homem que se arrisca, viajante, desbravador
Aventureira = puta

Garoto de rua ………….menino pobre, que vive na rua
Garota de rua = puta

Homem da vida………….pessoa letrada pela sabedoria adquirida ao
longo da vida
Mulher da vida = puta

O galinha ……………..o “bonzão”, que traça todas
A galinha = puta

Tiozinho : irmão mais novo do pai
Tiazinha = puta (???)

Feiticeiro : conhecedor de alquimias
Feiticeira = puta (essa eu não sabia!!!)

Roberto Jefferson , Zé Dirceu, Maluf, ACM, Jader Barbalho,
Eurico Miranda, Renan Calheiros = Políticos
A mãe deles = Putas

E, para finalizar . . .

Puto …………………… Nervoso, irritado, bravo
Puta = Puta.

Depois de ler este e-mail . . .

Homem : Vai sorrir
Mulher : Vai ficar puta . . .

12 set 2007 Posted by | ABUSOS LEGISLATIVOS, ÉTICA, Cinismo, Justiça, POLÍTICA | Deixe um comentário

O PT Ético.

O PT Ético.

 

Retirado da coluna do Claudio Humberto:

DNA federal

A CPMF é filha da t(*), tucana, a política econômica é tucana, estrelada por Henrique Meirelles, ex-PSDB. Bolsa-Família é coisa tucana, sanguessuga também.

Criações genuinamente petistas: aloprados, mensaleiros e Lulinha.

 

 

Então Roberto Leite escreve sobre a ética petista:etica_corrupcao.jpg

 

O Lula esbravejou muito sobre a ética do PT.

Falou tanto que ficou meio PaTético.

Ficou parecendo aquele ditado popular sobre a mentira

lula-nao-ta-nem-ai.jpg,

 “Se você repetir o tempo todo passa a parecer verdade”.

Principalmente depois que a antiga cúpula petista responsável pela primeira eleição do Lula foi apontada como réu em vários delitos cometidos depois da posse do Lula.

O maior responsável pela eleição do Lula e a pessoa de maior poder no governo do Lula foi apontado pelo MPF como o chefe da quadrilha de bandidos e rapineiros do dinheiro público.

E então o Lula vai ao congresso do PT e diz que os membros têm que apoiar os companheiros e que isto não é vergonha nenhuma.

Em outras palavras ele diz que todos no partido devem ser considerados cúmplices dos pilantras pegos com a mão na massa.

E por isto, o PT deve ser considerado o mais ético dos partidos.

Não, não é por isto que o partido deve ser considerado um partido ético.

O PT deve ser um partido ético porque contem em seu estatuto, previsões e normas profissionais que os membros devem seguir.

Por isto o Lula tem razão. Mas quando os companheiros rompem as barreiras estatuais e cometem todas as praticas condenadas pelo estatuto do partido e os dirigentes do partido dizem aos outros afiliados que devem ficar do lado dos infratores e devem apoiar estes infratores, eles rasgaram o estatuto e conseqüentemente jogaram pela janela os manuais que poderiam apoiar a afirmação do Lula sobre a ética do PT   

Ele disse também, para amenizar talvez o bairrismo petista que poderia haver partidos iguais em ética ao PT, mas com mais ética não havia.

Ele estava se referindo apenas ao estatuto geral do partido e não às atitudes vigentes por certos membros da quadrilha.

E neste congresso ficou implícito de que o mensalão não existiu.

Foi coisa da mídia.

 Ah bom….

E foi durante este congresso que ficou decidido que o partido PT deveria adotar um código de ética.

Existem no estatuto do PT, normas éticas que foram introduzidas desde a fundação, mas que foram totalmente ignoradas em favor da pilantragem.

Se os pilantras passaram por cima do estatuto, de que adiantará um código de ética?

 

Este código somente poderá direcionar as pessoas de boa índole e basicamente honestas, mas os pilantras de carteirinha continuarão a passar por cima do estatuto e do código de ética.

 

Leiam mais sobre ética profissional no link:

http://www.ufrgs.br/bioetica/eticprof.htm

 

charge_etica.jpg

 

E o patético partido ético está aprontando mais uma.

O bolo já foi misturado de acordo com a receita, os ingredientes de praxe foram cuidadosamente dosados, e agora está no forno e deve estar pronto em outubro quando o MP/SP terminar com as investigações

Leiam o artigo abaixo da jornalista Karla Correia:

 

 

Aplicação de risco duvidoso

 

Karla Correia

 

BRASÍLIA. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os três maiores fundos de pensão estatais – Petros, da Petrobras, Previ, do Banco do Brasil e Funcef, da Caixa Econômica – e integrantes do PT decidiram investir, nos últimos quatro anos, em uma cooperativa que, de uma das mais importantes construtoras de imóveis residenciais do Estado de São Paulo, transformou-se, nesse mesmo período, numa empresa com déficit financeiro estimado em R$ 100 milhões investigada por suspeita de desvio de recursos e lavagem de dinheiro. Não bastasse a queda vertiginosa nos negócios de 2003 para cá e os indícios de práticas ilegais, a cooperativa em que Lula, fundos de pensão de estatais e membros do PT aplicam seu dinheiro ainda ameaça tungar o patrimônio de três mil pessoas.

Trata-se da Bancoop, cooperativa do Sindicato dos Bancários de São Paulo, fundada em 1997 pelo hoje presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), e comandada desde sempre pelo alto escalão do partido. Em maio de 2005, Lula adquiriu cotas da Bancoop para comprar um luxuoso apartamento dúplex de três quartos em um condomínio – o Mar Cantábrico – de dois edifícios que está em construção na Praia das Astúrias, localizada no balneário do Guarujá (SP), uma das regiões mais valorizadas do litoral paulista no mercado imobiliário. A cota está no nome da primeira-dama, Marisa Letícia, mas consta do patrimônio declarado pelo presidente ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no ano passado, como candidato à reeleição. Na época, Lula tinha pago um total de R$ 47.695,38 em prestações.

O preço final do imóvel não é revelado pela Bancoop, mas as imobiliárias locais avaliam um apartamento de semelhante perfil em algo em torno de R$ 350 mil a R$ 400 mil. A promessa da cooperativa é entregar seus imóveis a um preço 40% abaixo do praticado pelo mercado – o que por si já chama atenção como um bom negócio – e seria teoricamente impossível ao presidente encontrar um parceiro mais confiável para a empreitada, uma vez que a direção da cooperativa sempre esteve sob a responsabilidade de companheiros de legenda e de trajetória político-sindical.

Contudo, a aparência de companhia sólida escondia um verdadeiro ralo de dinheiro. Com 47 empreendimentos, 15 mil cooperados, a Bancoop começou a parar o andamento de obras por falta de recursos. E passou a exigir de seus associados o pagamento de parcelas adicionais para completar o caixa das empreitadas. Tal prática, na avaliação do Ministério Público de São Paulo, faz com que os imóveis construídos pela cooperativa acabem tendo preço equivalente aos de incorporadoras comuns, que não contam com os benefícios de isenção fiscal de uma cooperativa.

– A Bancoop é, na verdade, apenas a fachada de uma grande empreiteira que se utiliza do status de cooperativa para conseguir isenção fiscal, mas pratica preços de mercado, visa o lucro e comete várias irregularidades que sugerem a prática de desvio de recursos, ou até mesmo lavagem de dinheiro – acusa o promotor José Carlos Blat.

O promotor conduz o inquérito criminal que investiga a cooperativa por suspeita de lavagem de dinheiro e desvio de recursos. Os indícios de crime fizeram com que o Ministério Público quebrasse o sigilo bancário da companhia. Os primeiros relatórios devem ser apresentados em outubro.

Segundo Blat, o maior indício de desvio de recursos está na situação financeira da cooperativa, que considera ser incompatível com seu sucesso em arrecadar recursos e atrair cooperados. Em meados de 2004, a Bancoop recebeu uma injeção de R$ 43 milhões arrecadados com a venda de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (Fdic) no mercado financeiro. O fundo de pensão da Petrobras (Petros), aparece como maior investidor, tendo aplicado R$ 10,6 milhões nos papéis da Bancoop. Em seguida vem a Funcef (Caixa Econômica, com R$ 11 milhões, e a Previ (Banco do Brasil), com R$ 5 milhões. Todos dirigidos por membros do Sindicato dos Bancários ou filiados ao PT. Para piorar, segundo o promotor, a operação não foi avalizada pelos cooperados.

– Esse dinheiro simplesmente evaporou – afirma uma advogada dos cooperados. – Não se viu efeito desse aporte nas obras, os cooperados, mesmo aqueles que já tinham completado as parcelas de seus apartamentos e já estavam até morando nos imóveis, continuaram tendo de pagar saldos residuais de até R$ 8 milhões.

Em agosto, a agência de classificação de risco Standard & Poors rebaixou a classificação dos papéis da Bancoop por conta da incerteza da capacidade do fundo honrar o próximo pagamento das cotas seniores, no valor de R$ 1,72 milhão.

[ 09/09/2007 ]   02:01

09 set 2007 Posted by | ÉTICA, Cinismo, POLÍTICA, REFORMA POLÍTICA | 2 Comentários

Sonho de uma boa educação.

Sonho de uma boa educação.

a-frente-da-escola.jpg

Os países com bom desenvolvimento investem em educação básica pela simples razão que sem uma boa base não se pode construir grandes coisas.

O investimento mínimo de países com um desenvolvimento decente, e com resultados aceitáveis é de 20% de seu PIB (Produto Interno Bruto).

Este gasto pode parecer muito, mas é um bom investimento, com retornos muito bons para os países que fizeram este investimento.

No Brasil, o investimento em educação geral, é de 5% do PIB brasileiro.

E deste investimento, (5%), ou seja, 150.000.000.000,00 de reais podem parecer muito, mas para o tamanho do Brasil é muito pouco, e a maioria, vai para a educação superior adulta, perto de 80% desta verba.

Existe uma razão para esta distorção. No Brasil, toda a verba liberada pelos governos, o presente e os passados, tem um cunho eleitoreiro. Libera verba para a construção de uma escola rural, nomeia a escola com o nome do político que deu a verba (isto é proibido por lei, mas está acontecendo o tempo todo), e na inauguração investem na cerimonia onde aprecem todos os políticos da área para ganharem seus dividendos eleitorais.

Agora, com um pouco de bom senso pode-se perceber que neste ambiente, uma universidade daria muito mais votos do que uma creche ou uma escola primária, pois os alunos universitários votam.

Estes programas de apóio universitários, como “Pro-Uni” e outros, visam apenas o dividendo político. Outro dia o Lula em sua entrevista para as emissoras de radio, disse que soube que os alunos do “ProUni”, são os melhores com as melhores notas. Até citou o nome da escola e do professor que lhe passou a informação.

Eu digo que isto é mais uma mentira dele, e se por acaso for verdade, é porque os outros alunos deste professor ou perderam o interesse pelo estudo ou compraram os vestibulares e estão apenas em busca do diploma com o conhecimento ficando em segundo lugar.

O Brasil, não tem nenhum prêmio Nobel, e as boas escolas, onde os alunos tiveram um bom ensino básico (isto é a exceção) exportam todos os seus formandos para países desenvolvidos e onde seu valor no mercado é maior.

O “Pro Uni” é um programa prá lá de eleitoreiro.

Eu já escrevi sobre este assunto em artigos anteriores e um dos últimos pode ser lido em:

https://rleite.wordpress.com/2007/07/11/o-sonho-da-educacao/

educacao.gif

Estou voltando a este tema, por duas razões:

1. O artigo do Carlos Chagas sobre a ira do Senador Cristovam Buarque, sobre a atuação do nosso presidente (digo nosso por convenção, mas se ele é seu meu ele não é) se vangloriando em público de que não precisou estudar para se tornar presidente. Ele nem, de acordo com o Senador, citou que fez um curso técnico do SENAI. Pode ter sido de vergonha, pois, exercendo o seu ofício aprendido no SENAI, perdeu um dos dedos de uma das mãos.

2. O artigo do jornalista Peter Wilm Rosenfeld reproduzido abaixo, mostrando a debilidade vernacular do Lula, assim como a debilidade moral de seus atos que são motivo de artigos na mídia o tempo todo.

ETA BRASIL…….

domingo, 9 de setembro de 2007

No passado domingo foi encerrado o Congresso do PT. Evidentemente não participei dele, mas a simples leitura do que aconteceu e do que foi dito, é de estarrecer

A começar pelas renovadas besteiras e inverdades ditas pelo Presidente as República e de Honra do Partido.

Mais uma vez afirmou que “ninguém, mas ninguém mesmo, era mais ético do que o PT”. A primeira estultície foi a de comparar o partido a um ser humano, a “alguém”. Mas, conhecendo já de longa data a cultura e o conhecimento do Sr. Lula da Silva, é de se compreender – sem necessariamente perdoar, a incompatibilidade que o Sr. Presidente tem com o idioma de Camões.

A segunda besteira gritante é a de proclamar essa suposta ética apenas poucos dias depois da histórica sentença do STF, transformando em réus os anteriores chefes do PT, desde o Presidente, passando pelo tesoureiro e pelo secretário geral que, se não tivesse havido o “mensalão”, ainda estariam no comando do partido. E, entre eles, naturalmente, o homem forte do partido, proclamado pelo Sr. Lula da Silva como o técnico do governo.

A ênfase, o entusiasmo e a vibração do Sr. Da Silva ao proclamar que ninguém (nenhum partido, pois partido não é gente e é necessário que, com urgência, alguém advirta o Presidente sobre essa peculiaridade) demonstram que ele realmente acreditava no que dizia.

Mais um exemplo do homem que nada sabe, nada ouviu, nada viu e que simplesmente descarta e esquece aquilo que não é de seu agrado.

O mesmo erro havia sido cometido pelo Sr. Da Silva quando se auto-proclamou o homem mais ético do País. Ofendeu, agrediu, menosprezou, milhões de brasileiros, de todas as categorias sociais de todo o Pais, que são incontáveis vezes mais “limpos”, mais éticos, do que o Sr. Lula da Silva.

Pergunto, exemplificando: é ético um Presidente que nomeia centenas de pessoas como “”CC” no próprio gabinete da Presidência, em órgãos com os nomes mais absurdos ?

É ético um Presidente (ou qualquer outra pessoa) que gasta milhões usando o cartão de crédito corporativo – criação de seu antecessor, nada elogiável, para pagar despesas pessoais, que nada têm a ver com a Presidência e dos quais não precisa prestar contas a ninguém.

É ético um Presidente que aceita que seu filho participe de u’a maracutaia e enriqueça o fato de um dia para o outro ? A envolvida é uma empresa detentora de uma concessão pública (Telemar).

É ético um Presidente acobertar um “cupincha”, suspeito de praticar ilícitos que não podem ser comprovados porque não se permite que seus sigilos bancário, telefônico, etc., sejam quebrados ?

Enfim, dezenas de fatos idênticos, praticados pelo mesmo Sr. Da Silva, poderiam ser enumerados; não o faço porque isso seria excessivamente entediante.

Quanto à ética do PT aplicam-se exatamente as mesmas perguntas. Tem indicado para exercer cargos no governo uma quantidade incrível de pessoas sem o menor preparo (e sem o mínimo senso de moralidade).

O “aparelhamento” da máquina estatal e algo de inacreditável. Não teria nada contra se as pessoas fossem qualificadas para os cargos para os quais são nomeados. Aqui novamente presenciamos as mais absurdas barbaridades, talvez a mais notória por ter prejudicado milhares de idosos a do Sr. Berzoini como Ministro da Previdência. E o que aconteceu com ele ? Foi agraciado com a Presidência do Partido, mas já disse uma enorme quantidade de besteiras…

Para que não fique a impressão de que não vejo qualquer elemento “bom” no Ministério, cito como extremamente positivos os anteriores Ministros da Ind. Com. e Desenv., da Agricultura e o Presidente do Banco Central. Os dois novos ministros, que substituíram os citados, que deixaram o governo, ainda não mostraram a que vieram; e há que analisar com cuidado o desempenho do Min. da Agricultura, político profissional.

Enfim, e para finalizar, repito que se houve um Presidente da República absolutamente anti-ético, é ele o atual, tanto em seu primeiro mandato como nesse seu segundo.

Dirão muitos, ou todos os que discordam do acima, que o Sr. Da Silva continua com níveis muito elevados de popularidade. Isso não surpreende ninguém que analise o porquê dessa situação. A maior delas é o salário-família (alguns o chamam de “esmola-família”). Se não estiver enganado, hoje cerca de 45 milhões de pessoas o recebem, grande quantidade deles indevidamente.

E os que recebem esse auxílio não estão nem aí para apagões aéreos, estradas em petição de miséria, portos ineficientes, etc. Creio que haverá o dia em que se rebelarão e deixarão de apoiar o governo quando se derem conta do descalabro do sistema de saúde.

O desempenho do Banco Central, mantendo a inflação sob controle, é outro dos fatores posititvos.

Peter Wilm Rosenfeld

pwrosen@uol.com.br

ET: Os jornais de ontem informaram que o governo pretende admitir outros mais de 50 mil funcionários. Chegará o dia e que a maioria de nossa população será composta de servidores da União!!!

governo-lula.jpg

 

Se o Renan for absolvido será por quê?

 

senado.jpg

 

A ilustração vale por mil palavras

 

 

 

 

09 set 2007 Posted by | ÉTICA, EDUCAÇÃO, O SONHO, POLÍTICA | Deixe um comentário

Um Sonho petista.

Um Sonho petista.

vale.jpg

 
Assim como eu, o PT e todos os outros partidos, assim como todas as pessoas têm sonhos.

Sonhar é necessário e um bom sonho com os pés no chão é uma condição primordial para o surgimento de idéias novas, de progresso, e de felicidade intima do ser humano.

Como tudo nesta vida tem que ser dosado e moderado, o sonho também tem que ser assim.

Temos que sonhar, um pouquinho acima de nossa capacidade, para que o nosso sonho seja talvez possível e se realizado possa trazer felicidade intima por ter atingido algo qua antes era apenas um pensamento. Se sonharmos dentro da capacidade, passa a não ser um sonho, mas uma demonstração de falta de atitude e se o nosso sonho algo abaixo de nossa capacidade, aí fica definido total incompetência para viver.

Se uma pessoa desempregada fica em casa sonhado ser admitida e conseguir um emprego sem sair para procurar este emprego, está sonhando abaixo de sua capacidade porque para sair e procurar esta pessoa pode fazer, e por não fazer mostra total apatia ou qualquer problema psicológico em sair e procurar emprego.

Se uma pessoa fica sonhando em ter um carro novo, tendo dinheiro no banco e podendo simplesmente comprar o carro que quiser, esta pessoa está simplesmente sonhando um sonho desnecessário, pois esta dentro de sua capacidade resolver esta vontade que não faz por alguma razão espúria.

Agora, como no primeiro exemplo, a pessoa sai e encontra um emprego que possa suprir as suas necessidades imediatas e fica sonhando em conseguir um emprego um pouco melhor, mas dentro de suas capacidades, esta pessoa está sonhando com os pés no chão e pode conseguir realizar o seu sonho. Se realizado, este sonho terá tido frutos e a sua realização será para este indivíduo, uma motivo de orgulho próprio e felicidade.

Durante o 3º Congresso Nacional do PT, entre outras coisas ficou estabelecida a posição do partido na estatização da CVRD. Realmente na reestatização, pois a Vale já foi estatizada por fundação. Esta posição não é apenas do PT. Outro dia assistindo o programa político do PSTU, também notei que a principal bandeira deles também é esta.   

Eles querem um plebiscito para consultar o povo sobre esta situação.

No programa que assisti, a propaganda está equivocada e simplesmente mentirosa. Os fatos mencionados estão distorcidos e os fatos fora de contexto.fora-a-etica.jpg

O TSE deveria fazer algo a respeito de propaganda enganosa deste tipo, mas não faz nada.

Se um partido começa a inventar fatos e propagar mentiras, deveria ser punido e perder a sua propaganda política.

A Cia Vale do Rio Doce, foi criada em Minas Gerais, quando o governo federal comprou algumas empresas mineradoras estrangeiras, e fundou o conglomerado que começou a esplorar o minério de ferro ao longo das jazidas percorridas pelo Rio Doce em Minas Gerais e Espirito Santo. Não eram apenas as do Vale do Rio Doce, mas também as de Belo Horizonte, que se encontram na bacia do rio São Francisco. Ela foi fundada com base sólida, comandada por engenheiros competentes, muitos provenientes da Faculdade de Minas e Metalurgia de Ouro Preto – MG.

E prosperou. Com investimentos do governo, a Vale construiu portos, ferrovias, rodovias próprias, aplicou tecnologia de ponta para a época, como a pelotização do minério de ferro, aumentando muito o seu valor. Projetou, construiu e instalou o primeiro mineroduto do mundo onde o minério de ferro era moído e pulverizado, misturado com água e bombeado para o Porto de Tubarão no Espírito Santo. A Vale era uma estatal de capital misto, mas totalmente controlada pelo governo federal.

Apesar de lucrativa, a empresa, pelo seu valor patrimonial, pelo tamanho do investimento, não dava um lucro compatível com outras empresas do ramo de mineração.

Como toda estatal no mundo e principalmente no Brasil, havia sempre ingerência política e era cabide de emprego e os postos chaves na empresa sempre era usado como moeda de troca política pelo governo em atuação.

Quando foi privatizada em 1997, a Vale tinha 54 anos como empresa de controle acionário pelo governo federal do Brasil. Nesta época o governo tinha 23% do capital total da empresa.

Destes 23%, o governo mantém ainda 20% por causa de um problema a ser ainda resolvido sobre os fundos de pensão da empresa. Aproximadamente 5% das ações totais da empresa.

O preço calculado sobre o valor das ações do governo, foi feito nas normas atuais de avaliação de uma empresa pelos métodos internacionais. Calcula-se o valor da empresa, pelo valor atual das ações, mais a média de 10 vezes do ultimo lucro dividido por dois.

Ou Seja: A soma do valor atual de todas as ações do governo (23%)=Y

                  O ultimo lucro da empresa, X 10=X

                  Y+X/2=Valor mínimo para o pregão de venda da empresa.

O Valor alcançado por este cálculo, aprovado pelos órgãos do governo, foi 3,5 bilhões de reais que equivalia nesta época ao Dólar então o preço mínimo estabelecido foi de 3,5 bilhões de dólares.

No site abaixo:

http://www.brasildefato.com.br/v01/agencia/especiais/especial.2007-08-24.9265285827/venda-da-vale-um-golpe-no-brasil

 

Encontra-se uma explicação totalmente fora da realidade, considerando o valor das reservas e tudo o mais, e o valor das ferrovias e portos, etc.

Não se pode calcular o valor de uma coisa qualquer na possibilidade irreal de lucro futuro.

As possibilidades reais já se encontram inseridas nos valores das ações da empresa

Para propaganda favorável ao tema da reestatização, e para os leigos tudo bem, pode ser que funcione.

Mas para a realidade dos fatos faltou informar que tudo o que havia de patrimônio da Vale estava refletida no valor das ações na época e portanto tudo estava calculado dentro da estimativa real.

Tudo foi feito pela valorização da Bolsa de Valores, e as ações que foram vendidas, refletiam apenas estes valores mais o potencial de lucratividade.

Se a gerencia deficiente do governo, não conseguiu imprimir mais lucro na empresa, o preço das ações refletia esta lacuna.

Não queiram enganar o mundo dizendo agora que o se o governo estivesse em controle da empresa, ela estaria na situação atual, dando o lucro atual.

Ela estaria como a Petrobrás, que apesar de lucrativa e muito técnica, tem apenas 10% de retorno de uma empresa estrangeira com o mesmo investimento.

O Brasil estaria melhor e com mais lucro se a Petrobrás fosse privatizada.

Uma empresa privada não levaria o calote que o Morales aplicou no Brasil.

Entraria na OMC e os contratos assinados teriam que valer e pronto.

E têm mais, os novos donos da VALE enxugaram a empresa e modernizaram as instalações sem as burocracias e as propinas e super faturamentos de empresas estatais, com isto aumentando a percentagem do lucro.

Considerando que entre janeiro de 1997 e julho de 2007, a Vale teve um lucro líquido de 50 bilhões de reais, e considerando que o governo ainda mantém 5% sobre os valores da empresa através de ações o governo teve um lucro neste período muito superior aos dez anos anteriores quando mantinha 23% das ações e o controle da Vale. Foram aproximadamente 2,5 bilhões líquidos nesta década de vida privatizada. E como o Brasil cobra sobre suas empresas, possivelmente a maior carga tributária do planeta, somente os impostos arrecadados com os movimentos financeiros da Vale, facilmente superam a lucratividade de quando era esta empresa estatal .

Para os reestatizantes, a quantidade de empregos gerada seria muito maior se a empresa fosse estatal.

Isto é verdade absoluta e a eficiência da empresa cairia no mesmo ritmo.

E para terror do reestatizantes, o valor atual da Vale, teria que ser avaliado nos mesmos moldes da privatização, e o preço seria impagável para qualquer governo.

Agora tomar na marra, isto é golpe sujo e não poderia acontecer no Brasil atual.

Brasil não é Bolívia ou Venezuela ou Cuba

Seria mais fácil um impedimento do Lula por mentiras e incompetência e gestão fraudulenta e peculato (por causa dos cartões coorporativos).

lula-sem-destino.jpg

Então voltando ao título do artigo, e à análise dos tipos de sonhos, o sonho do PT (e de outros partidos de esquerda radical), para colocar as mãos em uma empresa do porte da Vale para lá dentro enfiar os seus incompetentes e usar do patrimônio como o fazem o da Petrobrás, não passa de um sonho medíocre, eleitoreiro, sem nenhuma possibilidade de realização honesta. 

 

Então fica para o ultimo a classificação do sonho irreal, este que não tem a possibilidade de ser realizado. Como o sonho de um cidadão de ganhar na Mega Sena, e não faz mais nada. Apenas joga e começa a gastança em sua imaginação.

Ou ainda pior, sonhando ganhar nas patas dos cavalos, uma pessoa faz um empréstimo no banco para jogar no Jockey Clube.

Estes são os sonhos doentios, que realmente fazem danos aos sonhadores e aos que os cercam.

Os sonhos do PT e de outros partidos como o PSTU de reestatizar a Cia Vale do Rio Doce, provém de inveja do sucesso da empresa privada, que todos os 50 anos e todo o investimento do Brasil não conseguiram fazer o que a Vale fez em 10 anos.

Provém de ganância de colocar as mãos neste capital enorme.

E está baseada na irresponsabilidade de um jogador ciciado que faz empréstimos para jogar e quando perde prejudica a todos ao seu redor.

Se a Vale for comprada de volta (é impossível, mas vamos a esta hipótese) seria jogar dinheiro fora como apostar com dinheiro emprestado e se for tomada por um golpe, a La Boliviana, deixará marcas profundas nas responsabilidades brasileiras perante o mundo.

De qualquer forma todos perderão para a realização deste sonho.  

 

O pensamento ilógico e pueril de reestatização da Vale depois de confirmar o gigantismo da empresa e o valor atual, seria como se vender um terreno abandonado, em meio de uma cidade, e os compradores beneficiarem tudo, construir um prédio de 30 andares com jardins e espelhos d’água, e depois o vendedor original vendo que  o valor original de venda do imóvel decuplicou, decida entrar na justiça para reaver o imóvel atual alegando que foi lesado e que o preço de venda foi abaixo do valor de mercado.

sete-de-setembro.jpg

 

Eta Brasil

 

E atenção reestatizantes:

Vocês querem falar de lucratividade ilegal e profunda com um tremendo impacto na competitividade do Brasil no mundo globalizado?

Então pensem em fazer campanha para abolir a CPMF, que em um ano apenas rouba de todos aproximadamente toda a lucratividade que a Cia Vale do Rio Doce conseguiu em sete anos.

E com pouquíssimo investimento próprio.

E a CPMF não cria empregos, ela tira os empregos formais.

Este ano apenas a CPMF vai arrecadar ilegalmente, 35 bilhões de reais, tudo lucro líquido.

Eu tenho um sonho que além de possível vai beneficiar o Brasil enormemente.

Vamos acabar com a CPMF

cpmffurto20070409provisorio.gif

    cpmffurto20070409sonegadore.gif   cpmffurto20070409exterior.gif

 

 

 

08 set 2007 Posted by | ÉTICA, Justiça, O SONHO, POLÍTICA | 1 Comentário

Sonhos e sonhos.

Sonhos e sonhos.

niguem-mais-etico.jpg

Dia cinco de Setembro de 2007 foi um dia para ser lembrado.

O Lula deu uma raríssima entrevista coletiva à imprensa brasileira.

O Lula é mesmo incrível, sua capacidade de comunicação é inegável e abusando de sua autoridade como primeiro mandatário enrolou todo mundo, falou o que quis, fez a sua propaganda a favor da necessidade de continuar cobrando a CPMF e não respondeu firme a nenhuma pergunta sobre as mazelas que se encontram vários setores da sociedade brasileira.

cpmffurto20070409exterior.gif

Saiu fora de questões conflitantes sobre a sua atuação no congresso do PT, e aproveitando a boa onda geral da economia brasileira, pegou carona e navegou confortavelmente neste tópico.

Os jornalistas, todos com muita experiência, faziam perguntas pertinentes, e recebiam respostas vagas, e se notava claramente a vontade deles de dizer para o Lula parar de enrolar, mas com o devido respeito que a posição do presidente demanda, tiveram de se conter.

Um dos jornalistas, eu creio foi o representante de radio WEB fez uma séria pergunta sobre a saúde no Brasil.saude.jpg

A saúde está preocupante, temos em formação a maior epidemia de Dengue de todos os tempos, temos em vários estados profissionais em greve e pessoas morrendo sem atendimento nos postos de saúde, as verbas para saúde foram encolhidas, e temos os casos das ambulâncias superfaturadas ainda por serem apurados, e o Lula se limitou a elogiar o Temporão, dizendo que ele é uma pessoa incrível e que às vezes, ele pensa que Deus é muito bom para ele presenteando-o com pessoas do nível do Temporão para ajudá-lo a melhorar o Brasil. E pronto, a questão da saúde ficou respondida.

Outro exemplo da perícia do Lula em evitar responder perguntas pertinentes foi quando perguntado sobre os casos sendo examinados pela justiça onde existem vários ex-aliados dele.

Ele disse o óbvio que todos devem ser considerados inocentes antes de serem julgados, condenou a condenação pela mídia, e disse que a palavra desculpa foi erradicada da língua portuguesa no Brasil. Ele disse que o menos que se poderia fazer seria pedir desculpas a quem depois de investigado não fosse encontrado culpado.

Parece que ele esqueceu de que o PT e principalmente o PT foram os que mais comemoraram o impedimento do Collor, e que por falta de provas contra ele, o caso foi arquivado, e ele não foi considerado culpado pela justiça.

E agora em sua posição senhor presidente, a desculpa deveria partir de você, que como presidente deveria dar o exemplo e chamar o ex-presidente Collor e em público dar as desculpas em nome do PT e do Brasil, pois ele foi absolvido pela justiça.

desculpa.jpg

Bem, por agora fica a sugestão e uma oportunidade para que o Lula possa fazer o que costuma pregar.

Chega deste assunto.

Vamos comentar agora sobre o congresso.

A credibilidade do congresso está realmente debilitada.caminho-de-murici.jpg

O simples fato da existência de senadores sem nenhum voto, sem nenhuma representatividade, causa uma infecção grave na instituição.

Com os atuais fatos gerados pela insistência do presidente da entidade em permanecer no poder depois de inúmeras provas de atropelo da ética, a credibilidade do Senado foi para a UTI.uti.jpg

No ultimo congresso do PT, foi ventilada uma possibilidade de uma reforma política por constituinte abolindo de vez a instituição do Senado e criando uma única câmara legislativa.

Se isto vier a acontecer, quem perde é a democracia e o Brasil que fica sem uma segunda opção para conferir as decisões legislativas da câmara menor de representação popular.

Mas da forma em que se encontra, sem nenhuma credibilidade, este Senado que aí está, fica apenas nos olhos da população servindo apenas para cabide de emprego de luxo para algumas pessoas privilegiadas.

Tem que haver uma mudança drástica no conteúdo e na formação do Senado.

E para começar a casa tem que mostrar seriedade para se limpar e a cassação do Renan por voto secreto dará um vislumbre de seriedade demonstrará para o povo que o Senado Federal pode ser considerado uma casa séria e representativa.

Se por acaso, o plenário do Senado fizer pouco caso da decisão da comissão de ética e absolver o corrupto comprovado inúmeras vezes Renan, estará desligando os aparelhos da UTI que estão mantendo viva a credibilidade do Senado Federal.

Então esperando a ocasião propícia seguimos sonhando para que o Lula use sua capacidade de comunicador para fazer realmente algo de útil para o Brasil e parar de falar mentiras e abobrinhas, e para que em uma reforma política real, o Senado Federal venha a ser uma casa digna do Brasil, sem os representantes fictícios que compram os seus mandatos e se aposentam regiamente depois e pouco tempo de trabalho.

E que as reformas se espalhem pela Câmara onde os representantes devem realmente representar o povo que os elege para o posto.

Os fóruns privilegiados devem ser abolidos em favor de um fórum político onde um político sendo flagrado cometendo um ilícito possa ser julgado por um júri popular com celeridade absoluta para que os crimes não possam ficar impunes por prescrição.

patria-amala.jpg

07 set 2007 Posted by | ÉTICA, O SONHO, POLÍTICA, REFORMA POLÍTICA | Deixe um comentário

A necessidade de sonhar.

A necessidade de sonhar.

manobras-do-senado.gif

Hoje foi um dia de bom senso e a comissão de ética do Senado Federal, votou com mais votos do que se esperava para que o mandato do presidente do Congresso fosse cassado.

Foi um voto de confirmação da relatoria mista onde três senadores relataram separadamente baseados em fatos esmiuçados pela perícia da Polícia Federal, que demonstravam claramente as, mas intenções do Renan Calheiros em confundir as investigações, com fatos e documentos levianos que deixavam muito a desejar para provar a sua inocência.

Os fatos da quebra da ética começaram pela suspeita de que uma empreiteira estaria pagando as contas do Senador em troca de favores nas obras realizadas pela mesma empreiteira.

Em lugar de tentar demonstrar sua inocência perante estas acusações, o Senador Renan, tentou provar que não precisaria de favores de nenhuma empreiteira, pois tinha dinheiro de sobra para bancar as suas despesas pessoais.

Esta prova, embora necessária no decorrer do processo, seria secundária pois o simples fato de ser rico bastante não teria uma função de vacina contra receber mais propina.

Vejamos o caso do ex-presidente Collor. Ele já era bastante rico quando assumiu o poder e, no entanto continuou a fazer coisas que poderia facilmente comprar, como aceitar o presente de um pequeno carro (Elba), reforma de sua casa, entre outras pequenas coisa e que deu no que deu.

O Renan, primeiro de tudo teria de mostrar claramente que não teria vínculo algum com o representante da empreiteira, e depois quando solicitado pelas autoridades para comprovar a sua capacidade de arcar com as despesas da acusação, ele teria que demonstrar a sua capacidade para tal.

Não foi nada disto o que aconteceu. Ele desconversou sobre a sua intimidade com o representante da empresa e passou imediatamente a dizer e tentar comprovar as sua posses.

Sobre o lobista disse apenas que era seu amigo e que fazia o favor de bancar o menino de recados entregando para sua ex-amante o dinheiro para sustentar a sua filha.

E a tentativa de mostrar de onde vinha o dinheiro ficou pior do que a emenda e de uma suspeita nasceram várias outras, onde os peritos da Polícia federal encontraram várias discrepâncias que mostravam claramente as mentiras do Renan.

Pois foi baseado nas descobertas da Polícia Federal que os relatores sérios, Renato Casagrande e Marisa Serrano pediram que o Senador Renan perdesse o mandato por quebra de ética parlamentar. A quebra da ética foi a sua mentira nada mais. Mentira esta provada com documentos periciados pela Polícia Federal. Não houve nenhuma evidência de preconceito ou perseguição política na decisão. Foi totalmente técnica e honesta.
almeida-lima.jpg

O outro relator, o Senador Almeida Lima, apesar de ter o acesso aos mesmos documentos periciados pela Polícia Federal, não encontrou nada de errado nos fatos encontrados pelos peritos nos documentos apresentados, de que as contas não batiam, os ganhos demonstrados pelo Renan não eram suficientes para os gastos com a pensão da filha, e as notas documentais apresentadas, apesar de verdadeiras, não conseguiam demonstrar que o Renan tinha realmente posses monetárias condizentes com suas despesas apresentadas.

Ele simplesmente disse que os documentos apresentavam sem sombra de dúvida as provas da inocência do Renan.

O Almeida Lima, experiente legislador pelo estado de Sergipe, é um representante do povo de Sergipe no congresso, e esta demonstração de imbecilidade e prepotência ignorando os fatos e tentando passar o rolo compressor por cima da lei e da ordem geral, defendendo o voto secreto, onde os representantes do povo buscam refúgio do mesmo povo que o elegeu, deve ser punida também com a perda do mandato por falta de representatividade em suas ações e por envergonhar o povo de Sergipe que o elegeu.

Agora o cabeludo sem voto, Wellington Salgado, este foi demais.wellington-salgado.jpg

Seu mandato furado foi comprado por 1,7 milhões de reais, pagos por seu pai à campanha do Senador Hélio Costa, que se afastou para ocupar outro cargo público, e que colocou como primeiro suplente o cabeludo, pala contribuição de seu pai.

Este senhor não tem nenhum compromisso com o povo e descaradamente se levanta e diz que quem quebrou o decoro por mentir foram os relatores que pediram a cassação do mandato do Renan.

Em que fato se baseou para fazer uma acusação destas?

E quais foram as mentiras que disseram os relatores?

E os fatos investigados ela Polícia Federal, sobre os documentos apresentados pelo próprio Renan e pedidos pelo Senado a investigação?

Também são mentiras?

Este senhor cabeludo, deveria ter seu mandato cassado por inconveniência e falta de ética profissional. Sua atuação neste processo serve apenas para tumultuar.

E este é parte do meu sonho, uma reforma política completa onde o parlamentar tem que ser votado e para se candidatar tem que ter ficha limpinha e que a comissão de ética tenha poderes para cassar sumariamente o mandato com a comprovação inequívoca da quebra da ética.

Este arranjo esdrúxulo, onde depois de passar pela Comissão de Ética, vai para a comissão de Constituição e Justiça, e depois se for constatado que o processo está dentro da legalidade, vai para votação secreta no plenário do Senado, faz das investigações da Comissão de Ética, uma comissão patética e imbecil.

Se o Renan for absolvido no plenário depois de todas as mentiras e das suspeitas envolvendo sua conduta, quem perde é o Senado e quem ganha é a impunidade, quem perde é o Brasil, e quem ganha é a falta de confiança do eleitorado, quem perde é a democracia e quem ganha é uma revolução por cansaço da população.

Leiam mais este bom artigo:

Com sinais de putrefação, poderá ter a morte moral diante de um país indignado.

Por Pedro Oliveira – Jornalista e presidente do Instituto Cidadão

(São Paulo) O Conselho de Ética do Senado Federal deu nesta quarta feira última a resposta que o Brasil esperava e desejava: os crimes praticados pelo senador Renan Calheiros foram comprovadamente reconhecidos e diante das provas insofismáveis e a comprovação da quebra de decoro parlamentar, a maioria de seus membros optou pelo encaminhamento do pedido da cassação de seu mandato.

Os senadores Renato Casagrande e Marisa Serrano apresentaram um consubstanciado relatório através do qual evidenciam todas as mazelas, as tramas e os crimes de Renan. Tudo provado, tudo comprovado. Pela Polícia Federal, pelos laudos técnicos que atestam as ações forjadas e pelas evidências encontradas em cada passo dado pelos que investigaram o sujo e indecoroso caso.

Na reunião aconteceram momentos de civilidade e a preservação da dignidade do Parlamento, além do histórico relatório. A palavra ponderada e o voto pela cassação proferido pelo senador Eduardo Suplicy, os votos indignados de Demóstenes Torres e Heráclito Fortes, a confirmação da ação criminosa no voto de Romeu Tuma, o voto do exemplo da dignidade de Jefferson Peres, além de Augusto Botelho, Marconi Perillo, João Pedro, César Borges (contrariando o que anunciava a imprensa) Renato Casagrande e Marisa Serrano.

Na contramão da história e da moral o ridículo voto em separado do senador sem voto Wellington Salgado, o patético Almeida Lima que envergonhou o Estado de Sergipe, o senil Epitácio Cafeteira e o inócuo Gilvam Borges. Não puderam como desejavam, esconder o voto da vergonha e se mostraram ao Brasil como coniventes com o crime a podridão.

Fica faltando a apuração das outras denúncias

O senador José Nery deu o tom e a disposição do PSOL: “este foi o primeiro round. Ainda vem por ai a Schincariol,as emissoras de rádios dos seus laranjas e as últimas denúncias de Veja, sobre o envolvimento com a corrupção”. Não sei se o senado suportará esse sangramento moral por muito tempo, pois governo e oposição, mesmo os mais próximos de Renan, já dão sinais de esgotamento com o mar de lama.

Um país vigilante não admitirá barganhas

Declarações inoportunas e levianas do senador Tião Viana, 1º vice presidente do Senado, deixaram esta semana o país em alerta. Como se estivesse falando de uma simples disputa eleitoral,ele dizia: “ Renan tem condições de derrotar no plenário da Casa o relatório que pede a sua cassação.Já Almeida Lima ( ele mesmo) chegando às raias do absurdo moral ao afirmar: “Com a sua possível absolvição em plenário Renan sairá fortalecido e vai continuar presidente.Rachado o Senado sempre esteve, entre governo e oposição”. Como o voto é secreto alguns senadores da base do governo apostam na afrontosa absolvição de Renan Calheiros, inclusive já se fala em barganhas, “negócios” e aliciamento a peso de ouro de alguns parlamentares da oposição.

Para o senador Renato Casagrande o resultado no Conselho de Ética “foi arrasador, superando até o que se previa. Ele pode até ter apoio na votação em plenário, mas o conteúdo dos relatórios, as perícias técnicas e as provas da Policia Federal estarão lá. E os senadores não vão poder se desconectar da opinião pública”.

Com certeza o Senado é quem vai decidir o seu destino diante da sociedade brasileira. A lama que cerca seus gabinetes e o seu plenário pode afogar a todos e ai não sobrará ninguém.Está nas mãos e nas consciências dos senadores e senadoras a decisão de começar a faxina ética que todos esperam ou mergulhar de vez no chafurdamento da corrupção.Assinando o seu sepultamento moral, diante de uma Nação indignada.

Outra vez o bloguista:

Acabei de lembrar algo sobre o Almeida Lima.

Vocês se lembram quando ele disse em pleno mensalão que tinha provas irrefutáveis contra o José Dirceu e que iria apresentá-las ao senado?

Foi um petardo, e refletiu até na Bovespa.

E o que ele apresentou foi uma pequena notícia da coluna do Claudio Humberto.

Um verdadeiro palhaço este representante do povo de Sergipe.

Ele já foi do PDT, do PSDB, e agora está no PMDB. Trem da alegria de Sergipe.

mictorio-do-senado.jpg

05 set 2007 Posted by | ÉTICA, O SONHO, POLÍTICA | Deixe um comentário

Um sonho justo.

Um sonho justo.

Ainda bem que podemos ainda sonhar com a restauração da ética no Brasil, depois da atuação de um relator do Supremo e um representante do MP que fizeram o seu trabalho e seu dever de casa.

etica.jpg

Ética

[Do lat. ethica < gr. ethiké.]

S. f. Filos.

1. Estudo dos juízos de apreciação referentes à conduta humana suscetível de qualificação do ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente a determinada sociedade, seja de modo absoluto.

Esta definição é do Aurélio.

Está um pouco vaga e poderia ser mais determinante em direção ao que se refere ao bem.

Esta definição poderia ser acompanhada de um exemplo literário, ou algo mais sofrível de um esclarecimento como, por exemplo:

Uma boa conduta humana seria ético e uma má conduta seria anético.

Roubar, mentir, prevaricar, enganar, tirar vantagem, seria falta de ética.

Dizer sempre a verdade, trabalhar honestamente, não tirar vantagem ou enganar alguém, seria se comportar dentro da ética.

lula-e-o-bando.jpg

Moral

[Do lat. morale, ‘relativo aos costumes’.]

S. f.

1. Filos. Conjunto de regras de conduta consideradas como válidas, quer de modo absoluto para qualquer tempo ou lugar, quer para grupo ou pessoa determinada. [Cf. amoral (4 e 5) e ética.]

2. Conclusão moral que se tira de uma obra, de um fato, etc.

S. m.

3. O conjunto das nossas faculdades morais; brio, vergonha.

4. O que há de moralidade em qualquer coisa.

Adj. 2 g.

5. Relativo à moral.

6. Que tem bons costumes.

7. Relativo ao domínio espiritual (em oposição a físico ou material).

[Cf. mural.]

~ V. ciências morais, comédia –, consciência –, igualdade –, indiferença –, lei –, morte –, necessidade –, obrigação –, personalidade –, pessoa –, responsabilidade — e senso –.

u Moral da história.

1. Conclusão ou lição moral inerente a um fato narrado. [Us., às vezes, ironicamente.]

lula-o-capo.jpg

Esta definição, também do Aurélio, está um pouco mais explicativa, mas a primeira definição, a filosófica, é a que mais se aplicaria no modo de viver bem em sociedade.

No tocante ao comportamento dos políticos, é justamente esta primeira definição que casando com a conduta ética, deveria nortear o comportamento dos representantes eleitos para representar os desejos dos cidadãos.

No terceiro congresso do PT, o presidente Lula, usou e abusou destas duas palavras:

“Ninguém tem mais autoridade moral e ética que o PT”

“Nenhum petista tem de ter vergonha de defender um companheiro”

“A vida é muito curta e nós vivemos em média, num país como o Brasil, 70 anos. Nós não temos o direito de nos sentir derrotados, qualquer que seja a adversidade que enfrentarmos. Mais importante: nenhum petista tem que ter vergonha de defender um companheiro.”

“O PT não pode se acovardar nesse debate.”

“Quando eu deixar a Presidência, voltarei a ser o Lula que sempre fui. Quero freqüentar os mesmos lugares, não vou fazer curso de pós-graduação nem estágio em nenhum lugar. Vou continuar viajando pelo Brasil, vou tentar continuar a única coisa que eu sei e gosto de fazer: mas quero fazer isso com a alma limpa, com muita tranqüilidade, sem mágoa, sem ressentimento, e não darei um palpite sobre quem me suceder, seja para o bem ou para o mal.”

O Lula é sincero. Acho que ele sacou do fundo da alma, quando disse que tem mais autoridade moral do que o PT, assim como já disse, em outra oportunidade, que nenhum brasileiro tem mais moral e honestidade do que ele, Lula.
O problema todo é que o conceito de ética, moral e honestidade do presidente tem uma semântica própria e peculiar a ele e ao PT.
Para ambos, a compra de deputados é ético, moral e honesto. Para eles, o Lulinha Telemar receber vinte milhões de reais de uma empresa com capital do governo é ético, moral e honesto. Para eles, receber dólares do estrangeiro, ou pagar o seu publicitário em moeda estrangeira em paraíso fiscal, é ético, moral e honesto. Para eles, o empreguismo e as aposentadorias vergonhosas, como a que Lula recebe como ANISTIADO POLÍTICO sem nunca ter sido anistiado político, são éticos, morais e honestos.
(por Lúcio Lopes)

jornal-para-entendido.jpg

Além destas coisinhas éticas mencionadas pelo jornalista Lúcio Lopes, não devemos esquecer nos da ética de lambari do Vavá, que por duas vezes foi pego vendendo influência.

Da ética do Frei Chico, que não é nem Frei e nem Chico, e ficou preso por baderneiro por seis meses e agora virou anistiado político e teve uma indenização de R$400.000,00 e recebe por mês R$ 3.700,00 de salário de anistiado político.

Da ética da Lurian, com sua ONG deficitária e sua conta em Miami.

Da ética do Dirceu, primeiro com seu companheiro Waldomiro Dinis, filmado cobrando propina de um contraventor para campanha política do PT do Rio e de Brasília.

Depois com os mensaleiros, onde insiste que não existiu, mas agora é réu em processo criminal sobre o mensalão que não existiu. E é tão cínico que disse que em qualquer outro país seria absolvido. Possivelmente seria absolvido em Cuba, mas se fosse na China teria sido condenado à morte, com a família pagando pela bala da execução.

Para o bem da verdade, poderia ser absolvido também na Venezuela.

Ele agora tem em seu currículo Nove (9) acusações de Corrupção ativa e Uma (1) acusação de Formação de quadrilha
Da ética do Lorenzetti, com seus churrascos.

Da ética dos Aloprados, com seus 1,7 milhões, que até hoje estão na PF sem nenhum proprietário para reclamá-los.

Da ética de defender um companheiro que foi pego roubando.

Partindo de uma pessoa que se vangloria tanto de não ter estudado, de que em sua aposentadoria, vai descansar em sua pobre casa de praia no Guarujá em vez de dar palestras e fazer pós-graduado, pode ser até verdadeira a sua definição de ética, por culpa do Aurélio é claro, por que quem mandou ter uma definição sobre este assunto tão difícil de ser compreendida, e em moral deixou escapar esta ultima definição como a moral da história.

revolucao-dos-bichos.jpg

“Ninguém tem mais autoridade moral e ética que o PT”

Traduzindo:

Ninguém tem mais ética petista do que o PT e a moral da história é que das coisas ruins, devemos lembrar as dos inimigos e devemos esquecer as dos amigos e companheiros.

O PT tem autoridade sobre a ética e a moral da história.

Estas foram os comentários desta autor sobre o comportamento do Lula e seu entendimento sobre a ética.

Mais preocupante do que o Lula é o comportamento do Dirceu e vamos a alguns de seus comentários durante o congresso do PT:

Palavras de José Dirceu no 3º congresso do PT (aquele que discute a ética…hehehe)
Para o 3º mandato:
“Espero que possamos, no próximo governo, nos dedicarmos à reforma do Estado”.

Pobre homem…e os PTcopatas acreditam!

“A única coisa que fiz em toda minha vida foi servir o Brasil e lutar pelos direitos de todo brasileiro. Trabalho no setor privado como empresário, contra minha vontade, para sobreviver. Paixão, eu tenho pela política, pelo Brasil, pelo meu partido”.

Agradecendo aos PTcopatas amigos:
“Foi um pouco de colo e solidariedade que a militância está me dando”.

Estes comentários do Dirceu foram surrupiados do blog da Adriana Vandoni.

http://pep-home.blogspot.com/

guarda-merda.jpg

A revista veja fez um resumo da ascensão do Lula:

PT no poder

25 de setembro de 2002

O que dizia a reportagem de VEJA

A democracia brasileira, a se fiar nas pesquisas de intenção de voto, pode levar ao poder Luís Inácio Lula da Silva, candidato à Presidência pelo PT. A essa altura, os eleitores que não votam em Lula e os indecisos, ainda a maioria, estão se perguntando se o PT está preparado para governar o Brasil. Sua competência está sendo questionada nos programas eleitorais do tucano José Serra, para quem o Lula sorridente e flexível da televisão não passa de uma invenção de marketing. O que boa parte da opinião pública deseja saber é como o PT, que durante vinte anos se preparou para a construção do socialismo, vai se sair agora diante do desafio de governar de acordo com os padrões capitalistas que se compromete a seguir. Ainda existem dúvidas sobre certos aspectos da política econômica do PT. Não se sabe qual será a real influência no futuro governo dos militantes radicais do partido. E outro problema seriam as expectativas que o PT despertou em seu eleitorado. Esperam os que votam no PT que, se ganhar, o partido execute uma política inédita de benefícios sociais. Isso só se revelará inteiramente no decorrer de um virtual governo petista.

O que aconteceu depois

Com uma vitória histórica contra Serra no segundo turno, Lula e o PT chegaram ao poder e contrariaram quase todas as expectativas sobre o partido. Na economia, os temores sobre medidas heterodoxas e aventuras arriscadas acabaram dissipados por completo – a receita do governo FHC foi mantida e, para muitos, aprofundada. O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, e o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, tornaram-se símbolos de uma política econômica sólida e confiável – além de imune às pressões da ala esquerdista do PT. Os radicais, aliás, não conseguiram conquistar seu espaço no governo. Pelo contrário: excluídos da administração federal, foram combatidos pelos próprios petistas no Congresso. Quando contrariaram os interesses do governo em votações importantes, foram afastados das bancadas e expulsos da legenda.

As outras previsões contrariadas na gestão de Lula foram ainda mais surpreendentes. Na área social, o investimento foi reforçado, mas com poucos resultados visíveis – falhas na administração dos recursos e lentidão na implementação dos projetos atrapalharam o cumprimento das promessas de Lula. O que mais chocou o eleitor foi, contudo, o envolvimento de Lula e dos petistas em denúncias de corrupção generalizada. A imagem de partido ético e correto foi destroçada por uma série de relatos de irregularidades. Comprovou-se o uso de caixa dois nas campanhas eleitorais, a existência de movimentações financeiras no exterior, a concessão de contratos publicitários em troca de auxílio político e outras irregularidades graves. As estatais se tornaram alvo de achaques e tráfico de influência, com desvio de dinheiro para formar um grande fundo partidário – e, assim, custear a permanência do partido no poder por vários mandatos. No penúltimo ano de governo, Lula aparecia atrás de Serra nas pesquisas de opinião para a eleição seguinte.

A partir de março de 2006, contudo, a situação começou a virar para o presidente e o partido. Com a escolha de Geraldo Alckmin como candidato da oposição, Lula voltou a liderar as pesquisas. Apesar de não admitir que já era candidato à reeleição, o presidente passou a rodar o país discursando e defendendo as conquistas de seu governo. Nem mesmo a divulgação de um relatório do procurador-geral da República apontando a formação de uma “organização criminosa” envolvendo o PT e o governo foi suficiente para reduzir sua vantagem nas pesquisas. A prova maior de que a crise foi dada como superada pelo PT surgiu no encontro nacional do partido no início de maio. Lula e os petistas aprovaram a busca de alianças com os partidos que participaram do mensalão e decidiram adiar para depois das eleições a investigação interna sobre o escândalo. Segundo os petistas, era hora de apostar tudo na reeleição do presidente.

E para não deixar de lado não podemos nos esquecer na ética do Renan Calheiros.

Será que quem copiou de quem?

renan-com-playboy.jpg

renan-e-lima.jpg

04 set 2007 Posted by | ÉTICA, O SONHO, POLÍTICA | 2 Comentários

   

%d blogueiros gostam disto: