blog do Roberto Leite

Assuntos de interesses multiplos e atuais.

Renan o democrata.

Renan o democrata.

renan-arrependido.jpg

 

A democracia é definida quando os cidadãos de um país têm maturidade suficiente para escolher os representantes que encontrarem mais capazes de administrar a coisa pública que conseguida à custa do dinheiro dos impostos, que estes mesmos cidadãos contribuem para que sejam feitas as melhorias para transformar a vida de todos em uma vida mais confortável. Estes representantes são os que fazem as leis que pode organizar a vida do país. Estes mesmos representantes devem zelar dentro de suas atribuições que a carta magna ou constituição seja respeitada.

Então dentro deste conceito de democracia, o conjunto de todos os representantes do povo, o Congresso, é a expressão máxima da existência de uma democracia. Dentro do congresso o povo está expressando a sua vontade.

Sem um congresso atuante, não poderia haver democracia, e sem democracia não poderia haver justiça, e sem justiça não poderia haver um país e sem pais, não poderia haver os impostos que contribuem para um bem estar geral.

Dentro desta premissa, o povo deve sempre zelar pela existência de um congresso, que os represente.

Bem no atual Brasil, o congresso anda tão desmoralizado com suas maracutaias, tão desacreditado em suas funções, que o povo, que colocou lá seus representantes, perdeu totalmente a confiança nas instituições democráticas, e em uma enquete realizada recentemente, a grande maioria, aproximadamente 80% disse que deveriam acabar com o Congresso.

Até para roubar o dinheiro público tem que haver moderação. Até para mentir tem que haver um basta, se não o povo perde o interesse e decreta a morte do congresso, que neste caso mataria ou feriria de morte a democracia.

O atual caso que veio à tona, não por eficiência total da polícia federal, que teve sim uma participação importante, mas mais por causa do descaso e cinismo dos representantes que de tanto abusar e saírem ilesos pensaram que era uma festa e se deram mal.

Há alguns anos atrás, outro presidente do congresso, deve que pedir demissão para não ser cassado, onde as mutretas foram apresentadas com provas irrefutáveis de desvio descarado de dinheiro público. Entre as maracutaias encontradas existia ate um ranário de sua esposa que consumiu milhões de Reais e o que existia era apenas uma placa indicando o local. O Caso do Jader Barbalho, já era um indicativo de que algo andava muito podre. Este político chegou até a ser preso e algemado, mas foi solto, se candidatou novamente e agora com um mandato novinho representa o povo do estado do Pará. Seus inquéritos não deram em nada e alguns já até prescreveram. E este senhor tem de acordo com a sua declaração de bens um patrimônio de, pasmem os seus eleitores, um bilhão de reais. Eu não tenho provas, mas também não sou muito idiota, e tenho a minha convicção. Ele não ganhou este patrimônio trabalhando honestamente. Ele roubou este dinheiro.

Este dinheiro que ele roubou, está fazendo muita falta para milhares de seus eleitores, que confiaram nele e ele usou e usa esta confiança para o uso próprio e de sua família.

Desde os começo dos anos noventa houve outros casos de corrupção que foram descobertos, mas ninguém foi punido. Os anões, o mensalão, o Severino Cavalcante, somente para mencionar alguns, onde ninguém foi punido exemplarmente.

E finalmente vem o mais recente e a meu ver o pior de todos.

O Caso da quadrilha do Renan Calheiros.

Este hipócrita e ladrão ficou milionário na política, era de família humilde e morava em rua de terra.

hoover-jedgar.jpg

Hoje tem uma fortuna incalculável, e quando foi ministro da justiça, e era chefe da polícia federal, agiu como J.Edgar Hoover do FBI americano, que dominou o órgão por 48 anos e construiu dossiês de muita gente importante e com a chantagem do conhecimento sobre fatos delicados da vida das pessoas era praticamente intocável. O Renan não somente roubou, mas induziu os outros a participarem, e tem provas contra todo mundo. Agora, ele está chantageando os antigos e atuais companheiros de crime, para forçarem o arquivamento de seu processo.

Ele como Hoover, se julga acima da lei e do direito, e a desfaçatez com que encara a mídia e seus colegas dizendo:

“Eu não vou renunciar, pois sou um homem batalhador”, mostra que está muito seguro de sua impunidade.

Quando recebeu os documentos para elaborar o relatório para o arquivamento, o Epitácio Cafeteira, já tinha em mãos o relatório que foi confeccionado pelos pilantras de carreira encabeçados pelo José Ribamar, o Sir Ney.

O senil Epitácio nem sabia do conteúdo do relatório, mas era para arquivar o processo contra o Renan, pois o relatório provava que o Renan era muito rico. Ele nem tocou no assunto da empreiteira que eras o foco da questão.

siba-e-salgado.jpg

O ex sem terra e ex-coveiro Sibá, que foi batizado como Sebastião e provavelmente não gostou e ficou sofisticado com Sibá, disse simplesmente em uma das reuniões que estava aberta a sessão para o arquivamento do processo contra Ilustríssimo Presidente do Congresso. Imagine, falar mal logo do Presidente! Direto para o arquivo e não se fala maia nisto. Sibá, que não teve sequer um voto, não representa ninguém, se tornou de fato uma celebridade.

E para coroar a sua atuação, quando o Cafeteira depois de dizer que pediria demissão, pois não mudaria o seu relatório de forma nenhuma, (como poderia mudar se não o escreveu e foi incumbido apenas de ler-lo senão…)

O Sibá encontrou outro sem voto, o cabeludo de MG, Wellington Salgado que também não representa ninguém e que quis ter o seu momento de glória arquivando o caso contra o seu amado Presidente. Acontece que o congresso está sangrando e o cabeludo ficou com medo de ser linchado e pulou fora. A sua braveza durou pouco mais de três horas.

as-vacas-do-renan.jpg

E a polícia federal, que não é mais controlada pelo Renan, e que deveria apenas verificar se havia rasuras nos documentos, não aceitou fazer papel ridículo e em uma pequena investigação constatou inúmeras falcatruas nos documentos apresentados pelo Renan.

Agora, o Renan tem dois problemas, além da falta de ética, uso e falsificação de documentos.

Ele ainda teve o descaramento de enviar a todos os seus colegas um envelope com cópia dos documentos de seus ganhos pessoais, e nesta relação incluiu a verba indenizatória de R$15.000,00 mensal para engrossar as possibilidades de bancar a sua aventura extraconjugal. E mais errou nas contas apressadas e a verba cresceu em suas contas. O cinismo é tanto que a verba para despesas do gabinete, e que não é dele, foi admitida como pagamento à Mônica, sua amante. A comissão de ética tem a obrigação de verificar o uso e abuso desta verba indenizatória e a declaração simples com a admissão que usou esta verba para fins pessoais seria em si o suficiente para o Renan perder o mandato.

pes-na-merda.jpg

A desculpa que isto é prática comum, não serve mais para este cenário dantesco que está se tornando o Congresso Nacional.

Está mais é para justificar a dissolução deste Congresso.

Renan, você está Fu………e bem pago. Cai fora.

vaca-brava.jpg

 

Eta Brasil

 

 

21 jun 2007 - Posted by | ABUSOS LEGISLATIVOS, AUTORITARISMO, ÉTICA, POLÍTICA, REFORMA POLÍTICA

1 Comentário »

  1. Olá Roberto!
    Estou lendo com muito gosto seus escritos,
    Bom encontrar um pensante e com Atitude,
    Muito prazer e
    gracias
    Om Shree Om

    Comentário por Tâmara | 24 jun 2007 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: